O Avesso do Assassino - Ernani Clarete da Silva - 524 páginas - AMCGUEDES 

Sinopse - "O assassinato de dois políticos importantes são os primeiros de uma série sem ligação aparente. Pouco a pouco, no entanto, as pistas conduzem às profundezas do cenário corrupto da política brasileira tendo como pano de fundo, a mente de um assassino meticuloso, impiedoso e determinado. Na sequência, autoridades envolvidas com o escândalo do mensalão e em crimes de colarinho branco são assassinadas espetacularmente. Um delegado da Policia Federal, biólogo de formação, inicia as investigações aliado a uma jornalista experiente, e a um perito aposentado da Policia Federal. Juntos eles lideram um mergulho numa trama intrigante que passa pelos meandros da genética e da psicologia comportamental. Com um ritmo vertiginoso, cinematográfico “O avesso do Assassino” convida o leitor para uma comprometida reflexão sobre a nossa realidade, um jogo perfeito entre a ficção e o real".

Minha opinião - A trama do livro é bem condizente com os dias atuais em que vivemos, onde percebemos diariamente alguns políticos corruptos continuarem suas vidas normalmente, embolsando a cada dia que se passa mais e mais dinheiro. E é utilizando esse pano de fundo que o autor Ernani Clarete da Silva desenrola a sua história. Como explica a sinopse, temos o assassinato de políticos nada honestos, que dão início a uma investigação conduzida pelo inspetor Larete, da polícia federal.
Larete é um homem que possui um ótimo raciocínio, capaz de ter reflexões elaboradas durante o banho na banheira (isso mesmo, vocês não leram errado! Fator de discussão com a esposa, pois aparentemente ele fica hora lá, pensando no passado, nos crimes e tudo mais rs). Larete é um conhecedor da área de biologia, e paralelamente as investigações criminais, tem um projeto onde ele entrevista criminosos e com a ajuda de alguns profissionais, quer avaliar se é possível realizar um perfil dos bandidos de acordo com a genética (nos relatos ele presta atenção no ambiente em que o indivíduo cresceu e vive, no histórico dele e etc).
Sarah é uma linda mulher, jornalista muito profissional que por ter contatos e perspicácia, irá se tornar uma fonte de informações para o inspetor e vice-versa. O inspetor mesmo sendo casado, sente-se atraído pela jornalista, que por sua vez também deixa clara a sua atração. Então em alguns pontos do livro, nós temos a reflexão do inspetor sobre esse assunto.
Não quero falar dos demais personagens envolvidos no livro, para não fazer spoiler e entregar o elemento surpresa.Por isso também não estou comentando sobre os outros personagens, pois alguns deles terão características que irão definir e responder algumas questões levantadas no livro. O livro é muito bem embasado, as descrições dos crimes são muito bem feitas e detalhadas e na parte da biologia também temos uma visão clara dos acontecimentos.  Eu percebi que o autor coloca no livro o seu próprio conhecimento adquirido através de sua profissão (ele atua na área de genética e melhoramento vegetal), deixando claro o seu amor pelo tema.
O livro é muito bem construído e desenvolvido, mas é uma leitura que em alguns momentos se torna específica.  O livro também traz o tema da corrupção como um modo de discussão, pois durante os assassinatos, o povo sente-se vingado pelos roubos cometidos pelos políticos. Então, o que isso nos diz? Que estamos cansados de sofrer injustiças, sermos roubados e os criminosos não sofrerem as consequências.
Sobre a diagramação e revisão, gostaria que a fonte fosse um pouco maior e tivesse um maior espaçamento (isso porque sou uma leitora noturna assumida rs). O único “probleminha” que eu tive em relação com o livro foi a capa, que não achei muito atrativa. Eu vivo comentando que as vezes eu acabo comprando determinado livro pela capa que me chamou a atenção, e eu perderia uma ótima história deixando passar “O Avesso do Assassino”.
Termino a resenha deixando os meus parabéns para o autor, e torcendo pela oportunidade de ler as futuras obras dele.
Para os interessados em saber mais sobre o autor, ele está construindo uma página, que já está funcionando: http://ernaniclarete.wordpress.com/
E para aqueles que querem adquirir o livro, enviem um e-mail para: clarete@ufsj.edu.br
Espero que tenham gostado da resenha.
Beijos
Carol

5 Comentários

  1. eu não curti muito a capa, me deu um pouco de aversãoe por ser meio boba não sei se eu leria esse livro

    ResponderExcluir
  2. Não consegui ver relação da capa com o livro. Que capa mais sinistra, aff!

    Já a temática achei interessante...

    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. Não gostei muita da capa e também nem gosto de livros que envolvam assassinato

    ResponderExcluir
  4. Primeiro é importante agradecer a Carol pela brilhante resenha. Também dizer que as quatro estrelas conferidas a obra, foram decisivas e o maior incentivo para que eu continue na pretensão de tornar-me um escritor. Para a minha felicidade, a primeira edição se esgotou e posso creditar parte deste êxito, aos comentários da Carol. Sobre a capa, sou marinheiro de primeira viajem e aceitei as sugestões da editora. Para a segunda edição que se dará em breve, com certeza a capa será trocada.Os comentários foram decisivos.
    Apenas uma explicação: a trama é ambientada em Brasília no centro do poder. A serpente aparece metaforicamente em analogia com o veneno de intrigas, corrupção e outras mazelas exploradas na estória. Há algo mais que está inserido na trama. Ao fundo aparece o prédio do Congresso Nacional com as duas cúpulas invertidas, côncavo e convexo, também fazendo alusão ao avesso.
    Obrigado a todos.
    Ernani Clarete

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.