As Duas Faces da Abóbora - Caco Porto - 344 páginas - Primavera Editorial 

Sinopse - As duas faces da abóbora - Caco Porto - "A morte de um mega empresário norte-americano do setor petroquímico e de sua esposa dá início à disputa de uma herança de US$ 30 bilhões pelos filhos do casal, o capitalista Robert e a humanista Kate. Durante o processo, Kate depara-se involuntariamente com um mistério que envolve o passado dos pais no Rio de Janeiro. Ela decide iniciar uma investigação por conta própria e viaja de Nova York para Cidade Maravilhosa, sem se dar conta de que tal segredo poderia alterar significativamente sua vida e a relação com o irmão Roberto. O autor Caco Porto, com habilidade notável, traz para a história temas atuais que tocam todos nós, como a globalização, a sociedade virtual, os interesses financeiros gerindo o destino das pessoas e aspectos positivos, com personagens que se preocupam com questões humanitárias O leitor, ao mesmo tempo em que é envolvido numa narrativa pulsante, é convidado a refletir sobre o poder de decisão que cada indivíduo tem no mundo de hoje".

Minha opinião – Começamos o livro focando os últimos momentos de Greg e Jennifer King. Greg é um magnata durão, na verdade, se eu tivesse que chamá-lo de algo, seria f.d.p. (estou sendo honesta pessoal rs). Por outro lado, Jennifer sua esposa é o oposto, uma pessoa de bom coração que teve que guardar um segredo terrível que irá mudar a vida de seus filhos. Os Kings estão em seu jatinho aguardando a decolagem, quando um terrível acidente termina com as suas vidas. Os Kings têm dois filhos: Robert, um completo tubarão nos negócios, que simplesmente não tem coração, enquanto que Kate trabalha em uma ONG em Moçambique. Como é possível deduzir, Robert foi praticamente criado pelo pai, desde pequeno para comandar o império comercial da família. Ao perceber o que o marido fazia, Jennifer conseguiu evitar que Kate fosse para o mesmo caminho. Mas a verdade é que além do bom coração, Kate ouviu uma conversa secreta entre o pai e o irmão, que acabou definindo o rumo de sua vida. Após a morte de seus pais, Kate e Robert acabam se reunindo para a leitura do testamento, e Kate descobre duas coisas: o seu pai tinha um plano para colocá-la nos negócios da família e a sua mãe havia feito um testamento secreto, onde deixava um milhão de dólares para uma mulher chamada Helena no Brasil. Kate, desconfiada do testamento da mãe, resolve ir pessoalmente ao Brasil entregar a herança e descobre que a Dona Helena faleceu, mas que tem um filho, Jorge. Jorge presenciou a morte da mãe, e com isso se desconectou da realidade (ficou doidinho mesmo), indo morar na rua. Kate ao se encontrar com Jorge terá o maior choque da sua vida! (Sim, vocês precisam ler o livro para saber rs). Kate vai tentar trazer Jorge a realidade, indo até mesmo a dormir nas ruas para conseguir cumprir o seu objetivo. O livro é uma linda lição de amor, e mostra que às vezes somos definidos pelo ambiente em que somos criados. O livro é uma declaração de fé na humanidade e deixa claro como todos estão interligados, independente das barreiras territoriais. Ah, vocês devem estar se perguntando sobre o título né? Quando Kate estava em Moçambique, havia uma mulher que podia ler a “sorte” da pessoa através das abóboras do seu quintal. Cada pessoa possuía uma abóbora, e de acordo com o seu aspecto da abóbora é possível dizer o futuro da pessoal. Amei a capa, a diagramação e quase não encontrei erros (apenas uns dois ou três). Para aqueles que estão procurando uma história linda, de esperança, amor e humanidade, vale a pena conferir!
Espero que tenham gostado da resenha!
Beijos
Carol

7 Comentários

  1. Menina só o título já me instigou...pensei: "Parece bom" e pelo seu comentário constatei que estava certa, rsrs.
    Vou ler sim!


    Bjoo.

    ResponderExcluir
  2. A premissa do livro é excelente. Fiquei com muita vontade ler.

    ResponderExcluir
  3. Que história intensa e incrível, realmente muito interessante, me lembro um livro que li no início desse ano (O Amor me Salvou).
    Gostei muito da capa, e o título é um atrativo, mas a trama é muito boa, e estou curiosa para saber o futuro de Kate, Robert e Jorge, pessoas com pontos de vista tão diferentes da vida.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  4. #Projeto Livro de Rua - Qualquer pessoa pode levar um. É de graça e sem burocracia. O único compromisso é passá-lo adiante depois de ler. Basta deixá-lo em algum local público (praça, posto de saúde, padaria, ponto de ônibus, bar ), onde seja grande o movimento de pessoas. Comecei a ler "As duas faces da abóbora - Caco Porto" ontem no Parque Villa Lobos muito bom e super aprovo esse projeto. #Participem ( PS: o parque também aceita doações)

    ResponderExcluir
  5. #Projeto Livro de Rua - Qualquer pessoa pode levar um. É de graça e sem burocracia. O único compromisso é passá-lo adiante depois de ler. Basta deixá-lo em algum local público (praça, posto de saúde, padaria, ponto de ônibus, bar ), onde seja grande o movimento de pessoas. Comecei a ler "As duas faces da abóbora - Caco Porto" ontem no Parque Villa Lobos muito bom e super aprovo esse projeto. #Participem ( PS: o parque também aceita doações)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.