Bom dia Leitores do Acordei com Vontade de Ler! Hoje temos em nosso divã o autor Evandro Raiz Ribeiro e a sua obra "Não deixe o sol brilhar em Mim"

Sinopse: "Uma História de Vampiros diferente.  Dennis é um garoto que se mudou para a casa do tio após a morte dos pais, e lá chegando é maltratado pela tia.  Também é perseguido na nova escola por alguns garotos mais velhos. Tudo parecia sem sentido, até que conhece Valquíria, uma estranha e solitária menina da vizinhança.  Desse encontro nasce uma amizade sincera, em meio aos anseios da adolescência, paixão, amor, em que cada um preenche o vazio existencial do outro.  Porém, as pessoas que perseguem Dennis, começam a ser atacadas violentamente. Valquíria é na verdade um vampiro que precisa de sangue humano para sobreviver.  Não Deixe o Sol Brilhar em Mim é uma história de vampiros diferente, em que a fuga da solidão ultrapassa o limite do sobrenatural."


Sobre o autor: Nasceu em 1962 em Recife, passou a infância entre Pernambuco, Paraíba e Alagoas e a adolescência em Santo André, no ABC paulista, cidade que considera como a sua segunda cidade natal. Mora no Japão desde 1992, é web designer e também trabalha na única e grande empresa construtora de máquinas gigantescas para escavação de túneis. Recentemente, o autor Evandro Raiz Ribeiro que publicou o livro Não Deixe o Sol Brilhar em Mim pela Editora Dracaena, foi indicado no Japão na categoria Destaque Literário ao prêmio Japan Press Awards 2012. 
Para mais informações sobre o autor e a sua obra, acessem: http://evaneoslivros.blogspot.com.br/p/livros.html Saibam um pouco mais sobre os personagens em: http://www.livromania.river-art.com/personagem.html

Oi Evandro, tudo bem?
Evandro - "Tudo ótimo, e sempre melhor quando posso ter contato com os leitores".

Quando surgiu o “Evandro autor”?
Evandro - "
Apesar de ser um leitor inveterado, pois não me recordo de um dia sequer que não estivesse  lendo um livro ( exceto depois que cheguei ao Japão, pois nos primeiros anos tive muita dificuldade em encontrar livros em português. Claro, que essa falta foi substituída pelos livros e mangás em japonês, que estava aprendendo a ler). Escrever, não foi uma coisa automática e o autor só surgiu após ter ficado completamente maravilhado com o filme Let the right one in do diretor sueco Tomas Alfredson, baseado na obra homônima do escritor também sueco John Ajived Lindqvist, que conforme conto no prefácio do meu livro, me serviu de inspiração".


Quais são os seus autores favoritos?
Evandro - "
Na literatura fantástica que é a minha preferida, gosto de Edgar Alan Poe, H.P. Lovecraft, Stephen King; na literatura nacional, Machado de Assis  com  seu Dom Casmurro é o meu preferido. Mas é claro que leio de tudo e gosto muito de vários outros escritores".

E a sua citação favorita?
Evandro - " 
Uma que dizem ser de autoria de Charles Chaplin:
“Se o autor não se emociona com sua própria criação, dificilmente pode esperar que outros o façam. Com franqueza, divirto-me com as minhas comédias mais do que o público.”
Não sei quais emoções consigo extrair das pessoas com o que escrevi,  mas  de mim, foram incontáveis".

O que os leitores podem esperar de “Não deixe o sol brilhar em mim”?
Evandro - " 
É comum ouvir  ultimamente  sobre o saturamento do mercado  literário ou  cinematográfico com  história de vampiros. Eu como um leitor ávido por histórias vampirescas, discordo completamente. Não deixe o sol brilhar em mim é o meu primeiro livro e por ser uma história de Vampiros, quis fazer da maneira como eu imagino o que seria um vampiro.  Gosto muito dos antigos clássicos , com a figura sobrenatural e fantasmagórica  ressurgida dos mortos. Mas quis também colocar um elemento diferente que foi brilhantemente explorado por John Ajivide Lindqvist em Let the right one in , reforçando a solidão da personagem na figura de uma criança, sem poderes especiais tendo que sobreviver a qualquer custo e satisfazer sua sede incontrolável por sangue.  Os leitores podem esperar uma história com os elementos principais de uma história de vampiros, com mortes e sangue, mas também  uma história de amizade e amor em que as experiências e as dúvidas da adolescência são parte fundamental  do enredo".

Ao ler o livro, eu li sobre a sua inspiração principal, mas também não pude deixar de perceber algumas semelhanças entre o personagem principal e a sua biografia. Fale um pouco sobre a inspiração para compor os personagens.

Evandro - " 
Devo dizer que nessa história coloquei várias experiências vividas na minha época de pré-adolescente. A grande maioria das cenas foram vividas por mim ou por pessoas que conheci, apesar que nenhuma personagem seja verdadeira, foram inspiradas em  pessoas de verdade. Valquíria existiu em algumas garotas que fizeram parte de minha adolescência, assim como muito do Dennis existiu em mim".

Como é o seu contato com os leitores, com você morando no Japão?
Evandro - " 
Por incrível que pareça, apesar de ter contato sim, com os leitores aqui do Japão,  pois sempre que posso saio divulgando meu trabalho, a resposta maior se deu com os leitores do Brasil e para isso, as redes sociais tiveram um papel fundamental.  Acredito que os blogs literários tem um papel fundamental na divulgação  da literatura no Brasil e seria importante um maior apoio a literatura nacional e aos novos autores".

Fale um pouco sobre como foi o seu processo de publicação. Quais dicas você pode dar aos futuros autores?
Evandro - " 
Publicar um livro é muito difícil e complicado, seja no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, é o que penso. Existe uma demanda muito grande de novos autores  e as editoras como empresa que são, visam lucro, então é mais fácil apostar no retorno certo de publicações e autores já consagrados. Por isso, enquanto algumas pessoas torcem o nariz para as publicações em que os autores financiam parte dos gastos da publicação; alegando não se tratar de um publicação convencional  e por consequência qualquer coisa seria publicada. Eu acho essa inciativa totalmente positiva, com certeza vão existir pseudo-editoras que apenas visem o lucro, e os novos autores devem tomar cuidado, mas criou-se uma oportunidade impar para muitos autores que tem ótimos trabalhos e que jamais seriam publicados se ficassem esperando que uma editora das chamadas convencionais o escolhessem.

Quais são os seus projetos futuros?
Evandro - " 
Eu tenho alguns planos em mente, e apesar de não gostar de continuações ou séries, devido a pedidos de vários leitores, já estou escrevendo a continuação de Não deixe o sol brilhar em mim e acredito que devo terminar no início do ano que vem.  Este é o projeto em que estou  envolvido no momento. É claro que fora escrever, existem eventos em que devo participar,  pois é preciso divulgar o que estamos fazendo, e por morar no Japão as distâncias aumentam e o tempo diminui. Em setembro fui convidado a participar de um encontro de escritores em Londres, e de repente já surgiram vários outros para participar em outros países. Além de que  preciso ir ao Brasil sem falta. 

Evandro, você gostaria de deixar um recado para os leitores do Acordei com Vontade de Ler?
Evandro - " 
Gostaria de agradecer a todos que tem apoiado meu trabalho e o Acordei com Vontade de Ler se inclui entre os que tem me dado apoiado, meu muito obrigado a Carolina.  Aproveito para pedir o apoio dos leitores do “Acordei com Vontade de Ler” para a literatura nacional e os novos autores.
Muito obrigado"

Para aqueles que querem saber mais do livro, leiam a nossa resenha.
Eu pedi ao autor para publicar algumas fotos do seu face pessoal aqui, para vocês terem uma ideia do trabalho do Evandro, mesmo estando do outro lado do mundo:

Os escritores foram homenageados no palco do Press Award Reino Unido.
Com Ligia Braz; Alexandra Zeiner, Mariana Brasil, Marcia Márcia Rocha, Graça Santana, Rosemary Mantovani, Jacilene Brataas, Josane Mary Amorim, Beti Rozen, Vinicius Gubert, Kaz Martinelli, Sandra Bettonte, Evandro Raiz Ribeiro e Sylvia Roesch.

Espero que tenham gostado da entrevista de hoje, pois eu adorei conversar com o autor. Em 2013 teremos mais autores no Divã do Acordei!
Beijos
Carol

5 Comentários

  1. mais um autor conhecido graças a essa coluna, apesar de não curtir esse tipo de genero é legal saber o que ta rolando

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Carolina, um feliz 2013 para todos os leitores e membros do acordei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  3. Evandro disse algo que escuto muito "Temas vampirísticos estão saturados" creio que nada é demais, nada é cansativo, vemos o mesmo tema de diversas formas, a criatividade desses autores é infinita e brilhante! É tão bom ver o reconhecimento dos leitores de sua casa, imagine então juntando com os de fora!
    Parabéns Evandro, continue sempre assim e muito sucesso pra você.
    Parabéns Carol, pela bela entrevista.
    Bjos
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  4. Oi Evandro, tudo bem?
    Somos nós da Equipe Acordei com Vontade de Ler que agradecemos a você por ceder seu tempo e nos conceder a entrevista.
    Muito obrigada

    ResponderExcluir
  5. Oi Nizete,tudo bem?
    Concordo com você, os temas são limitas e o que difere é totalmente a criatividade do autor.
    Obrigada pelo carinho constante.
    Beijos

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.