Sinopse 

"Se for verdade que os melhores segredos se guardam por si mesmos, seria razoável pensar que existem, apenas, nos limites entre a realidade e a ficção. Silenciar o pensamento para melhor ouvir; fechar os olhos para enxergar; questionar para afirmar.
Estes são os instrumentos do sábio que se atreve a desvendar as fronteiras de sua imaginação e de sua consciência, embora ciente de que jamais poderá encontrar algo que não existe; tal a beleza dos infinitos mares da mente. Percorrendo os quatro cantos do mundo, O Diário do Caçador remonta a uma tradição secular, pela qual homens e mulheres de notável saber transmitiam seus conhecimentos em manuscritos feitos a pena, inseridos em discretos cadernos de couro: os Diários. Este diário irá convidá-lo a desafiar limites e fronteiras em uma busca pelo papel fundamental que o ser humano desempenha para consigo mesmo, para com seu próximo e para com o planeta como um todo". 


Minha opinião - Quando eu recebi o livro eu não sabia muito o que esperar dele, porque em primeiro lugar, eu ainda não li nenhuma resenha do livro e em segundo lugar, a capa é enigmática, não me disse muita coisa sobre a trama do livro rsrs...Posso confessar que terminei o livro com um sorriso no rosto, pois amei a lição que o livro passou. Bom, mas chega de enrolação e vamos a história: no prólogo é explicado que ocorreu uma Grande Catástrofe no futuro, que deixou mais de 50% das terras submersas, criando assim Novos Estados Soberanos. No final da década de 2070 começou a aparecer homens e mulheres com habilidades especiais, nascidos para trazer a paz e a harmonia ao planeta, restabelecer o seu equilíbrio. Essas pessoas são conhecidas como "Talhados" , e possuem três subdivisões: a primeira são os talhados do manto, pessoas íntegras e de caráter nobre, a segunda são os talhados da perdição,  que infelizmente representam os  "talhados" que foram corrompidos e temos os adormecidos, que ainda vão desenvolver o seu dom e ser moldado. O livro consiste em curtos capítulos e em cada um deles, são apresentados personagens de diferentes locais do globo e com diferentes dons (da cura, da localização e assim por diante). No início, eu admito que não havia entendido porque tantos personagens, mas ao decorrer da leitura pude confirmar que todos eles tiveram o seu propósito. Como vocês devem ter percebido pelo título ( "o diário do caçador"), existe um talhado com o dom do caçador, um dom muito raro e que está no meio de uma batalha entre a luz e a escuridão, sendo o caçador,  o fator decisivo para o equilíbrio do planeta. A sua jornada é discutida nas passagens de anos dos capítulos, desde a sua infância a vida adulta, e os personagens que irão compor a sua jornada (tanto do lado dos talhados do manto quanto dos talhados da perdição aparecem).
O livro é uma lição de como devemos tratar o próximo, do cuidado que devemos prestar ao planeta, e de como devemos cultivar a paz no nosso coração e não deixar o ódio e sentimentos mesquinhos tomarem conta do nosso ser.O autor escreveu o livro de modo mais  poético e reflexivo, o que fez com que eu me apaixonasse pela sua escrita. Faço uma pausa aqui para agradecer a linda dedicatória presente no livro. Muito obrigada Ulisses!
Como eu comentei anteriormente, a capa é enigmática, não conta muito da história, mas traz uma sensação de calma, a diagramação e a revisão foram muito bem feitas, então parabéns a equipe envolvida na publicação do livro.
O autor Ulisses Aguiar conseguiu passar uma linda lição nas 215 páginas do livro. 
Para aqueles que tem interesse no livro, deixo algumas informações adicionais:
Caso tenham interesse em adquirir um exemplar autografado, entrem em contato com o autor através do facebook: https://www.facebook.com/#!/ulisses.aguiar.129
Para ler os primeiros quatro capítulos, acesse: http://issuu.com/novoseculo/docs/o_di_rio_do_ca_ador
Espero que tenham gostado da resenha!
Beijos
Carol

7 Comentários

  1. Não conhecia esse livro, muito bom que bons autores estejam surgindo, não é? Pela ótima resenha percebe-se que se trata de um livro bem diferente. Parabéns ao autor!
    Beijão, Carolina!

    ResponderExcluir
  2. nossa, o livr é bem curtinho mais nem por isso menos interessante, aposto que eu ia gostar adoro livros que fazem a gente refletir pelas nossas ações conosco e para os outros

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado pela resenha, Carolina!
    Seus apontamentos foram brilhantes!

    Você fez belas considerações ao tratar da narrativa poeticamente elaborada para construir os cenários e as reflexões do livro!

    Sua observação foi ainda mais delicada ao contemplar diversas das lições essencias tratadas na obra; como o cultivo da paz em nossos corações.

    Assim, com um grande sorriso, renovo meus agradecimentos e fico lisonjeado em saber que gostou da dedicatória! Como sabe, foi escrita apenas para você. ^^

    Beijos!

    ----------

    Alane!
    Que surpresa encontrá-la por aqui!

    Agradeço pelas congratulações!

    Colhendo do ensejo, retribuo-as a você em virtude do livro que escreveu! Parabéns!

    ----------

    Oi, Thaila!
    Fico feliz por compartilhar tão positiva opinião comigo! =)

    Espero que sua expectativa de leitura seja ainda melhor aperfeiçoada caso tenha a oportunidade de ler o livro!

    Depois, seria um prazer conversarmos sobre suas impressões a respeito de toda a narrativa!

    Até logo! ^^

    ResponderExcluir
  4. Xará de editora!

    Também achei a capa muito enigmática, mas a sua resenha elucidou bastante!
    Parabéns ao autor pela obra que deve ser belíssima!
    Estou adicionando ao meu skoob com muito prazer!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Interessante, mas tem poucas páginas para um livro "diferente"..hehe
    Mas mesmo assim tem uma boa trama que deu pra perceber pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Me identifiquei muito com a história. Só aqui, me apaixonei por diversos livros nacionais. Esse livro me deixaria muito pensativa.

    ResponderExcluir
  7. Adoro livros que tem reflexões, amei a capa posso dizer que foi amor a primeira vista

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.