Sinopse Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.


Pode conter partes importante do livro nesta resenha.


Minha opinião



Não sei o que dizer sobre este livro. Morri de raiva lendo gente. Acho que muitos sabem que odeio traição, e como este livro meche com isso, não foi uma leitura agradável, em minha opinião está bem?

Bem Bailey, não está nada satisfeito com a sua vida, esta noivo há seis anos, mora com a noiva, mas adia o casamento, evita as conversas sobre datas, sobre a cerimônia. Ele não é contente em seu trabalho, como professor adjunto em uma faculdade e também em seu outro trabalho em um bar. Achei Ben, meio imaturo, desde o inicio tudo que ele fazia me irritava.

A coisa piora quando ele encontra um jovem morto na porta da sua casa, o jovem se chama Ricky, ele era um cliente do bar que Bem trabalha, mas ele nunca bebia. Até ai tudo bem, a coisa ficou bem, mas por que ele tinha que ir atrás. Poxa o menino morreu, é triste, mas ele teve que saber mais e encontrar a irmã do cara, que em minha opinião não teve a decência de dizer que não queria nada na hora. (desculpe, como falei no inicio da resenha, odeio quem trai)

Bem, começa a se ver responsável por Shadi, irmã do falecido (to irritada gente, mil desculpas), até se ver ligado de alguma forma aquela mulher, isso acaba ameaçando sua vida com Sara, sua noiva, que para mim nunca esteve errada nesta história. Ta ela é meio irritante, quem não é quando vê que seu noivado esta indo por ralo a baixo?

Mas para mim o melhor de tudo foi o final, acho que ali o autor ganhou pontos e mais pontos comigo. O livro mostrar que em nossa vida temos direito as escolhas, mesmo se elas machucarem algumas pessoas.

Acho que está resenha não esta boa, mas dá para saber um pouco do que eu achei. Lembrando o livro não é ruim, é que eu odeio traição....





Comentando você pode ganhar o livro Bruxa de ferro.









11 Comentários

  1. Concordo com você, esse bem não vale nada. Acho que ele não merecia essa noiva. Aliás, ela nunca mereceu estar com ele, e dedicar sua vida a ele.
    Mas sua resenha está boa sim, talvez você não esteja sentindo que disse tudo, mas está perfeita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Tenho a impressão q amarei esse livro...
    Sério!

    Não q eu ame traição, ou apóie, ou qualquer coisa parecida..
    Mas é q sua resenha de "Questões do coração" foi beeeem parecida com essa..
    E ameeeei o livro!

    Acho legal o autor escrever sobre temas polêmicos e ver a resposta das pessoas quanto ao tema!
    Não q eu seja a favor, mas gosto de ver o motivo das pessoas pra fazerem o q fazem!

    Enfim, não vou começar uma polêmica aqui, mas to curiosa!

    Beijaum

    ResponderExcluir
  3. To participando de umas 15 promos desse livro, de tanta vontade que tenho de tê-lo....

    ResponderExcluir
  4. Nem vou me arriscar a ler :)
    Detesto quando os personagens são imaturos e não fazem nada para mudar...

    ResponderExcluir
  5. Detesto traição também. Quando o assunto abordado no livro, fico indignada no personagem!
    Comecei a ler Um Mundo Brilhante, mas parei para a leitura de um livro do colégio.
    Vou retomá-lo hoje mesmo, acho. Agora já sei o que acontece rs

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde,

    Gostei do livro, acho que o autora nos faz refletir bastante, também odeio traição, mas o livro nos mostra quais escolhas devemos fazer..muito boa a sua opinião....abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu já estou lendo e gostando, sou fã desse gênero de suspense com romance, e apesar de Ben ter começado com algumas coisas que eu não gostei, acho que ele ainda vai se redimr.

    ResponderExcluir
  8. Pois eu já adoro ler sobre traições e de como isso afeta a vida das pessoas. Infelizmente vivemos numa época em que valores essenciais, como a fidelidade, tem ficado cada vez mais esquecidos....
    Sabe o que bom nisso tudo??
    Que na maioria das vezes, o que prevalece é o bem, é o amor..
    Ansiosa para ler o livro...

    ResponderExcluir
  9. Então, há um bom tempo estou querendo ler esse livro. Já li inúmeras resenhas sobre ele e a maioria fala que tem raiva do personagem principal. Mesmo assim, acho que está instigando a minha leitura para o livro. Também é um estilo de protagonista que eu não estou acostumado com a leitura, o que vai tornar uma nova experiência quando eu compra-lo para ler. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Realmente, traição é uma m*, também fico com raiva. Mas neste livro, não foi só o Ben que me irritou com sua indecisão e fraqueza, a Sara também com seu jeito manipulador. Mas mesmo com personagens que não fiquei morrendo de amores, ainda assim gostei do livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Caramba, rss, a impressão que deu foi que vc acabou de ler o livro e veio fazer a resenha ainda de sangue quente e fula com o personagem ainda ^^
    Queria entender a relação da história com o título pois apesar de ter visto algumas resenhas sobre ele ainda não entendi qual seria esse mundo brilhante.
    Bjins

    Ariana

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.