Oi pessoal, atendendo a alguns pedidos, estou colocando no ar o primeiro conto de Bye bye asinhas. Este que se passa na França, esta hilário, nossa nem acredito que fui eu que escrevi.

Ariel: Com a minha ajuda né, o menina que me esquece, poxa eu sou o luxo neste post.

Ai que ódio, to falando seriamente com vocês e a intrometida entra no meu post. Bem gente eu não sou boa em português, rsrs então com certeza vocês acharam alguns erros ai em baixo. Acho que era isso que estava me segurando para mostrar este conto, se alguém quiser ser o primeiro a ler eles e me ajudar com os erros fico grata rsrs  Espero que gostem, pois de onde veio este, tem mais uns mil rsrs Ela ama se aventurar, só quero ver ela na África no próximo kkkk Ta eu sou má, mas quem manda mexer no meu guarda-roupa? Ele é só meu, e já vou avisando Ariel, eu comprei aquela blusinha de peninhas para eu usar no lançamento do livro esta bem, tira o olho. Desculpa gente, é que as vezes eu tenho que avisar. A sim gente, que tal curti no Face a pg do livro AQUI



Ariel: Olá meus humanos preferidos,vamos esquecer dá Ká esta bem, só um aviso Ká, eu amei a blusinha, sorte sua que é para o lançamento do meu livro, depois me diz com que você vai usar ela, acho que uma calça bem justinha e um saltão ia ficar dez.

 Aqui irei contar a vocês, algumas das minhas peripécias, lembra quando falei, que já fui para França, Dubai, África, Japão, Estados unidos, Veneza, China e assim vai, ta eu sou mega chique. Este post vai ser de 15 em 15 e vai ter só aventuras, como eu amo esta parte da minha vida.
Vamos começar pela França, o lugar lindo, romântico sou muito suspeita para falar, mas mesmo assim vamos falar.


Momentos franceses....

Minha primeira vez na França foi meio turbulenta, eu queria conhecer todos os pontos turísticos, mas meu chefe o Gabriel, mais conhecido por mim como Gab, não deixava, eu estava lá para tomar conta de uma adolescente em crise.

Onde se viu colocar Ariel, para tomar conta de uma adolescente em crise, ele ia se arrepender.

Meu primeiro contato com a garota foi perto do Rio Sena, ótimo era um ponto turístico a menos em minha vida, ela estava sentada olhando para o céu, será que sabia que os anjos existiam? Semana passada eu fiquei fazendo alguns desenhos nas nuvens, desenhei um cachorrinho tão lindo.

Esquece isso e vamos para historia. Entrei em um corpo lindo, qualquer mulher iria querer o corpo de Vânia, tipo, dava banho em qualquer modelo por ai. Mas a única coisa que Vânia queria era ser feliz com o seu namorado brasileiro, ta ela também era brasileira estava em intercâmbio aqui. Coitada sofre dia e noite por não ter Romeu ao seu lado, não ri, isso é falta de respeito, o nome dele é Romeu mesmo, até pensei que ela poderia ser a Julieta, só que com um final mais feliz.

A historia Ariel... Esqueci gente, é que me empolgo com tanta informação, sou tão ligadinha nessas coisas de amor, sabe, acho que eu deveria ter sido um cupido, não um anjo da guarda, ta eu amo ser anjo da guarda, nos dias de hoje é totalmente chique ter um anjo da guarda, mesmo você não sabendo. Ai meu Deus, vou contar a historia, estava olhando a Torre Eiffel e me esqueci...

Me sentei ao lado dela e fiquei olhando para o Rio, é tão lindo que dá vontade de morar aqui sabe, não, eu nunca trocaria o Brasil pela França, lá é onde estão as coisa mais lindas do mundo.

- Oi, você mora aqui? – nossa Ariel que modo mais estranho de querer puxar papo com uma pessoa.

- Se você veio aqui a pedido dos meus pais, pode ir embora. – grossa, adolescente não sabe ser gentil.

- Na verdade sou uma turista aqui, e vi você sentada – ainda bem que a Vânia falava francês, sorte minha. – queria conhecer alguém daqui para me mostrar à cidade.

- Não estou a fim de ser guia turística, mas para sua sorte fui com a sua cara, meu nome é Danielle e o seu?

- A... Vânia – quase acabei com o meu disfarce – você mora aqui mesmo?

- Moro, mas odeio este lugar.

- Por que tanto ódio Dani – já dei apelido para ela, não tenho jeito - olha a sua volta eu amaria morar aqui, é a cidade mais apaixonante do mundo.

- Só por que você é turista, olha a sua roupa, percebeu que ninguém aqui se veste igual a você –  aí ela mexeu com a pessoa errada.

- Olha aqui senhorita sabe tudo, eu sei me vestir sim esta bem, sou a pessoa mais fashion deste mundo, que ousadia a sua, o Gab vai se ver comigo.

- Você só pode ser doida, serio você não tem nada de fashion, com este frio, de saia.

- A não, eu não vou ficar aqui bajulando você, vou conhecer a França. – Sai pisando alto de perto dela, menina ousada e folgada, acha que tem o rei na barriga, deixa ela.

Estava indo para bem longe dela, quando vi Gabriel, sentado em um banquinho, ai que ódio.... Ele olhou para mim e fez uma voltinha com os dedos, aquilo dizia: “Volta lá, e termina o que você começou” Depois apontou o dedo para o céu, aquilo dizia: “Senão irá voltar para o céu”, chacoalhei a cabeça dizendo que não e ele fez sinal de positivo com os dedos, passei o dedo na garganta dizendo “Eu ainda mato você”

Olhei para o céu e virei em direção a Dani, ela me olhava seria, ta eu estava olhando para um banco vazio aos olhos dos humanos.

- Olha – disse eu em mais uma tentativa – vamos tentar novamente ok?

- Acho que minha mãe me proibiria de andar com você, mas como estou sem falar com eles, vou mostrar a França para você. – ela se levantou e engatou o braço no meu, e lá vamos nos conhecer Paris.

- Pelo jeito, quando você quer ser legal, você é.

- Sou muito legal, é que você me pegou em um dia péssimo.

- Me conta o que aconteceu? Quem sabe eu não posso te ajudar.

- Meus pais, eles não entendem que eu quero ser livre. – disse ela abrindo os braços pedindo que alguém a entendesse. Eu pelo menos entendia, pois eu queria ser livre e poder voar, tenho asas para que, se não posso voar.

- O meu chefe não entende isso também, queria ser livre para voar e comprar. – nesta hora passamos ao lado do fantasma do Gab

- Odeio chefes, só trabalhei uma vez na vida e não quero mais isso.

- Quantos anos você tem Dani?

- Estou com 17 agora, odeio ter que viver assim sabe, estudar, estudar e estudar.

- Eu sempre gostei de estudar, estou aqui para fazer um intercâmbio.

- Me desculpe Vânia, mas estudar não é comigo.

- É que você não achou alguma coisa que te agrade – nesta hora passou uma senhora com dois cachorros do nosso lado, ela tem uma Louis Vuitton, fiquei olhando babando para bolsa, ela era a coisa mais linda que eu vi neste mundo, era magnífica, ela ia ser minha ,a se ia.

- Que foi Vânia? – perguntou Dani do meu lado.

- Sabe onde vende daquelas bolsas? – disse ainda vidrada na bolsa da mulher, estava quase indo lá bater nela e pegar para mim.

- Olha ,daquela ali, podemos ir comprar mais tarde, mas agora posso te levar em uma rua que vai amar, tem Chanel, Dior, também tem Claude Montana, Christian Lacroix, Dolce & Gabana, tem uma Louis Vuitton Megastore aqui tambem, mas teremos que andar, acho que isso não te deixa com medo não é?

- Meu Deus você quer me deixar doida, tem alguma loja da Prada por aqui?

- Tem sim, vamos. – Ela me levou para Av. Montaige, onde a maioria das lojas citadas a cima ficava, eu estava no céu novamente, em todas as lojas que entravamos todos conheciam a Dani, perguntava se ela queria experimenta algo da nova coleção, foi incrível, andamos mais e foi aí que eu vi, a loja Empório Armani, meu Deus olha aquele vestido vermelho, corremos para dentro da loja, só que a vendedora estava tirando aquele vestido magnífico do manequim, eu queria ele para mim, era lindo demais.

 
- Moça, eu queria experimentar este vestido.

- Me desculpe senhorita, mas ele foi reservado.

- Mas eu o quero, e eu estou aqui entendeu, a pessoa que reservou não esta.

- Está sim – disse uma senhora atrás de mim, olhei para ela com a pior cara do mundo, eu ia enforcar ela.

- Olha eu pago o dobro por ele.

- Vânia, você viu o preço dele? – Danielle falou do meu lado.

- Não importa o preço eu compro, eu o quero. – e então começou a gritaria, eu queria aquele vestido e pelo jeito aquela mulher também, ela me chamou de mimada e eu a chamei de velhota, ela me chamou de filhinha do papai e eu a chamei de esnobe e acrescentei que aquele vestido era meu.

- Vânia, vai escolher outro, tem vários modelos.

- Não quero outro, eu quero este já falei. – a vendedora o passou para a mulher que escolheu primeiro, a fuzilei com o meu melhor olhar de cobra, quem ela achava que era para fazer isso com Ariel, o anjo que não é mais anjo que é uma anjinha.

 Sentei-me e embirrei eu queria aquele vestido e eu iria ter ele, nem se eu tivesse que usar algum dom. E foi isso que eu fiz, encolhi o vestido, se não era para ser meu, não seria dela também. Será que isso é pecado? Não sei, mas aquele vestido só sairá daquela loja na minha mão. A mulher saiu do provador chocada, não era o tamanho dela, mal sabia que a anjinha aqui tinha usado seu dom. Parou do meu lado e falou:

- Eu acho que ele não vai servir em você também não. – disse ela olhando para o corpo de modelo da Vânia.

- Não coube em você? Que pena, deixa eu ver se vai caber em mim. – agarrei o vestido da mão dela e fui para o provador, com Dani atrás de mim.

- Você sempre conseguiu o que quer? – perguntou ela

- Sim, odeio ouvir a palavra não, sou mais sim, espera aí que eu já saio com o vestido para você ver. – entrei e o coloquei, caiu igual uma luva, fiquei divina nele. Depois fui ver se meu cartão de debito do céu, que só poderia usar em caso de emergência estava ali, você está vendo que isso é uma emergência.

Quando apareci na porta do provador, a loja toda parou, foi incrível a cena pessoal, eu ri muito nesta hora, a mulher que queria ele não acreditava naquilo, e eu estava caindo na gargalhada, foi quando um belo homem, quer dizer um pedaço de mal caminho entrou na loja, na hora eu nem liguei, pois nunca iria me apaixonar, já tenho uma paixão, o duro foi que estava tão empolgada, que não percebi que ele era o Gab, morri de vergonha, veja a cena.

- Vânia meu amor, quanto tempo!!! – onde ele queria chegar com aquela ladainha, olhei com a pior cara de cascavel para ele.

- Oi, eu te conheço? – sei que isso foi meio que esnobe da minha parte, mas fazer o que, ele é um folgado e este vestido é meu.

- Não faça isso comigo amor, lembra das noites quentes que tivemos? Não, terei que refrescar a sua memória. – noites quentes que o Gab se refere é ir lá para o deserto de o Saará, cuidar dos camelos é isso que ele se refere.

- Senhor me desculpa, mas não te conheço, serei obrigada a chamar os seguranças. – olhei em volta e vi que todos estavam me olhando.

- Não faça isso minha querida, e que vestido é esse, não gostei – ai que ódio, senti o vestido apertar, se tinha uma coisa que o Gab amava fazer era acabar com a minha felicidade. Igual quando eu quero descobrir o meu passado.

- Eu vou gritar se você não sair daqui.

- Será que todos sabem do golpe que você me deu? – não... ele não fez isso, quase morri ali, estava para ter um ataque cardíaco quando escutei um estralo, o vestido rasgou.

- Eu vou te matar Gab, você vai ver. – entrei no provador e coloquei a minha roupa, quando saí ele não estava mais ali, só o rapaz que estava conversando com a Dani, como é um fujão, não aguenta nada mesmo, sabia que ia enfrentar a fúria da Ariel.

- Senhorita você vai levar ele? – perguntou a vendedora.

- Vou sim, agora que vou levar mesmo. – ela pegou o vestido e foi dobrar, eu falei que sairia daquela loja com ele.

- Aqui está. – dei o cartão de debito do céu para ela, que olhou para mim e riu, só por que estava escrito Sky Card, sim cartão do céu, esta foi a melhor coisa que fizeram no céu até hoje, um cartão sem limites, mas ele é só para emergência. Você está de prova isso foi uma emergência.... Lá, lá, lá.....

- Vamos Dani. – quando olhei para o lado, vi aquela adolescente em crise feliz, acho que fiz o meu trabalho, sim era esse o meu trabalho trazer Oliver para a vida de Dani, só que esqueci disso, o que a roupa não faz.

- Vocês se conhecem? – ela me perguntou

- Não, eu achei que a conhecia, mas foi engano, me desculpe senhorita.

- Está desculpado... Que tal a gente ir até um café e relaxar?

- Por mim tudo bem. – disse Dani rindo, acho que virei um cupido, tá eu odeio eles, vivem cantado musicas românticas, dizendo que um dia todos vão ter a sua cara metade, até parece que um anjo vai ter a sua cara metade, tá eu acho que a minha cara metade está em algum lugar deste mundo, mas não sei aonde.

Bem esta é a minha pequena historia de como foi conhecer a França, às vezes vou até lá só para me sentar em frente ao Rio Sena, é tão lindo aquele lugar.

A Dani se casou com o Oliver 2 anos depois, foi amor à primeira vista, o duro é que até hoje tenho que escutar o Gab, falar no meu ouvido que ele que uniu aquele lindo casal.

Já a Vânia, voltou para o Brasil, onde está com o seu Romeu, isso me fez ficar feliz demais, pois acabei unindo mais eles, pois Romeu a pediu em casamento, ótimo está parecendo que virei um cupido. Em falar neles estão aqui do meu lado agora cantando a musica tema do Titanic, só por que estou sentada na ponta da Torre Eiffel.

Vou lá meus amores, semana que vem venho com mais uma aventura, que tal a Quinta Avenida? Amo aquele lugar.... E a Ká fica querendo contar da África, aquilo foi um desastre na minha vida.

Beijos e mais beijos até a próxima aventura.

12 Comentários

  1. Li até a metade, mas daqui a pouco eu volto [meu horario do almoço acabou x.x] pra terminar de ler.
    PS: estou adorando rs, a Ariel é o máximo :D

    BJão =^.^=

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, bom mesmo. Isso sim é comédia. A cara da Becky Bloom. Elas são bem parecidas. Sucesso, é o que vc e a Ariel merecem.

    ResponderExcluir
  3. Eu jurei pra mim mesma que leria só um pouco depois leria o resto...Mas quem disse que eu consegui? Qndo eu percebi ja tava no final, ai eu fiquei com cara de choro querendo mais, mas emfim eu AMEI, eu simplesmente amo a Ariel, eu fico rindo que nem uma tonta vendo as coisas que ela fala, pensa e faz! Simplesmente amo amo! Parabéns Ká o conto ficou ótimo, claro com a ajuda da Ariel né? Como ela mesma disse: "eu sou o luxo desse post"! Bota luxo nisso né Ariel?
    Ansiosíssima para o próximo conto! Independente de ser sobre a Quinta Avenida (LUXO!) ou da Africa. Mas eu tenho um palpite que o conto da Africa vai ser muito hilário, conhecendo a Ariel bem como é!
    Bye Bye Asinhas
    XOXO ;*

    ResponderExcluir
  4. Ká: Gostei muito. Bem hilário.Essa anjinha não tem jeito, comprar um vestido ser emergencia?!rsrsrsrs. Gosto de ler histórias assim, as cenas rodam em minha cabeça feito um filme.

    Ariel: Deixa a Ká escrever sobre a Africa, alguns desatres geram boas risadas. Depois de um ano você vai rir da situação.

    P.S: Bem que nós todas poderiamos ter um cartão do céu sem limites.

    ResponderExcluir
  5. Ainnn, Ká! Muito engraçadinho =)
    A Ariel é bem "voada"...hahaha

    Vou acompanhar sempre as trapalhadas dela ^^

    E fiquei curiosa pra saber quem é a paixão dela^^ É o Gab??

    Ele chegou todo fofo pra cima dela...hahaha

    ResponderExcluir
  6. Ri muito imaginado essa cena :)"Volta lá, e termina o que você começou” Depois apontou o dedo para o céu, aquilo dizia: “Senão irá voltar para o céu”, chacoalhei a cabeça dizendo que não e ele fez sinal de positivo com os dedos, passei o dedo na garganta dizendo “Eu ainda mato você”... hahahahaha
    Ka Gostei!!!! Parabens!!!!
    Tbm quero um Sky card para emergencias... e estou louca para saber mais sobre os desastres da Ariel na Africa!!
    Bjs
    Georgia_Schmitt

    ResponderExcluir
  7. Amei Ká!!!
    Super fofo e engraçado, impossível não se encantar com a Ariel.
    Quem tinha alguma dúvida se ia querer ler o livro ou não agora pode ter certeza que sim ^^
    E eu quero o meu logoo rs

    Beijos
    Lis - Batalha Literária

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde!!

    Gostei muito e fiquei bastante curioso, gostaria de saber se futuramente voce vai fazer parcerias com blogs..parabéns!!

    Abraços!!

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkkkkkkkkk' eu adorei a Ariel! Ela é beeem engraçada e 'gastadeira'. Menina, ela só quer saber de lojas caras... e que venham os cartões de crédito! hehehe ^^
    Muito bom mesmo, Ká! *-* Espero poder ver mais um pouco dos ses ersonagens por aqui! ^^

    ResponderExcluir
  10. ai ai.... como eu gosto da ariel ... e o amor dela nao é o gab kkkkkkkkkkkkk gente .. a ariel tem muito pra aprontar né ká?! amei esse personagem !!!
    parabensss conte comigo viu ! essa ariel um dia ela toma juizo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. a ariel nao tem jeito .... me amarro nela temos varias coisas em comum .. vixi acho que confessei rsrsrsrsrs amei amiga... ela tem uma musica ... um acho que terá outras ... vcs sao lindas ká e ariel ... dupla dinamica ... amo vcs !! bjinhos do céu!

    www.soniasenra.com

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.