Eu Sou O Número QuatroSinopse  Nove bebês aliens estão se escondendo entre os seres humanos, eles fugiram de seu planeta natal, Lorien, para se esconder na Terra. Uma espécie invasora, os Mogadorians, destruíram seu planeta, e seguiram eles a Terra para caçá-los. Cada um dos nove aliens é dado a um tutor para desenvolver seus poderes sobre-humanos enquanto se tornam adultos e lhes são atribuídos números. Estas últimas crianças de Lorien só pode ser mortas na sequência de seus números.




Minha opinião...

 Diferente de tudo que eu já li...
Quando comprei este livro, não pensei que seria um livro tão bom assim. O livro é sensacional, não te deixa a desejar. Vamos para de falar e ir direto ao ponto, a resenha, pelo que vocês viram eu amei o livro.

Noves crianças que fogem do seu planeta, Lorien, em rumo a terra, para escapar da destruição do seu planeta, assim em um futuro próximo eles poderão salvá-lo, quando seus legados forem desenvolvidos. O que é legado gente são poderes como telecinesia, resistência ao fogo, invisibilidade, etc... Isso deixa o livro mais e mais interessante, fazendo você não querer para de ler. Há uma magia Lórica que os protege, eles podem ser mortos somente na seqüência, tipo 1,2,3,4... E assim vai.

O livro já começa com aventura, te deixando vidrada, serio e aquele prólogo, me deixou arrepiada rsrs No inicio o numero três é morto é isso faz com que os mogorianos, de quem eles fogem. Vão atrás do numero quatro e do seu Cepân, o protetor, cada um tem o seu. Eles vivem se escondendo, fugindo, usando vários nomes, tem que apagar seus rastros, e assim qualquer sinal de que eles existem , com isso eles tem poucas bagagem, somente o necessário e se não der tempo de pegar eles arrumam tudo de novo. Somente uma coisa é levada com eles, uma arca lorica, que contem alguns segredos que serão revelados com o tempo.
Assim que um “acidente” acontece, eles são obrigados a se mudar para Paradise, em Ohio. Lá eles têm outra identidade, outro vida, outro nome. O numero quatro passa a ser John e seu cepân, fica sendo Henri Smith, já que ele nunca muda seu primeiro nome somente o segundo.

Quando chegam e Paradise, Henri escolhe a casa mais afastada para não chamar muito a atenção, arrumam sua casa e John tem que ir para escola, o que ele não imaginava é que iria conhecer pessoas e que com elas viria a amizade e o amor...
Gente se tem uma parte do livro que eu amei é a do Bernie Kosar, ele é um fofo e dá um “Tchan” neste livro serio ai que bichinho fofo, amei mesmo, ele é um cãozinho fiel a seu dono e destemido, fiquei apaixonada até o final do livro gente. Agora falando dos amigos, tem Sam um menino dodinho por aliens, um personagem muito legal deste livro que dá um ar de comedia. Tem a Sarah, que eu não vou falar muito aqui não, vocês terão que ler o livro para saber mais dela, só digo que ela é legal e bastante especial para o John.

Sabe o que eu não senti falta deste livro, vocês sabem que eu amo um romance, sou apaixonado mesmo, e neste livro não há um melodrama, tipo eu amo você, vamos fugir rsrs Tem a cena de ciúmes do ex sabe, mas só isso gente, nada de romance sabe. Posso dizer que isso não me decepcionou não, nem me dei conta, quando estava no fim do livro é que fui perceber.
O que achei legal é que mesmo o planeta Lorien, ter sido destruído Henri ainda tem esperança, ainda tem a esperança de voltar a viver lá. 

“Não perca a esperança, ainda. Ela é a última coisa que se vai. Quando você a perde, já perdeu tudo. E quando você pensa que tudo está perdido, quando tudo é sinistro e sombrio, sempre há esperança.” Pag 103

Bem acho que esta é aminha resenha, a não gente calma ai, tem a seis, gente ela chegou arrasando serio a menina é demais, acho que é a personagem que mais gostei.

O livro é empolgante, quando o vi no site da Amazon fiquei doida para comprar, mas não sei inglês ainda, então aguardei o lançamento no Brasil, pulei de alegria quando a Intrínseca disse que ia publicar. Digo que superou minhas expectativas, eu não esperava um livro tão bom.Agora é ó esperar a continuação da saga, espero que não demore.



7 Comentários

  1. Ah, estou doida para ler esse livro \o/

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu já comprei mas não consegui ler ainda !
    Todo mundo está falando super bem dele...
    Acho que vou dar uma lida logo,logo!
    rsrs
    Beijos
    TalitaR
    GlossdMenta books

    ResponderExcluir
  3. eu amei esse livro tbm adorei sua resenha esse livro é tbm bom que até a miknha irmã que não curte muito ler esta lendo o livro

    ResponderExcluir
  4. Vi o trailler do filme e descobri que era baseado em um livro. Depois li que o livro (como geralmente acontece) é muito superior ao filme. Fiquei com vontade de ler :-)
    Bj, Aris.
    Mistério das Letras.

    ResponderExcluir
  5. olá Ká, ^^

    eu achei esse livro bem legal.
    Adoro livro com ação e bastante aventura.
    Confesso que a Sarah não me conquistou muito, achei uma personagem dispensável e romance não me convenceu, rsrs.
    Tirando isso achei o resto bem legal (tirando também aquela cena triste. =/)

    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o blog. Super interessante. Parabéns. Valeu mesmo...
    http://www.dinheirovipmais.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Ká,

    Mais um livor que vi no post de retrospectiva do blog!
    Confesso que estava louca para ler esse livro, muito mesmo! Mas eu estava mega sem grana na época então não deu para comprar, infelizmente!
    Logo saiu o filme, eu sei que é errado ver o filme antes do livro, mas eu não aguentava e acabei vendo o filme e gostei bastante e logo pensei: "Se para mim o filme ja foi bom imagina o livro?".

    Bem, agora passado um tempo que eu ja esqueci o que se passa no filme, quer dizer não tudo, somente o mais importante para poder ler o livro, agora estou pronta para ler. E depois dessa resenha sua Ká, fiquei com mais vontade ainda de ler. Já é o meu genero favorito e ainda com uma história incrivel dessas, quero muito ler esse livro!

    BEEJO ;*

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.