Especial dia das Mães


Domingo é um dia especial, seja para quem é filho, seja para quem é mãe. E é claro, que em homenagem à todas as mamães, a coluna de hoje traz dois filmes muito especiais, que na minha opinião exprime com toda a verdade o que significa ser MÃE.
O primeiro filme é um pouco antigo, e fui muito tocada com a mensagem que ele traz. 

OS ESQUECIDOS
Título original: (The Forgotten)
Lançamento: 2004 (EUA)
Direção: Joseph Ruben
Atores: Julianne Moore, Christopher Kovaleski, Matthew Pleszewicz, Anthony Edwards.
Gênero: Suspense

Sinopse:
Kelly Paretta (Julianne Moore) é uma mulher atormentada com a morte de San, seu filho pequeno, em um acidente aéreo ocorrido há pouco mais de um ano. Por causa disto ela cada vez mais se afasta de seu marido, Jim (Anthony Edwards). Ao visitar o Dr. Munce (Gary Sinise), seu psiquiatra, ele lhe diz que seu filho nunca existiu e que ela inventou todas as lembranças que possui em relação a ele. Chocada, Kelly começa a procurar provas da existência de Sam entre seus pertences, mas tudo desapareceu. Acreditando estar enlouquecendo, Kelly consegue encontrar Ash Correll (Dominic West), o pai de outra criança que também foi vítima do acidente. Juntos eles tentam encontrar provas da existência de seus filhos e recuperar a sanidade.


Quem poderia arrancar de uma mãe, a lembrança de que um dia ela teve um filho? Quem poderia fazer com que ela se esquecesse completamente que um dia ela foi mãe? 
Esse é o mistério que envolve o filme Os Esquecidos. Enquanto conhecidos de Kelly Paretta (Juliane Moore) juram que ela e muito menos eles jamais tiveram filhos, Kelly luta com todas as suas forças contra seus pensamentos bloqueados, em busca das lembranças de que ela tinha um filho. A busca frenética dela atrás de respostas é incansável, e cada vez que ela tenta desvendar o mistério, mais forte se torna a força misteriosa contra ela.
Mas Kelly está convicta, de que nenhuma força desse mundo ou de outro, pode arrancar dela a mais doce lembrança que tivera, de que um dia, ela foi mãe.

A  primeira vez que vi esse filme eu não tinha filho, porém a segunda vez, depois de ser mãe, eu compreendi perfeitamente a lição linda que o filme traz. Chorei com o final e em DVD com o final alternativo, o filme é lindo e prova que somente quem é mãe, sabe o valor de cada momento ao lado de seu filho.

O segundo filme, já falei dele aqui, mas não poderia deixar de trazê-lo de volta.

UMA PROVA DE AMOR
Título original: (My Sister's Keeper)
Lançamento: 2009 (EUA)
Atores: Abigail BreslinCameron Diaz, Sofia Vassilieva, Heather Wahlquist.
Gênero: Drama
Sinopse: Sara (Cameron Diaz) e Brian Fitzgerald (Jason Patric) são informados que Kate (Sofia Vassilieva), sua filha, tem leucemia e possui poucos anos de vida. O médico sugere aos pais que tentem um procedimento médico ortodoxo, gerando um filho de proveta que seja um doador compatível com Kate. Disposto a tudo para salvar a filha, eles aceitam a proposta. Assim nasce Anna (Abigail Breslin), que logo ao nascer doa sangue de seu cordão umbilical para a irmã. Anos depois, os médicos decidem fazer um transplante de medula de Anna para Kate. Ao atingir 11 anos, Anna precisa doar um rim para a irmã. Cansada dos procedimentos médicos aos quais é submetida, ela decide enfrentar os pais e lutar na justiça por emancipação médica, de forma a que tenha direito a decidir o que fazer com seu corpo. Para defendê-la ela contrata Campbell Alexander (Alec Baldwin), um advogado que cuidará de seus interesses.

A lição que eu tirei com esse filme, foi pensar na minha mãe, e nas diversas vezes que ela teve que se anular para me ver vencer. Quantas vezes ela se doou, chorou, para que eu pudesse ser uma pessoa melhor.
No domingo faça algo diferente! Reconheça o valor da sua mãe enquanto ela está viva, e se você não tem mais a sua mamãe viva a alegria de ser mãe ou se ainda não tem filhos, recorde as lembranças daquela que te trouxe ao mundo.
Se você não gosta da sua mãe, perdoe e aprenda à amar. Afinal nossos dias são prolongados na Terra quando honramos nossos pais.

Em homenagem à minha mãe e à todas as mamães que acompanham o blog Acordei, eu dedico essa música, na gratidão em afirmar que tudo que fizeram
 não foi em vão.

Feliz dia das Mães!

*Algumas fotos que usei nesse vídeo foram do meu filho.
Quero Retribuir - Ana Paula Valadão

Mãe, como retribuir

Um amor tão grande assim
Que não mede esforços
Mãe, cada dia que passa eu vejo
Em sua vida um modelo
De dedicação sem fim

Na sua entrega eu recebi

Na sua renúncia eu construi
Na sua proteção eu me arrisquei
Brinquei, sonhei, fui criança
E agora, mamãe, quero retribuir

Mamãe, eu não teria chegado aqui

Mamãe, sem o seu amor por mim
Perdão pelas vezes em que não reconheci
Mamãe, quero retribuir

5 Comentários

  1. Parece ser muito bom esses filmes ai.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ver Uma Prova de Amor. Já Os Esquecidos vi há muito tempo atrás, e não sei se tenho exatamente uma opinião formada sobre esse filme. Gostei, mas não adorei. Achei que o filme toma um caminho meio "viagem" demais, eu esperava outra coisa.

    Aline - escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Uma vez peguei esse filme no meio, e só fiquei sabendo o nome quando acabou. Mas achei o filme bem legal.

    Thiago
    http://outroconceito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Os Esquecidos eu já vi há muitos anos, na época eu nem entendi direito e fiquei um pouco impressionada.
    Agora resolvi assistir denovo e realmente as minhas opiniões mudaram.
    Gostei muito =)
    Beijinhos ;*

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.