Estou adorando ver as diferenças entre os filmes e os livro. Neste eu decidi falar do livro e do filme Morte e vida de Charlie St. Cloud, novamente o livro marcou mais. Vamos ver do que estou falando? Se não assistiu o filme ou leu o livro, pode ler tranquilamente este post, pois não vou soltar nada de importante asahsuh Mas vontade não falta...





Sinopse 


Em uma pacata vila de pescadores da Nova Inglaterra, Charlie St. Cloud cuida dos gramados e monumentos de um antigo cemitério onde seu irmão mais jovem, Sam, está enterrado. Após sobreviver ao acidente de carro que tirou a vida de seu irmão, Charlie recebe um dom extraordinário: ele consegue enxergar, conversar e até mesmo brincar com o espírito de Sam. É nesse mundo místico que entra Tess Carroll, uma cativante mulher treinando para navegar sozinha ao redor do mundo em um veleiro. O destino faz com que seu barco seja apanhado por uma violenta tempestade, trazendo-a, assim, para a vida de Charlie. Sua bela e incomum ligação os leva a uma corrida contra o tempo e a uma escolha entre a vida e a morte, entre o passado e o futuro, entre apegar-se ou deixar o passado para trás - e à descoberta de que milagres podem acontecer se nós simplesmente abrirmos nosso coração.



O Autor


Ben Sherwood é um escritor consagrado e campeão de vendas, um jornalista premiado que trabalhou como produtor executivo do programa Good Morning America da rede ABC. Ele é produtor do noticiário NBC Nightly News. Seu livro The Man Who Ate the 747 esteve na lista dos mais vendidos do New York Times, e está sendo adaptado para uma produção musical na Broadway e para o cinema. O primeiro livro de não ficção de Sherwood, O clube dos sobreviventes: Os segredos e a ciência que podem salvar a sua vida, se tornou campeão de vendas instantaneamente e foi publicado mundialmente. Formado nas faculdades de Harvard e Oxford, ele mora em Los Angeles com sua esposa e dois filhos.


Sobre o filme


O filme é lindo gente, mas com o mesmo problema, eles sempre mudam as coisa. Mas como o próprio autor disse "uma adaptação para o cinema não deve ser encarada como uma tradução literal do livro. É uma interpretação."


Eu tinha um preconceito com o ator Zac Efron, sim, tudo por causa dos primeiros filmes dele. Mas gostei, Zac, fez o papel perfeitamente. O filme, consegue passar bem a historia do livro, não deixa nenhum detalhe importante de fora. Só algumas coisa.






Trailer


Trailer retirado por causa do ECAD veja AQUI


Trilha Sonora


Adorei as musicas que compõem a trilha sonora, todas são bens legais =D  


Electric Owls – Magic Show
The National – So Far Around The Bend

Snow Patrol – Run
No Second Troy – Feint (Infelizmente só achei o áudio ao vivo)
Biffy Clyro – Many of Horror
B.O.B. feat. Haley Williams – Airplanes
Andrew Bird – Oh No
Jack Peñate – Pull My Heart Away
Bloc Party – Helicopter
Ramones – California Sun
Pink Mountaintops – While We Were Dreaming




Sobre o livro



Como sempre o livro é bem melhor que o filme, mas este não deixou muito a desejar. Conhecemos Charlie St. Cloud, um jovem que apos um acidente começa a enxergar os espíritos. Sentindo-se culpado, pelo acidente que matou seu irmão, ele prometeu nunca deixar seu irmão, e todos os dias ao por do sol, ele se encontra com o seu irmão, para uma partida de beisebol. E assim foram os 13 anos, ele trabalha de manha no cemitério e ao por do sol encontra seu irmão.


Quando ele conhece Tess, uma bela moça que foi visitar o tumulo do seu pai, a partir dai a vida de Charlie começa a ganhar um novo rumo, ele fica dividido entre Tess e Sam. Ele tem que decidir, se aproximar de Tess e se distanciar de Sam. Qual será a escolha de Charlie?



"Assim é a vida e a morte. Todos nós brilhamos. Você só precisa libertar seu coração, aguçar seus sentidos e prestar atenção."






Capas do livro em vários países.









As mais belas frases:


"De todas as suas decisões impensadas naquela noite, esta com certeza foi a pior de todas. Charlie tentava ultrapassar a lua, e no último segundo, ele viu a imagem perfeita de felicidade. O rosto inocente de Sam olhando para ele. Um cacho castanho balançando em frente a sua testa. A luva de Rawlings em sua mão. E, depois, somente vidro quebrado, metal e escuridão." Página 16


 "Me mostre o caminho para casa", ela murmurou na escuridão rodopiante. "Pai, por favor, me ajude." Página 68






Conclusão


Adorei tanto o livro e o filme, Ben Sherwood, soube como colocar o sobrenatural neste livro, nada exagerado, e nem falta nada. 


Agora vem uma pergunta básica. Você fica com o livro ou com o filme?


Eu fico com os dois o.O eu gostei dos dois, pois nenhum me decepcionou \o/ Adorei mesmo


Então, gostou? Eu adorei descobrir mais deste livro, adorei saber mais do filme também, agora vou lá escutar as musicas...


Até o próximo pessoal....

7 Comentários

  1. Eu adorei tanto o filme quanto o livro , acho que não mexeram tanto tbm , assim sempre fica melhor em alguns casos .

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post Ká! Já li Morte e Vida de Charlie St. Cloud e amei! Cheguei a me emocionar em algumas passagens. O filme também é ótimo, mas eu ainda prefiro o livro. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Nesse caso, entre livro e filme, eu prefiro. Não é só porque tem o Zac (que eu sempre adorei), mas também porque tem algo de diferente nele que não sei explicar que o livro não teve. Ambos são bem legais. A história é bonita mas não apresenta nada de muito originale mesmo assim a obra pode ser capaz de abrir os olhos de muita gente por aí.

    Tefinha - http://aminhadimensao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Lindo, quero ler o livro e ver o filme.... ainda não tive a oportunidade, infelizmente, tenho que correr atrás! XD

    ResponderExcluir
  5. Bom dia,

    Não vejo filmes, mas com certeza pra mim, livro é livro e um filme nunca conseguirá mostrar um bela história de um livro.....abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ká,

    Eu vi o filme e adorei, mas quero muito ler o livro, pois sempre é melhor que o filme para mim, não concordo com isso de ''adaptação'' se vão se basear no livro para fazer o filme deveria ser o que está escrito e não o que eles acham que vai render mais dinheiro.

    Faby - Blog Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir
  7. Os dois são maravilhosos
    Mas o livro sempre é mais emocionante
    e tem mais detalhes
    Adorooo

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.