Hoje é dia de falar do meu livro inesquecível, ah... e como é inesquecível!


Adriana Brazil - Livro: Meu Pé de Laranja Lima

Sinopse


O menino Zezé, filho de uma família paupérima, cria um mundo de fantasia para se refugiar de uma realidade exterior áspera, conferindo alma a animais e árvores. Assim é que um pé de laranja lima se torna seu confidente, a quem conta suas travessuras e dissabores.

No hostil mundo adulto ele encontra amparo e afeto em algumas pessoas, sobretudo em Manuel Valadares, o Portuga, uma figura substituta do pai.
A vida, porém, lhe ensina tudo cedo demais. A ingenuidade da infância está de todo perdida no precoce aprendizado da dor e da saudade.


Inesquecível...
Creio que quem não leu ainda, pelo menos já ouviu falar. 
Meu Pé de Laranja Lima é o meu livro inesquecível, por tantos motivos, por tantas emoções.
Era início da minha adolescência e a professora passou esse livro para os alunos lerem e responderem o questionário. Em uma tarde eu li. E lembro exatamente de como chorei com a leitura. 
Sempre gostei de ler, mas por "culpa" de José Mauro de Vasconcelos, eu deixei de apenas gostar, para me tornar uma apaixonada por livros. 
O livro conta a história de uma criança, chamada Zezé, menino travesso que vivia apanhando dos seus irmãos mais velhos. Ao seu redor a pobreza da família, e a falta de carinho.
Seu recôndito? Seu pé de laranja lima, seus sonhos, e seu grito silencioso por um pouco de amor.
Tudo muda na vida do menino quando ele resolve fazer a maior de suas travessuras, pegar uma "carona" escondido no carro mais bonito do mundo, como assim o define, do rico Portuga. 
Da humilhação a realidade insólita, a amizade dele com o Manuel Valadares.
TERNURA...
É a palavra que define o livro. 
A inocência, a amizade tão pura, o carinho. A verdade de que a ausência, de quem mais amamos, é capaz até mesmo, de nos fazer deixar de sonhar.
Acho que não preciso dizer mais nada. O livro só não é perfeito para mim, pois há alguns xingamentos, fora isso, é muito emocionante. 


Frases do livro:
"Durante dois dias, apesar da minha saudade, não fui ver o Portuga (...)
Entretanto a minha saudade era muito grande. O Portuga deveria estranhar a minha ausência e, se ele soubesse onde eu realmente morava, era até capaz de me vir procurar. Fazia falta ao meu ouvido, à ternura do meu ouvido aquele jeito de falar meio carregado e cheio de "tu"...


Spoiler
Adoro o final e não poderia deixar de citá-lo:
...às vezes na minha saudade, eu tenho a impressão que continuo criança... Foi você que me ensinou a ternura da vida, meu Portuga querido... porque a vida sem ternura, não é lá grande coisa. Às vezes sou feliz na minha ternura, às vezes me engano, o que é mais comum.

"De pedaço em pedaço é que se faz ternura"





Nota: se você tem um livro inesquecível e quer participar desta coluna é simples: tire uma foto sua com o livro, envie a sinopse e nos conte porque esse livro é inesquecível para você.

Envie para contatoadrianabrazil@yahoo.com.br ou kguimaraesramos@gmail.com


8 Comentários

  1. Acredita que eu nunca li? rs
    Amei a indicação *-*

    P.S: Tá linda na foto, rs.
    Bju

    ResponderExcluir
  2. Eu lembro vagamente q teve uma novela... mas naum li o livro...

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ai que linda nesta foto, estou sentindo tanto a sua falta sabia.
    Nunca ouvi falar deste livro, não me bate amiga é que eu gosto sobrenatural, ams quem sabe um dia.

    Bjksss

    ResponderExcluir
  4. Uau, me ardeu os olhos, acho que eu vou pedir esse livro emprestado kkk, e aí Dri, empresta? Sempre gostei de livros que trazem sentimentos a tona e pelo que pude perceber em sua resenha, Meu pé de laranja lima é um desses.

    ResponderExcluir
  5. Nunca li esse livro >< Acho que vou ter que dar um jeitinho de ler \o/

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho, mas nunca lii! Acordeii agora..e vou leer! Valeu Drii'

    ResponderExcluir
  7. Também nunca li hahaha

    Imagino que o livro seja lindo mesmo, como você disse *-*

    E que fofa essa frase!

    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Oiiii Drika!
    Eu tbm me chamo assim, e assim como vc fez, tbm estou lendo o livro em português... ja conhecia pq os meus irmaos leram na escola, mas eu nao, e tinha vontade de ler-lo na lingua original.
    Hoje quase choro na parte onde ele nao receve nada para o Natal... foi muito triste!
    Um beijo grande!

    Drika (Buenos Aires, Arg) :)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.