Olá pessoal, já era para eu ter feito este post falando da publicação do meu livro. Sim Bye bye asinhas, vai ser publicado! Demorei para dizer por que estava digerindo a ideia, sim ainda não acredito que meu livro será publicado, semana passada inteira não acreditei, foi no sábado passado que caiu a ficha. 


Então vou contar a pequena história, primeiramente quero agradecer a Deus por ter me dado esta historia, sei que é meio diferente, mais se não fosse por ele, acho que Bye bye não existiria. Segundo quero agradecer meus pais, sim eles que vão me ajudar a pagar as contas rsrsr Obrigada mãe e obrigada pai, amo vocês. Terceiro, meu marido, Murilo, muito obrigada pela paciência, desculpe o tempo que estive longe. rsrs
Em quarto lugar, quero agradecer a minha amigas, pessoas que eu não conheço mais que se tornaram especiais em minha vida, vou começar por etapas. 




Neiva = Sabe que quando te conheci não imaginei que ia me dar tão bem com você, mais hoje vejo que é minha amigona, obrigado pelo apoio amiga, em breve seu livro será lançado também.

Marcinha e Nanda = Meninas obrigada por tudo, Bye bye não seria nada sem vocês, Marcinha obrigada pela primeira revisão, e Nanda obrigado pelas dicas rsrsr 

Adriana Brazil = Dri, acho que você é a pessoa mais importante na produção deste livro, Não que as outras não sejam, é que a Dri foi a primeira a ler. Bem amiga lembra quando me mandou um e-mail dizendo para tirar ele da gaveta? Eu tirei amiga e aí está o resultado, Bye bye será publicado! Lembro quando estávamos fazendo aquela primeira capa, meu ri agora aqui com o meu e-mail, ai amiga, acho que sem você Bye bye não sairia da gaveta. Obrigada pelo apoio.


Nanie = Obrigada por me dar a força que precisei para escrever Bye bye amiga, você é muito especial para mim. 


Se esqueci alguém me perdoa, é tanta coisa na minha cabeça rsrs


Agora quero agradecer aos blogueiros que colocaram o Banner em seu blog, obrigada mesmo, acho que não teria alcançado isso sem vocês também, peço para quem colocou o Banner deixar o link neste post. Em breve novidades.



Agora vamos ao que interessa, meu livro será lançado pela Editora Baraúna, fechei o contrato com eles! Agora é só esperar, a capa continuará sendo  mesma, pois acho que esta menina é a cara da Ariel. 
Quero agradecer o pessoal da editora é um amor, por ter me recebido bem. Obrigada gente.


Abaixo esta o link de cara resenha que foi publicada, comente por favor =) rsrsrs 
http://ericaplopes.blogspot.com/2011/06/resenha-bye-bye-asinhas.html
http://www.adrianabrazil.com/2011/06/bye-bye-asinhas-ka-guimaraes.html
http://acordeicomvontadedeler.blogspot.com/2010/12/resenha-do-meu-livro-bye-bye-asinhas.html
http://acordeicomvontadedeler.blogspot.com/2011/02/bye-bye-assinhas-by-neiva.html
http://acordeicomvontadedeler.blogspot.com/2011/01/mais-uma-resenha-do-meu-bye-bye-como.html
http://www.fernandameireles.com/2011/01/o-que-vem-por-ai-5-bye-bye-asinhas-de.html
http://www.apaixonadaporlivros.com/2011/01/bye-bye-asinhas-karoline-guimaraes.html
 Comentem nas resenhas....




Coloca meu livro no seu Skoob, garanto que não vai se arrepender.


Vou deixar o primeiro capitulo, para aqueles que querem saber do que se trata a historia. E para os curiosos de plantão. Em Breve falarei das novidades, acho que tem kits chegando ai rsrs 


1.  Um anjo? Que estranho!!!


— Tifany.
— Oi, pai.
— Está tudo bem, filha? É que você parece um pouco triste. Me conta, o que foi?
— Estou bem, pai.  Só as coisas de sempre, você sabe. Meu aniversario e a morte da mamãe.
— Filha, sua mãe ia querer você feliz neste dia.
— Eu vou ficar bem, juro. Vai se deitar, a Lílian te espera.
— Por que você a chamou de Lílian?
Só não me sinto bem ainda, mas ela nunca vai deixar de ser minha segunda mãe, tá? 
— Eu sei querida. Lílian te ama como uma filha, e você é especial para todos nos. Boa noite.
— Boa noite, pai. – Ele veio perto de mim e deu um beijo na testa, às vezes é bom ter família.
Não sabe ele que a filha dele não é eu. Tifany esta dormindo. Tive que fazer isto por causa do meu trabalho. É horrível, cada ano que passa vivo em um corpo, não passo disso. Acho um tremendo desrespeito. Imagina, eu chego, peço permissão, entro e aí fico até cumprir minha missão que, às vezes, não é fácil. Tem horas que dá medo de mim mesma. Ainda bem que Deus me guia.
Tifany é mais uma em minha lista (fazer o que, né?! Meu trabalho é este). Estou aqui à procura de demônios, que falando serio são um pé no saco. Não gosto nem um pouco deles, me deixam descabelada em meio à multidão. Como se a multidão pudesse me ver. Não sou fantasma, se é isso que você estiver pensando.
Você deve estar se perguntando o que sou. Vamos ver... Eu sou a paz em tempos difíceis, sou amor na maioria das vidas e sou a união. Sou um anjo, se preferir, pode me chamar de Ariel, um anjo que decidiu ter sexo. Isto mesmo, eu resolvi ter sexo.
Você está se perguntando qual? E se anjo tem sexo. Não, não temos sexo. Mas eu escolhi ter. Não vou mentir, muitas coisas me ajudaram a escolher isto (Prada, Armani, Dolce Gabana, Vitor Hugo, Gucci...). Deu para entender, não é?! E então, é por isto que sou uma mulher. Ah, tudo bem, homem também daria para se vestir bem, mas não teria sapatos. Imagine eu sem um Carmen Steffens, sem maquiagem então ficaria louca. Não dá, às vezes, esses corpos têm umas imperfeições que só a maquiagem pode ajudar. Agora entendeu o porquê sou mulher? Eu sempre escolho mulheres já faz mais ou menos 500 anos. Pode acreditar. Já ajudei em guerras, furacões, terremotos... Foram terríveis, não gosto nem de me lembrar. Me deixa angustiada. Sou anti sangue, paz total. É só você não pisar no meu sapato (ele sempre é caro).
Mudando de assunto (tudo bem que eu amo falar de roupa, depois falo mais), estou aqui nesta cidade porque meu chefe mandou. É eu tenho chefe (pelo que sei a maioria das pessoas têm). Meu chefe é o arcanjo Gabriel, que eu prefiro chamar de Gab, sabe coisas de pessoas mais intimas. Tudo bem que ninguém me deu apelido ainda, não é que eu queira, mas é estranho isto, não é? Será que sou anormal?  Ou sou fashion demais para ter um apelido? Voltando ao Gab, não é lindo chamar ele assim? Nada de coisa formal, só mais teen.  
Ah, esqueci de te contar o porquê estou aqui, nesta cidadezinha de interior chamada de Biritiba Mirim. A situação é cruel, parece que a cidade foi esquecida. Imagina que aqui é proibido morrer. Nossa, eu fiquei pasma quando soube. Mas fazer o que, né?! Graças a Deus que não esqueceu esse local e me mandou para ajudá-los (olha quem ele foi mandar). Saindo do assunto da cidade e voltando ao porque de eu estar aqui: bem, meu chefe me mandou para achar uns demônios. E aqui estou eu, em uma noite fria (não que eu sinta frio, mas coitada da Tifany). Tive que sair escondida de casa. Se o pai dela ficar sabendo, iiih... Não quero estar aqui. Vesti um, sobretudo branco, que não resisti e comprei no primeiro dia no corpo da Tifany, fico imaginando ele com o meu cabelo ruivo, a sim tenho o cabelo ruivo lindo de arrasar e também tenho pintinhas no meu rosto, mais posso dizer sou linda. (luxúria... é eu sei, mas o que a convivência não faz né?! Humanos, vai entender).
Pelo que você viu, deu para perceber que sou uma anjinha desequilibrada, às vezes. Mas sempre acabo fazendo as coisas direitinhas. Tirando a vez que era para eu salvar uma mulher e acabei errando e salvando o cachorro dela (ainda bem que ela não morreu). É, às vezes, faço isto, mas só às vezes, tá?!
Fui até a praça que havia na cidade (é a única coisa que se tem para fazer aqui), onde todos se encontram a noite. Lógico, como hoje é sexta–feira, achei que teria alguma festa ou uma baladinha. Mas a cidade é o uó do borogodó. Será que pelo menos tenho sorte para poder voltar para as vitrines de Nova York?
— Tifany, você por aqui!!! — Quando virei, não acreditei. Era o homem mais lindo que eu já vi, e olha que já vi muito homem nesse mundo, olhos escuros, 1,85mt, um corpo de arrasar quarteirões, a boca mais perfeita deste mundo e os cabelos castanhos caídos nos olhos, exagerei não é, mais ele é lindo .
— Oi, Lincoln. Nossa não te reconheci. — Graças a Deus, eu tenho a memória dela. Assim fica mais fácil e não a deixo com cara de babaca na frente do povo.
— Pensei que não saía mais à noite.
— Não saio. É que dei uma escapulida hoje. — Tifany já foi apaixonada por ele, eles namoraram. Não tinha como não ser apaixonada, ele é lindo (Ariel comporte-se, você é do reino de Deus, não pode deixar se abater com as coisas da terra.). Mas ela o largou por um tal de Pablo, que nem bonito é. Vai entender os humanos... Só espero não conhecer esse tal de Pablo, não fui com a cara dele.
— Que beber alguma coisa? Ou comer?
— Obrigado, Lincoln. Mas eu...
— Eu sei que você terminou comigo.  – Muita burrice dela. — Mas eu queria ser só seu amigo, para poder desabafar sabe. – Ele olhou para mim com uma carinha que foi difícil dizer não.
— Amigo para mim esta ótimo, Lincoln. Mas...
— Então venha tomar algo comigo. – Se você visse a cara de cão sem dono dele, você iria.
— Tá, pode ser. — Já que nenhum demônio estava na área, resolvi deixar o garoto feliz, sabe. Não é porque ele é lindo... Tá, eu confesso, é porque ele é lindo. Você acha que anjo não tem uma quedinha por humanos? Está enganado, ta. Temos sim e, às vezes, é chato ter que se controlar tudo bem que sou a única que tem esta quedinha.
— Vem, então. — Ele me puxou para uma lanchonete onde sentamos um pertinho do outro. Posso estar muitos anos aqui, mas ainda não me acostumei com o toque dos humanos. Ah, meu Deus, ele pegou minha mão (quer dizer, a mão da Tifany) e um arrepio se formou desde o dedão do meu pé até o último fio de cabelo da minha cabeça. Para um anjo o toque de um humano é uma coisa muito, muito boa mesmo, me deu outro arrepio, pior do que o primeiro. Vou te dizer, ter as sensações dos humanos, às vezes, é um saco. Tudo eles se arrepiam. Puxei a mão dela, por mais que eu queria que ela ficasse ali, e falei:
— Então, como estão as coisas?
— To levando, mas ultimamente tem coisas estranhas acontecendo.
— Como assim? — Fiquei mais feliz, coisas estranhas quer dizer que eles estão por perto, meu trabalho vai ser rápido e vou poder ir para Paris.
— Meu pai esta sempre brigando com a minha mãe. — Coisa normal, gente, todo mundo briga, até eu já briguei. – Mais eu sei que eles se amam. – Tá, o moleque é sentimental. É ainda existem homens sentimentais neste mundo. — E acredita que meu irmão tentou suicídio? Umas duas vezes só nesta semana. – Aí, a coisa muda. Os demônios adoram um suicídio. — E a diretora Loren, se lembra dela?
— Lógico.
— Ela e mais 10 pessoas tentaram suicídio nas ultimas horas, fora a contagem do ultimo mês, que foi de umas 100 pessoas.
— Nossa Lincoln, eu não fiquei sabendo de nada. A coisa tá feia mesmo. – Põe feia nisto. Com certeza há uma legião aqui e só um anjo... Isto está muito errado, vou pedir demissão. Se isto fosse possível, eu já tinha pedido...  
— É, parece que algo está causando tudo isto. — Não só parece, tem algo sim causando tudo isto. E eu não posso dizer para ele. Porque se eu for totalmente sincera, ele vai achar a Tifany louca.
— As coisas lá em casa não estão bem também.
— Seus pais?
— É...  Eles também estão pensando em se separar e meu irmão, a cada dia que passa, está pior.  
— Eu aqui contando da minha vida, e você passando coisa pior, como esta o Eron?
— Esta bem hoje, mas cada dia que passa fica pior. — Foi por isto, que entrei no corpo da Tifany, ela vêm enfrentando muita coisa, os pais dela querem se separar, o irmão esta com uma doença, que os médicos dizem ser incurável, mas nada como um anjo, morando na sua casa, para te curar e fazer sua família feliz.
— Vamos esquecer disso vai, vamos falar de você.
— De mim Lincoln? O que você que saber de mim?
— Ainda sai com aquele ridículo?
— O Pablo? Saio mais estamos em uma faze ruim também.
—Porque me deixou?
— Lincoln, por mais que você seja um amor, eu não sinto mais o que sentia antes, agora para mim você é só um amigo.
Bem que eu queria dizer outra coisa, mas vai entender né, Lincoln é muito mais lindo do que este Pablo, vai entender este gosto, mas bem na hora, que eu ia dizer mais alguma coisa eu ouvi alguém gritar na minha cabeça.
“Socorro, socorro”
Uma coisa que eu não disse, quando um demônio entra no corpo de um humano, ele não pede licença, deixa a pessoa louca e depois sai, para assim deixá-la perturbada.
—Tifany aconteceu alguma coisa?
— Acho melhor você sair daqui. — Os pedidos de ajuda estavam aumentando, ate eu ver de onde eles estavam vindo, alguns adolescentes que amam rock, (não tenho nada contra eles e já digo eu curto um rock de vez enquanto), entraram na lanchonete me encarando.
“Socorro alguém nos ajude”
A alma deles pedia ajuda, eu simplesmente estava de mãos atadas não podia falar na língua dos anjos, pois ia dar na cara que tinha algo errado com a Tifany, e isso eu não queria que acontecesse. Tente imaginar, você sendo chamada de louca, não nem morta, pronto Ariel respira que tudo vai dar certo.
— Lincoln, vai para o seu carro, que eu já vou.
— Porque Tifany?
— A coisa vai ficar feia, muito feia vai.
— Mais Tifany.
— Vai Lincoln, depois eu explico, vai. – Gente vou te falar, homem é um bicho chato, às vezes, em vez de ajudar só atrapalha, bom agora esquecendo dos homens e voltando ao presente, Deus eu preciso da sua ajuda, e de toda sua força, para expulsar estes demônios daqui, não me deixe pai.
— Fazendo preces Ariel? – Uma menina com o cabelo roxo chegou perto de mim.
—Plu, então é você que esta causando este inferno nesta cidade, era de se imaginar.
— Estou surpresa em ver você aqui e sozinha, quem diria cadê os outros? Só pode estar de férias.
— Nos não entramos de férias, esqueceu-se disso Plu, ou tenho que refrescar sua memória.
— Ainda estou surpresa de te ver aqui, não é você que gosta de lugares mais chiques, Nova York, Hollywood, Paris. – Poxa vida minha fama esta até no inferno, o que há de mal de ser um luxo.
—Posso ate gostar, mas vou aonde Deus me manda, se ele me quer aqui, aqui vou ficar, e a ultima vez que nos encontramos, eu estava no Rio de Janeiro não lembra o que aconteceu.
— Não me apego ao passado, e sei bem que você ama a praia de Ipanema.
— O meu Deus, não creio que você esta dizendo isto, Plu eu te mandei pro inferno, assim eu fico louca, você não lembra que dei um pé na sua bunda, como estes demônios são fala serio, ai que vontade de...
— Você acha que estou sozinha Ariel, tenho meus irmãos comigo, eles não estão felizes em te ver, e pelo que eu vejo você esta sozinha.
— Tenho Deus Plu. — Plu é um demônio forte, que conhece meu passado muito bem, que acha que pode ganhar dos anjos, já mandei ele pro inferno uma vez, posso mandar pela segunda ou transformá-lo em um simples humano.
— Hora, hora isto da inveja sabia.
— Da minha fé?Você pode ter ela Plu é só você querer, Deus tem planos para você.
— Você me da nojo Ariel.
— Só porque vou te salvar um dia, ainda faço você seguir Deus.
— Vamos ver Ariel.
Cheguei perto de Plu, e dos seus irmãos, como ela diz, fiz minha breve oração em latim, não gosto muito de falar nesta língua todos me olham,quer dizer olha para o corpo que estou usando, acho que eles pensam que a pessoa é louca, fazer o que né, no mesmo instante que comecei a oração eles se foram, parece fácil né, mas não é a coisa é muito difícil, só eu vejo o que acontece com eles e eu digo é muito feio, eles começam a pegar fogo, é fumaça por todo lado eu que não queria estar na pele deles, uma menina que não tinha nada ver com o grupo de roqueiro gritou;
— Socorro!
— Calma esta tudo bem. — Somente Plu permaneceu ali me olhando fria, e com raiva.
— Ta fraca querida, o que a convivência não faz.
— Sai da cidade Plu, aproveite que estou com paciência, se não ira virar um humano.
— Tenha dó Ariel, você acha que sou igual a eles, sou mais forte e isto você sabe. – Encarei Plu por mais um tempo e depois sai dali com a menina, que por incrível que pareça, não parava de gritar, gente se tem uma coisa que eu odeio, é gritos e esta menina está-me deixando louca.
— Quem é você? O que você é? Quem são eles? O que estou fazendo aqui?
— Ai meu Deus, como eu odeio esta parte, eu sei que não posso odiar, mas esta criatura esta me deixando nos nervos.
— Com que você esta falando?— Preciso de paciência, muita paciência. — Ei estou aqui!!!
— Da pra calar a boca um pouquinho. — Como faz para apagar a memória dela, faz tempo que eu não faço isto, deu pra ver que eu sou louca né, me esqueço facilmente das coisas.
— Com problemas Ariel?
— A não creio Deus ouviu minhas orações, me ajuda Quil?
— O que você fez Ariel?
— Nada de errado, se é o que você já esta pensando. — Por que todos pensam assim de mim, ta esquece.
— E então, o que você quer?
— Me ajuda a apagar a memória dela, o que você faz aqui?
— Vim ver como estava, o seu trabalho e...
— Pegar o relatório.
—Isto, você me parece cansada.
— Deve ser o corpo que estou me ajuda, por favor!— Fiz cara de cão sem dono, sempre funciona com os anjos.
— Ei com quem você esta falando? E o porquê quer apagar minha memória?
— Por favor, Quil.
—Seus dons Ariel?
— Faz tempo que eu não faço isto, serio eu estou com medo de estourar os miolos dela.
— Miolos Ariel, cada vez que passa você fica igual a eles.
— Convivência irmão, você passa a maior parte do tempo lá em cima, eu só fico aqui em baixo, sabe quantas vezes eu subo por ano? Duas, e ai você vai fazer o favor para mim? — Fiz cara de cão sem dono de novo, sempre funciona com o Gab. Como quando eu queria ir para o Havaí, é lá também tem demônios, mais o melhor é que eu pego um sol também, sabe ao contrario daqui que só chove, fala serio.
— Tá Ariel, esta vai ser a ultima vez que eu te ajudo. — Ele sempre diz isto.
— Obrigado Quil, eu adoro você.
— Adore a Deus Ariel.
— Eu adoro, amo ele você sabe disso.
— Pronto ela esqueceu de tudo, vai acordar daqui a 10 minutos.
— Obrigado.
— Quero seu relatório na minha mesa, o mais rápido possível.
— Sim senhor coronel.
— Ariel!
— Só pra alegrar o dia vai.
— Você não aprende, comece a conviver com os anjos Ariel.
— Vou tentar.
— Boa noite, Ariel.
— Boa noite, Quil.
Quil é um velho amigo, que nas horas difíceis esta sempre por perto, ele pega os nossos relatórios, sim temos que fazer relatório de tudo, eu já pedi um smartphone, mais eles não se atualizam coisa estranha não é, pelo que deu pra você ver nós anjos somos super organizados temos além do relatório, um questionário para responder, é chato mais é nosso dever, mas no meio da organização dos anjos existe uma exceção “eu”, é sou eu mesmo, é horrível dizer, mas eu sempre me esqueço de entregar relatórios, questionários e tudo mais, eu faço tudo errado mais nunca vou deixar Deus.
Já te contei que uma vez eu tive inveja, eu pequei serio, eu vi uma mulher com uma bota magnífica e fiquei louca por ela, era linda, eu ficaria mais linda nela do que aquela mulher, gente entrei em pânico, eu pequei, orei, orei e orei muito, pedi muito perdão para Deus, eu sou um anjo, e anjo não tem inveja, eu sei estou parecendo mais um humano do que um anjo, mais vou fazer o que eu convivo com eles, calma ai menina acordou.
— Oi Melany, tudo bem?
—Tifany – Agora que lembrei. Tifany sempre humilhava a menina, só por que ela tem cara de estudiosa, fala serio isso é preconceito.
— Eu te vi caída, e vim te ajudar.
— Você me ajudou? – Disse ela com uma voz de acusação.
— Ainda existe uma parte angelical em mim ta. –Amei esta frase combinou comigo.
— Vai te entender, o que estou fazendo aqui? Eu estava na minha casa, na minha cama.
— Longa historia. – Sussurrei.
— O que você disse?
— Nada eu só te encontrei caída ai, eu tenho que ir, o carro do seu pai esta ali, eu acho, e Melany queria pedir desculpas, se te fiz passar por alguma coisa chata.
— Obrigado por me ajudar.
— Não foi nada, se precisar me chama.
Acho que a Tifany vai odiar a idéia, mas coitada da menina, ela não merece ser tratada do jeito que a Tifany a trata, era quase 04h00min horas da manhã, ainda não sei o que fazer com Plu e sua turma, se eu não der um basta nisso, eles vão acabar com esta cidade.
Só a um jeito de acabar com isto, salvando eles, vamos dizer que de vários demônios que expulsei de um corpo, uns 100 eu salvei, é que não sou fã disso, é um tédio quando você os salva meio que criamos uma ligação, sabemos onde estão com um simples pensamento, para um anjo normal isto é ótimo, mas para mim é um pé no saco.
O primeiro demônio que salvei esta na Bélgica agora, eu tive que escolher um corpo para ele, escolhi de um homem, o corpo estava no necrotério e era de um desconhecido e era o que tinha no momento, depois o corpo que o demônio estava foi liberto e o demônio vive no corpo que dei para ele, pode acreditar ele virou um humano feliz, ajuda em ONGS, escolas e igrejas, volta e meia ele entra em contato comigo, pois é viramos grandes amigos (ainda bem que ele não se lembra do passado), mas voltando ao assunto, quando ele fica triste eu sinto, quando esta alegre também é um pé no saco, para não dizer outras palavras , mas às vezes é bom ter alguém para conversar, tudo bem que tenho que dar conselhos, indicar o caminho certo, fazer o que né, é o meu trabalho, eu sou um anjo.
—Tifany.
— Lincoln! – Me esqueci completamente do cara, e olha que ele não é coisa que se esquece fácil assim não, acho que tenho algum bloqueio mental. – Pensei que você já tinha ido.
— Eu fiquei esperando você.
— Eu, nossa!!!
—Quer uma carona?
— Pode ser não estou a fim de ir a pé para casa. – Tudo bem que eu ia voando, mas era muito arriscado alguém poderia ver e bye-bye disfarce.
— O que aconteceu lá dentro?
— A turma do Greg, tirou o dia para me encher e coitada da Melany, por mais que eu a odeie não poderia deixá-la com eles.
— Assim você parece um anjo, Tifany.
— Obrigado – Fico feliz quando as pessoas me reconhecem no corpo de outras, ele abriu a porta do carro para mim, nossa ainda existe cavalheiros, igual ao Edward Cullem de Crepúsculo, ta sou viciada em vampiros, é jovem e combina perfeitamente comigo, o que não combina é... Deixa quieto. (voltando ao presente), Tifany ele é lindo!!! Você deve estar se perguntando “Você já ficou com alguém?” e a resposta é, não eu nunca fiquei com ninguém, existem historias que falam em abandonar as asas, eu não quero deixar a minha, ela é linda, tudo bem que só a uso algumas vezes.
Eu me acostumei a viver com os humanos por isto escolhi ser uma mulher, roupas, sapatos, maquiagem, eu sei que é pecado, mas eu gosto disto, imagina você dentro de um Armani, eu fico louca só de imaginar, Lincoln estava me olhando curioso, acho que fiz Tifany fazer algumas caretas.
— Que foi? – Levantei uma sobrancelha aprendi isto em um filme é um charme.
— Você de branco fica linda.
— Obrigado.
— Porque me trocou por aquele cara? – Lá vem ele de novo com esta história.
—Não te troquei por ele Lincoln.
— Tudo bem que você só quer amizade, mas eu não consigo entender. – Nem eu.
Gente fiquei com dó do menino, ele ama a Ti, e ela não quer nem ver ele colorido, se eu fosse humana teria agarrado este cara agora.
—Lincoln as coisas ficaram difíceis ultimamente, minha madastra descobriu minhas notas vermelhas e contou para o meu pai, pode ser ridículo mais estou de castigo e se eles descobrirem que sai hoje vou ficar pelo resto da vida e tem mais, quando fui para escola logo depois da gente dar um tempo, eu via você indo com a Monica, e assim achei que me esqueceu. – Resumi toda historia em um segundo, isto tudo que falei é verdade pessoal, foi isto e mais um pouco que eu não quis falar agora, por favor, Lincoln não me diga que você esta com ela, vai acabar com as minhas esperanças.
— Nossa a Monica é minha prima Tifany.
— Prima!
— Ela ficou lá em casa com a minha irmã, então como estudamos na mesma escola, ela pegou uma carona.
— Que burra que eu sou. – Senti a mão dele na minha, o que estou fazendo flertando com um humano, Ariel, Ariel você não tem jeito, ouvi a voz do Gab.
— Quer voltar a sair comigo novamente? – Ótimo Tifany, o que eu respondo, você vai me esganar, mas o menino merece uma ultima chance.
— Pode ser Lincoln, mas agora tenho que pedir permissão para o meu pai, virei um anjo.
— Então eu aguardo sua resposta – Ele estacionou o carro atrás de algumas arvores, pois eu pedi, caso o pai da Ti estivesse olhando, mas quando fui descer ele pegou minha mão e lascou um beijo, beijo mesmo, foi daqueles que a gente vê em filme, com língua e tudo. Deus o que eu faço não posso deixar a Tifany com má fama, então eu devolvi o beijo, ta bom eu meio que queria este beijo eu nunca fui beijada e quando sou todos me julgam, só por que sou um anjinha, todos merecem nlão é , eu também sou filha de Deus.
— Tchau... Lincoln.
—Tchau, Tifany – Deixei—o sem reação, acho que eu beijo bem melhor que a Ti, ele ficou me olhando até eu chegar embaixo da janela do quarto, acenei e ele saiu com o carro.

20 Comentários

  1. Ei amiga, Bye bye ganhando asas de volta!!!
    É tão prazeroso ver nossos amigos realizando sonhos, conquistando, indo mais alto, e fico mega feliz por sua conquista! Quem diria que aquela garota que disse: "Sei não amiga" tiraria o livro da gaveta e apostaria nos seus sonhos?!
    Isso amiga, a vida é só uma, corra, realize, conquiste, e celebre cada vitória!
    Fiquei muito feliz no dia que me contou e espero que seu livros seja um sucesso!!
    Ah e espero te conhecer aqui no Rio, né?! Naquele incrível Bienal!!!
    bjuuus e parabéns Ariel, vc merece ganhar suas asinhas de volta =D

    buuuus e abraço de urso!
    Dri

    ResponderExcluir
  2. Amiga, fico muito feliz que Bye Bye vai ser lançado! Saiba que sempre vou torcer por ti!

    Um forte abraço e muito sucesso!

    Adorocê!!!

    ResponderExcluir
  3. nossa, que bacana! Parabéns pelo lançamento!!!

    Certo, que quero ler !!!

    Me segue no twitter e conheça todas as vantagens de ser uma #SeguidoraSB além de ter notícias imediatas sobre tudo!!! (Se seguir, avisa que eu sigo de volta!)

    Ah, passa no blog, tem SORTEIO de dia dos namorados!!!

    Beijinhos
    Pri

    @prikuwer
    http://sbpri.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ei Káááá!!!
    Parabéns!!! Que Deus te abençoe nessa nova jornada da sua vida, que você possa crescer a cada dia e ganhar mais e mais experiência e leitores.

    Bjos.

    Prii.

    ResponderExcluir
  5. PARABENSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!
    Que super! =)

    ResponderExcluir
  6. Ai que livro lindo!!!!!!!!!!!!
    Na torcida =D
    Adorei o jeito da anjinha, rs ^^

    ResponderExcluir
  7. Parabéns !!! Aguardando ansiosa o lançamento pra ler o seu livro, já está ente os meus desejados.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Parabéns !
    Você merece isso e muito mais :)
    E que venha bye bye asinhas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Parabens Ka, quero ficar por dentro do lancamento, to doida pra ter a Ariel na minha estante.
    Bjos.
    Evany.

    ResponderExcluir
  10. Ká a emoção é grande demais em saber que finalmente seu sonho se tornará real, você merece pelo seu talento e por ser essa pessoa incrível que eu tive o prazer de conhecer. Sempre vou lembrar com orgulho de ter tido a honra de ler bye bye antes da publicação oficial. Bjos amiga e sucesso nessa nova jornada.

    ResponderExcluir
  11. hahaha adorei a Ariel! Ela é muito divertida!
    Ela adora cometer um pecadinho básico hein! E é bem sincera e espontanea.
    Não ponha a culpa nos humanos Ariel! xD
    "É só você não pisar no meu sapato (ele sempre é caro)." e "eu já pedi um smartphone" - amei essas partes rsrsrs
    Me diverti só em ler o 1ºcapitulo imagine o livro inteiro!
    E já tem bastante resenhas!
    Parabéns pelo sonho realizado Ká!
    Desejo muito sucesso pro seu livro \o/


    @Samgirl_Sayane
    http://samgirl-arts.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Antes de mais nada PARABÉNS!!!

    Agora me diz, a Ariel deve estar dando um trabalho rs.

    Foi um prazer poder fazer a primeira revisão e conhecer essa anjinha "fashion" e maluquinha rs., só posso agradeço de S2 a confiança.

    PARABÉNS!!!SORTE!!!SUCESSO!!!

    Super bjo.

    P/S - O banner está sim no APX e no Teen.

    Fiquei feliz tb pq a capa não será alterada, ela é linda e agora só espero a data de lançamento para poder ter meu exemplar autografado uhuu.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns, Ká!!
    Até que enfim a Ariel irá ganhar o mundo \o/
    Que Bye Bye seja um grande sucesso =D

    ResponderExcluir
  14. Meus parabéns pra você!
    Super merecido, seu livro tem uma história ótima =)

    Bjus =*

    ResponderExcluir
  15. Antes de dizer parabéns, eu digo: Bem vinda ao clube dos escritores Ka!!!
    Gostei da capa e da sinopse. Tem tudo para ser um sucesso. Te desejo toda sorte do mundo em sua nova empreitada. Um livro que sai é como se fosse um filho doado ao mundo.
    Dentro em breve estarei lançando o meu outro "filho". Com certeza você vai querer escrever outros.
    Agora sim eu digo: Parabéns!!

    Um beijo e um abraço do autor de O Último Lampejo do Crepúsculo.
    http://oultimolampejodocrepusculo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Achei super legal você conseguir publicar eu livro! Vi as resenhas e parece ser bem engraçado!

    Parabéns.

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde!!

    Desta maneira a curiosidade só aumenta..parabéns!!

    abçs!!

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Um milhão de parabéns Ká :)
    Imagino que seja um sonho realizado né :)
    A sensação deve ser maravilhosa!!!
    Mil beijos e SUCESSO =D

    ResponderExcluir
  19. Nossa sou super afim deste livro.

    Parabéns.

    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    E desde já peço um favor entra neste link e vota no blog Amor Literário, para que eu ganhe um livro, seu voto é super importante. Sem contar que me fara muito feliz.

    o link para votação é : http://www.janainarico.com.br/site2/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=13&idadt=q1w2e3

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.