Sinopse - "Até onde você iria para salvar a pessoa que você ama? Até que ponto se sacrificaria e tudo pelo qual você lutou e acreditou? Para muitos, quando tudo parecia ser o fim, para Darian foi apenas o início. Filho de um Anjo que se apaixonou e se envolveu com um humano, e após ser transformada em mortal, comete suicídio. Com a passagem livre entre os dois mundos, Darian recebe uma proposta do Arcanjo Miguel de recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa angelical. Ele vê nesta proposta um meio de amenizar o sofrimento de sua mãe que se encontra no vale dos suicidas. Contando com a ajuda de seu Anjo da guarda, Hadji, ele parte em uma jornada de aprendizagem, mas com grandes conflitos e indecisões. Porém, não só apenas os Anjos do bem o observavam, e uma nova proposta de maior peso, lhe foi feita, por Iblis, o senhor dos infernos: “-... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.” Cabendo somente a ele, tomar a decisão de não lhe entregar a caixa ou, de salvar sua mãe e tornar-se um Anjo Negro."

Minha opinião – Mais um livro nacional com uma trama interessante! Adoro quando isso acontece.  Darian é filho de Bridget e Alan. Bridget era um anjo, mas se apaixonou por Alan, um jovem médico, dono de um coração maravilhoso. Alan não sabe que Bridget foi um anjo, casou-se com ela e os dois tiveram Darian. Uma tragédia ocorre e Bridget acaba falecendo, indo parar no vale dos suicidas, local de eterno tormento. Alguns anos se passam, e Darian torna-se um jovem, agora com dois irmãos: Eric e Margot (faço uma pausa para comentar que as histórias que explicam a origem dos seus irmãos é fofa). Darian começa a ter alguns sonhos, e acaba conhecendo Hadji, sua anjo da guarda. O arcanjo Miguel explica para Darian que ele tem uma missão: recolher dez mil almas. Seria tudo relativamente “fácil” se Iblis, o senhor do infernos oferecesse um acordo para Darian – as almas em troca da alma da sua mãe. O que Darian irá fazer?
O que eu achei do livro? Fascinante. O livro é curto, tem uma leitura dinâmica, dividido em capítulos curtos e apesar do tema sobrenatural envolvido, aborda o tema mais fundamental de todos: o que você faria para salvar que você ama? Seria capaz de prejudicar alguém? Darian vai passar uma boa parte do livro com essa questão em seu interior. Os personagens presentes nessa trama tem personalidades distintas e fortes, e alguns conseguem roubar a “cena” em alguns momentos, como é o caso da irmã de Darian, a Margot. Margot nasceu sob circunstâncias suspeitas, e não é exatamente igual as demais pessoas. O livro é fofo, e eu fiquei curiosa ao chegar no final. Gostaria de ter mais detalhes em algumas situações, como na captura de algumas almas, mas entendo que se fosse mais detalhado provavelmente quebraria o ritmo da trama.
Espero que tenham gostado da resenha!
Beijos
Carol

2 Comentários

  1. Um dos próximos nacionais que vou ler :D

    Está em minha estante, gritando para ser lido heheheheheheh

    Adoro quando a história tem essas "encruzilhadas mentais / morais"... até quanto vale a pena sacrificar a nós mesmos e a outras pessoas para salvar alguém???

    Beijos, querida!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom Kasinha, como tu sabe eu não sou lá muito fã desse gênero(claro que teve uma certa anjinha que me encantou rsrs) mas enfim, o que amo mesmo é um bom enredo e uma boa escrita e já ouvi muitos elogios a Mallerey por isso gostaria de ler o livro e tirar a prova.

    Beijos Kasinha.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.