Na coluna Livro inesquecível de hoje:

Neiva Meriele - Livro: O Despertar de Menfreya
Victória Holt


Sinopse
Diz a tradição que quando o relógio da torre do Castelo de Menfreya pára, isso significa mau agouro. Mas, para Harriet, não passa de mais uma das muitas crendices que cercam a propriedade de Bevil. No Entando, quando Jessica, a nova governanta, muda-se para Menfreya, a segurança de Harriet é abalda: haveria algo entre aquela bela mulher e seu marido? As suspeitas adquirem proporções maiores quando Harriet recebe um misterioso aviso de morte, seguido da notícia de que o relógio da torre parou...

Por Neiva Meriele:
Eu estava farta de ler livros sem graça, quando John Lennon, na época meu namorado me emprestou um livro chamado O Despertar de Menfreya, da autora Victoria Holt, um romance que se passa em outra época. Eu comecei a lê-lo e logo nos primeiros capítulos achei totalmente diferente dos romances que eu costumava ler por não trazer apenas uma história de amor mas uma história de luta, sofrimento, superação e um amor incondicional da parte de Harriet... Talvez nem todos partilhem desse meu sentimento quando digo que esse livro é fantástico, pois ele é extremamente complexo e poderia até ser classificado como drama romântico. Por essa razão acredito que as opiniões se dividirão.


Se o relógio da torre parasse uma tragédia iria acontecer na família...
Aos 13 anos Harriet já era apaixonada pelo lindo e independente Bevil, bem mais velho que ela e nem imaginava que aquela garotinha era louca por ele. Melhor amiga de Gwennan, irmã de Bevil, amava de forma descomunal a família Menfrey e a casa enorme, tão diferente da sua, uma família desestruturada e fria.
Ela passara longos anos no colégio interno desde que vira Menfreya pela última vez mas com a morte súbita de seu pai, o político milionário e calculista ela teve que retornar a cidade e conviver debaixo da proteção da tia e das primas ambiciosas e ciumentas além de uma madrasta que mais parecia uma boneca de porcelana que deixa a vida pouco depois do marido.
Herdeira de uma herança milionária de repente ela se vê praticamente nos braços de Bevil, o homem que amara desde a adolescência... mas essa atenção súbita que ele demonstra é amor ou está apenas interessado no dinheiro da órfã para tirar a família do buraco?
Disposta a ignorar as perguntas sem respostas ela se casa com Bevil sem nunca entender realmente as atitudes do marido. Quando ele resolve entrar na política ela se torna ainda mais introspectiva ainda sem entender a complexidade dele e o que se passa em seu interior. Pensar que tanto almejara viver naquele castelo! Agora ali é seu lar e sua alma entretanto continua oprimida e aprisionada pela insegurança.
Com a presença de Jéssica, a nova governanta, sua vida chega ao fundo do poço e seus dias se tornam vazios e deprimentes, a angústia diária quase a sufoca, o coração dilacerado e ciumento quase tornando-se dor física.
Uma ameaça de morte está sobre a vida de Harriet... e de repente o relógio da torre pára... prenunciando uma tragédia, sim... era assim que dizia a lenda, quando o relógio parasse uma tragédia aconteceria na família.
Será que ainda haveria tempo para que Bevil, seu marido abrisse seu coração?


Nota: se você tem um livro inesquecível e quer participar desta coluna é simples: tire uma foto sua com o livro, envie a sinopse e nos conte porque esse livro é inesquecível para você. 
Algumas pessoas disseram que o seu livro inesquecível está em PDF, sem problema! Manda uma foto sua sem estar com o livro. O importante é você participar e aparecer aqui.


Vamos lá pessoal, vamos participar!



Envie para contatoadrianabrazil@yahoo.com.br ou kguimaraesramos@gmail.com



4 Comentários

  1. Vc tá linda nessa foto guria!
    Já ouvi suas menções do livro antes, e vc disse que ia me emprestar p eu ler rsrs
    quero ler!
    bjuus

    ResponderExcluir
  2. Olha eu aí gente kkk. Valeu gurias por me deixar participar desse blog tão lindo, adorei, bjos.

    ResponderExcluir
  3. n conhecia, parece interessante!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Se não me engano este foi o primeiro livro que li da Victoria Holt. Depois dele revirei todos os sebos possíveis e até hoje caço o que ela escreveu :-)
    Acho o livro maravilhoso, assim como outros dos livros dela.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.