Olá pessoal, esta é minha primeira entrevista aqui no Acordei por isso preparei algo bem especial com as minhas amigas, as escritoras Guimarães e Adriana Brazil, em uma conversa irreverente pelo msn.

Neiva: E aí gurias, vamos lá. Nome, idade e cidade natal?

:Karoline Guimarães Ramos, tenho 23 aninhos e nasci em Mogi
das Cruzes SP
Dri: ok Nome: Drikinha , brincadeirinha Adriana Brazil com z, to zoando eu , idade, de repente 30, ta bom?! Rio de Janeiro.
Neiva: Agora é sério, comportem-se...
Como escritoras, em busca de editora como descreveriam o mercado Editorial no Brasil?
: O que eu acho?
Dri: ta, deixa eu responder!!!! essa eu Sei!
: Difícil e eles amam um livro internacional (acho que vai ser meio doido isso). Minha resposta é: Eles amam um livro internacional, acho que deveriam dar mais oportunidades para os nosso talentos...
Dri: Acho que eles deveriam valorizar mais os autores nacionais e acreditar que aqui tem escritores tão bons como os lá de fora. Elas deveriam investir mais na nossa literatura e parar de valorizar tanto "estrangeirismo".
: ...mais o que a Dri disse...
Neiva:Na opinião de vocês, existe preconceito entre os escritores de um gênero literário para outro?
: Sim, quando eu escrevia de vampiros, muitos escritores de romances me achavam estranha alguns sequer respondia meus e-mails, acho que sou meio doida mais poxa era de vampiro só isso, tinha sangue é tudo mais. Fazer o que , mas assim que comecei escrever de outros gêneros, na hora eles abriram as portas .
Dri: Em parte concordo com , porém acho que tudo é um gosto pessoal, eu por exemplo não sou fã de ficção científica, porém há quem ame.
: Eu também não gosto de ficção cientifica, só de vampiros kkk
Não poderia deixar de perguntar: de onde vem sua inspiração?
Dri: Encontro inspiração nas coisas que Deus criou, pessoas, a natureza, a música... Então posso afirmar que toda minha fonte vem dele.
: Minha inspiração vem de qualquer lugar kkk. As vezes estou no trânsito e acho algo interessante, as vezes procuro nas coisas simples como um belo por do sol, eis que temos a beleza da natureza ao nosso redor, nosso Deus fez tudo isso, como a Dri diz a nossa fonte é Ele.
Neiva:Como todo escritor, imagino que também tenham um lado melancólico, como você enfrenta esses momentos?
: Ah... Nada eu leioooooooooooooooooo e muito.
Dri: Afgh! Um dos meus temperamentos é melancólico, então na maioria das vezes prefiro estar sozinha para criar. Acho que todo artista gosta de ficar sozinho com sua arte, seja ela qual for. No meu caso gosto muito desses momentos, quase sempre me inspiram.
Neiva: Expresse em palavras a emoção em ouvir de alguém que não faz parte de seu círculo familiar ou de amizade, a seguinte frase: Seu livro é perfeito, nunca me emocionei tanto com uma história!
: Ai é lindoooooooooo, acho que precisa de mais uns o ali kkk. Quando a Dri leu Bye bye quase morri, ela disse que amou meu livro, ninguém tinha lido ainda, então ela foi a primeira a ler, quase chorei certo, logicamente não estava de maquiagem no momento graças a Deus kkk. Mas amo cada palavra que falam de bye bye, só não gosto quando puxam sardinha para o lado da Ariel
Dri: Lembro que a primeira pessoa que falou isso do lado de fora, foi a Marcinha do blog Apaixonada por Livros, foi ali que eu desabei de emoção, afinal uma pessoa que eu nunca vi, leu e se apaixonou pela minha história e por cada um personagem, quase pirei de alegria! Foi muito emocionante!
Neiva:O reconhecimento dos fãs é mais importante do que a opinião da editora?
Dri:Certamente que sim. Quem faz o livro ser reconhecido ou não são os leitores não a editora. Ela tem seu papel fundamental de fazer o livro chegar nas mãos dos leitores, porém a opinião de um leitor, na minha opinião pesa mais.
:Lógico sem os fã somos nada, um livro é nada sem alguém para ler, então eu acho que a opinião deles é muito importante, na minha opinião
Neiva: Concordo com vocês gurias.
Dri: Lembrando que estamos falando de reconhecimento e não conhecimento, acho que a editora da conhecimento da obra, mas o reconhecimento vem dos leitores.
: Isso Driiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Uhhhhhhh
Dri:Você concorda com isso guria?!
Neiva: Você não estão prestando atenção, já disse q concordo.
Falem um pouco de seus livros, tive a honra de ler o das duas e me apaixonei então vamos lá gurias...
: Que fofa
Dri:Sou completamente suspeita de falar dos meus lindinhos, pois mais que uma história de amor, é o que os personagens são para mim, são reais, e já fazem parte da minha vida. Meus romances sempre irão valorizar os seres humanos, ressaltar suas fraquezas e enaltecer nossos talentos.
Neiva: lindooooooo
: Espera aí, vou falar do Andy
Dri: pra falar dos seus livros
: Ai o livro da Dri é lindo!!!!! Amo de coração este livro amo mesmo , Helen você também, mas o mais importante é o Andy ( Suspiros....)
Dri:Bora ka
: Agora vou falar do meu filhote, Bye bye era um conto que não passava de 5 folhas mas a Ariel quis ter asas próprias e voar pelo mundo, ta vou falar do Lincoln ele é meu kkk tem o Adam também que é fofo kkk
Bem Bye bye é comédia é isso.
Dri:Foi o livro que eu fiquei completamente dividida entre dois lindos, Adam e Lincon! lindos demais!! Mas vamos para a próxima.
Neiva: Já lhe faltou inspiração para terminar um livro?
: Não vou mentir, tenho vários livros aqui em casa esperando um final feliz.
Dri: O último que escrevi faltou. Mas foi só imaginar toda a história de novo, ouvir algumas músicas românticas, que consegui terminar. Nessas horas a melhor coisa é deixar de lado o texto um pouco e procurar inspiração.
Só escrevo ouvindo música sem ela não da.
Neiva:Quais as autoras que você mais gosta de ler?
Ká: Dri Brazil e Neiva Meriele serve?
Neiva: ai que lindooooooooooooo
Dri:Sou fã do Augusto Cury, gosto muito de ler autores nacionais, então minha listinha seria bem grande.
Neiva: Perguntas individuais: Dri, Sua série é marcante e intensa mas o que mais impressiona é que os personagens parecem reais como você citou acima, como você explica esse fato?
Dri: Meus personagens foram inspirados em pessoas reais, que convivem ou já conviveram comigo. Em cada situação imaginava o que fulano diria, o que fulana faria, e isso deu à eles autonomia de serem diferentes de mim, acho que isso os torna muito especiais.
Neiva: Ká, você tem uma forma muito interessante de escrever, sua irreverência é algo que dá um toque super especial, como se estivesse conversando com o leitor. É uma marca registrada?
Ká: Não acho , bem tento parecer normal, não que eu seja normal, ta eu sou um pucadinho anormal asuaush. Quando escrevo Bye bye deixo me levar pelas palavras de Ariel, já que somos completamente apaixonadas pelas mesmas coisas #Roupas, Victor Hugo, Armani asuashuah. É isso meus outros livro são mais normais.
A Ariel foi inspirada em mim quer alguem mais chata como eu?

Encerro a matéria deixando o link onde vocês podem encontrar á venda os livros Outono de Sonhos, de Adriana Brazil e Bye bye Asinhas, de Ká Guimarães.

4 Comentários

  1. ahsuahsuahsa ah guria tu é doida mesmo, colocou nossa conversa quase na íntegra! Ficou muito 10!! adorei!

    Seja bem-vinda flor!

    bjuus

    ResponderExcluir
  2. Com vocês não podia ser diferente, cortei, cortei e olha o tamanho que ficou kkk. Valeu por serem minhas cobaias kkk.
    Amo você, e obrigada pelas boas-vindas.

    ResponderExcluir
  3. Ai que linda, morri de vergonha amiga kkkkkk Não cortou nada, viu pessoal vcs estão vendo nossa entrevista na intrega mesmo, com menos bagunça mais tudo bem kkkk Ta linda amiga linda.

    Seja mais que bem vinda ao Acordei é a sua casa agora rsrsr

    Bjksssssssssss

    ResponderExcluir
  4. =D
    Ai que fofa!
    Adoro autores fofos!
    Parabéns flor!
    bjs

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.