Bom dia leitores do Acordei. Hoje irei falar da parceria do blog com a Editora Lua de Papel.


Lua de Papel é o primeiro selo da portuguesa LeYa no Brasil.
O selo Lua de Papel foi escolhido para ser o primeiro a aportar no país e abrigar as obras mais comerciais tanto, em ficção quanto de não ficção. Para comandar o selo, o grupo contratou Pedro Almeida, ex-Ediouro, que foi responsável por edições de Almanaques, Biografias e o mega-sucesso Marley e Eu.
Seguindo o caminho de Portugal, o novo selo conta com uma equipe própria de marketing e comercial, a fim de criar uma identidade própria e firmar-se como uma das grandes editoras no Brasil.
As principais linhas editoriais trabalhadas pelo selo Lua de Papel são livros de romances femininos, dietbooks, auto-ajuda e não ficção para crianças. A Lua de Papel busca o tempo todo ser fiel ao seu público leitor, inovando em suas propostas e temas abordados nos livros.
Fonte - Acesse
E que tal conhecermos alguns lançamentos?
“Quando você estiver lendo este livro, não devo mais estar aqui. Mas tive uma vida maravilhosa, independentemente do seu desfecho”.
Calça jeans surrada, camiseta do Mickey, jaqueta de couro perfecto, tênis, a franja cortada impecavelmente. Os Ramones subiam e faziam história no palco sob o comando de John Cummings, que muito cedo largou esse nome para se tornar o legendário guitarrista Johnny Ramone.
A editora LeYa lança em fevereiro, “Commando – a autobiografia de Johnny Ramone”. Lançada oito anos após a sua morte, a obra mostra como o menino considerado o delinquente do bairro, que bebia o dia inteiro e nem queria fazer parte de uma banda, se tornou referência na história da música para sempre.
Johnny Ramone só se rendeu à música quando perdeu seu emprego em uma construção, em 1974. O amigo Tommy sugeriu que ele e Dee Dee, já amigos na época, montassem uma banda. Johnny assumiu a guitarra, Dee Dee os vocais e Joey, um esquisitão que sempre esteve por perto, comandava a bateria. O resultado foi desastroso.  Foram precisos muitos ensaios ruins para perceber que as posições estavam erradas e convencer Tommy a integrar a banda. Aí as coisas começaram a se acertar. Cada um dos integrantes abandonou seu sobrenome para assumir o Ramone - inspirado em Paul Ramon, nome que Paul McCartney adotava às vezes quando se registrava em hotéis - mostrando a unidade da banda, que provou ficar só no nome.
Além da padronização dos nomes, Johnny achou que seria de bom tom se o grupo usasse um uniforme com que as pessoas pudessem se identificar. Então as jaquetas de couro e o corte de cabelo igual se tornaram marcas registradas da banda.
Johnny não permitia atrasos e nem que nenhum dos integrantes se apresentasse alcoolizado ou drogado. Tornar-se uma das maiores bandas de todos os tempos exigia alguns sacrifícios. Johnny opinava sem pudor no estilo de outras grandes bandas, e só uma pessoa com o sobrenome Ramone para dizer a Johnny Rotten, do Sex Pistols, que o show deles tinha sido uma porcaria. E só mesmo Johnny Ramone para chamar os ainda novinhos, mas ascendentes, Red Hot Chilli Peppers de babacas, por correrem pelados pelo palco.
Em “Commando”, Johnny Ramone deixa aos fãs um relato sincero de sua vida, mostrando que ele foi mais do que o cara esquentado que bateu em Malcolm McLaren por conversar com a sua namorada, ou mais do que o guitarrista que ficou com Linda, a namorada do Joey, e que por trás da postura equilibrada que apresentava no palco, a banda tinha uma história muito mais complicada e rancorosa do que qualquer fã jamais poderia imaginar.

Além dos textos do guitarrista, a obra ainda presenteia os fãs com extras como o prefácio de Tommy Ramone, o epílogo de Lisa Marie Presley, uma avaliação álbum a álbum da discografia dos Ramones e a lista dos “dez mais”, escritas por Johnny, e posfácio de John Cafiero e Linda Ramone.
Da preferência por Elvis Presley, filmes de terror, o seriado “Jeannie é um gênio” ao amor inegável por sua banda, “Commando” é um convite irrecusável para entrar na vida e na cabeça do cara que escreveu a cartilha do punk.

 Ficha Técnica
Título: Commando – A autobiografia de Johnny Ramone
Autor: Johnny Ramone
Formato: 16x23 / capa dura
Nº de páginas: 176
Preço: R$ 44,90



O casamento é a festa de família mais antiga da história. Celebrado de acordo com a cultura e religião de cada um, religioso ou civil, tradicional ou bem moderno, com pompa ou muito simples, ele se adapta à realidade dos noivos e de suas famílias. O importante é que, no grande dia, tudo saia perfeito.

Neste livro, você vai encontrar tudo o que precisa para organizar seu  casamento de sonho. Conselhos úteis, dicas preciosas, ideias genais. E ele não é um livro apenas para noivas. Suas mães e madrinhas também vão achá-lo imprescindível.

Se você vai casar, mesmo que pela segunda vez, este livro é para você. Seja qual for sua crença religiosa, seu meio social e seu orçamento. Suas amigas já casadas vão morrer de inveja de não ter tido a ajuda dele.

Ficha Técnica
Título: O livro branco do casamento
Autor: Vera d’Orey Santiago Tânger
Nº de páginas: 128
Preço: R$ 24,90

Sobre a autora
VERA D’OREY SANTIAGO TÂNGER casada e mãe de três filhos percorreu o mundo acompanhando seu marido, diplomata de carreira e embaixador. Viu, viveu, ensinou e ganhou experiência internacional contatando outros povos e mentalidades.
Também é autora de Guia para a Vida Diplomática (2003, edição do Ministério das Relações Exteriores de Portugal), Guia de Boas Práticas Diplomáticas (2007, edição do Ministério das Relações Externas de Angola), Receba com Glamour e Sinta-se Como Peixe na Água (2009, edição Livros d’Hoje – Leya Portugal), Diplomaticamente (2012, um guia prático para a vida no exterior) e este O Livro Branco do Casamento. Habilitada com o curso de Formação de Formadores organizou workshops e sessões de formação na área de Etiqueta e Protocolo – Organize como um profissional e receba como um diplomata – onde, de forma prática e simples, se apresentam conceitos e exemplos em que os participantes interagem e procuram a resolução de diferentes situações.

A História não é uma sucessão de nomes solenes e datas vazias. A História é um fluxo contínuo e dinâmico que, para além das indagações metafísica, ajuda a responder à questão básica: quem somos, de onde viemos e para onde vamos? Eduardo Bueno, o autor deste livro, acredita que a História não pode e não deve ser aprisionada dento das salas de aula, como se fosse apenas mera disciplina escolar. A História pulsa e está viva dentro e fora dos colégios, nas esquinas das ruas, nas praças, nas prisões, no shoppings e na favelas, nos estádios de futebol e nas estradas, nos condomínios fechados e nas veias abertas das nações que ainda sagram.

Esse é o tipo de História deste livro, como em todos os livros de Eduardo Bueno. O escritor foi capaz de transformar o período colonial brasileiro em assunto de rodas de bar, conversas de família, programas de TV e revistas especializadas. Em Brasil – Uma História, o autor abrange os cinco séculos da nação brasileira, ainda em construção, mas lutando para deixar de ser o permanente “país do futuro” para quem o futuro, de fato, jamais chega.

Brasil – Uma História, foi a primeira obra de Eduardo Bueno, primeiro publicada, em fascículos colecionáveis nos jornais Folha de São Paulo, Zero Hora e Extra, e chegou às livrarias em 2001. Retorna agora em versão compacta e atualizada incluindo a posse de Dilma Rousseff e a punição dos réus do Mensalão. Se você é um dos muitos brasileiros que não pretende continuar revivendo a mesma História dos últimos cinco séculos, este é o livro que vai lhe ajudar a se sentir mais preparado para tentar mudar o Brasil e, quem sabe, escrever uma nova História.

Ficha Técnica
Título: Brasil - Uma História
Autor: EDUARDO BUENO
Nº de páginas: 480
Preço: R$ 29,90

Sobre o autor
EDUARDO BUENO é escritor, tradutor, jornalista e editor. Escreveu mais de 30 livros, a maioria sobre História do Brasil. Autor da coleção Terra Brasilis, cujos quatro primeiros volumes (A Viagem do Descobrimento, Náufragos, traficantes e degredados, Capitães do Brasil e A Coroa, a cruz e a espada) venderam mais de meio milhão de exemplares, Bueno se tornou o primeiro autor brasileiro a possuir simultaneamente quatro livros no topo das listas de livros mais vendidos dos principais jornais e revistas do país. Sua obra despertou um interesse sem precedentes pela História do Brasil, gerando o surgimento de revistas especializadas, debates públicos, dissertações de mestrado e programas de TV.
Eduardo Bueno traduziu também mais de vinte livros, entre eles o clássico Pé na Estrada, obra que resultou no desembarque da literatura beat no Brasil.
Foi colaborador de algumas das principais editoras brasileiras, responsável pela publicação de mais de 200 títulos, muitos deles inéditos em português. Como jornalista, trabalhou nos mais importantes órgãos de imprensa do país, entre eles os jornais Zero Hora, de Porto Alegre, e O Estado de São Paulo. Recentemente, apresentou, com Pedro Bial, o quadro “É muita história”, levado ao ar pelo programa Fantástico, da TV Globo. Atualmente é apresentador do The History Channel.



Psicologia é: “Sopro de vida, ou espírito que, a partir da herança do pensamento cristão, podemos traduzir grosseiramente como “alma” (...) o estudo do espírito (mente)”. Entendeu? Não? Fique calmo, agora você vai poder.
A editora LeYa lança em fevereiro “Entendendo Psicologia”, novo livro da coleção Entendendo. Nesta obra, Nigel C. Benson, psicólogo e mestre em Educação, responde de forma prática todas as possíveis dúvidas sobre Psicologia, suas escolas, subdivisões e correntes de pensamento.
Sendo estudada e explicada, durante anos, através de estudiosos – entre eles grandes nomes como Freud, Pavlov, Skinner, Piaget, Bandura, Maslow e Rogers  - que, aos poucos, comprovaram suas teorias sobre o comportamento e mente humana, mas como podemos entender o que é a tal da psicologia afinal? Como e quando surgiu? Quais são as ligações dela com a psiquiatria e a psicoterapia? Até que ponto ela é uma disciplina científica?
Definições como o “estudo da mente”, nem sempre foram aceitas já que, para compreende-los, seriam necessários estudos ainda mais específicos sobre o significado da mente humana e de contextos que não poderiam ser estudados de forma simples. Portanto, se a metodologia apresentava um contexto filosófico, foi entendido que, na prática, a explicação deveria privilegiar o que podia ser observado, medido ou mensurado. A partir daí, Nigel nivela e apresenta todo o contexto para compreendermos, de maneira clara, tudo que envolve a Psicologia e suas vertentes.

A premiada coleção “Entendendo”, que utiliza elementos e referências pop para explicar de forma simples temas e personalidades de todas as áreas do conhecimento, continua a sanar todos seus questionamentos. Depois de explicar nos primeiros cinco volumes da série Freud, Jung, Teoria Quântica, Filosofia e Slavoj Žižek , presenteia o leitor com o livro “Entendendo Psicologia”, um guia fascinante sobre tudo que você sempre quis saber.


Ficha Técnica

Título: Entendendo Psicologia
Autor: Nigel C. Benson
Nº de páginas:  176
Formato: 14x21 cm

Preço: R$ 34,90

Sobre o autor
NIGEL C. BENSON é psicólogo e mestre em Educação. Nasceu em uma pequena cidade do interior da Inglaterra, mas hoje mora em Londres. Autor best-seller internacional e ilustrador, tem diversos livros publicados na área de estudos da mente. É, também, autor dos livros Psicoterapia e Psiquiatria desta coleção.




A editora Leya lança em fevereiro “Mayombe” e “A geração da utopia”, dois dos mais importantes romances do escritor angolano Pepetela, há muito esgotados no Brasil.
Publicado originalmente em 1980, “Mayombe” foi escrito durante a participação de Pepetela na guerra de libertação de Angola, e retrata o cotidiano dos guerrilheiros do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) em luta contra as tropas portuguesas. O romance inova ao abordar não somente as ações, mas os sentimentos e reflexões daquele grupo, as contradições e conflitos que permeavam sua organização e as relações estabelecidas entre pessoas que buscavam construir uma nova Angola livre da colonização.
Já “A geração da utopia”, de 1992, acompanha um grupo de jovens que sonhou e lutou por um país livre e se depara com a realidade de Angola pós-independência. Com ironia e espírito crítico, o romance revê e confronta os valores revolucionários expostos em “Mayombe” com o que foi efetivamente construído após a vitória do MPLA sobre Portugal.
A publicação de “Mayombe” e “A geração da utopia” inaugura um esforço de trazer ao Brasil títulos esgotados da obra de Pepetela. A Leya cumpre assim sua missão de difusão da língua portuguesa em uma de suas mais brilhantes expressões.
Sobre o autor
Nascido em Benguela, em 1941, Pepetela é um dos mais importantes escritores de Angola. Expoente de sua geração, traz em suas obras o olhar arguto de quem participou das principais transformações políticas e sociais de seu país na condição de protagonista. Alia sua visão privilegiada da história angolana a um texto primoroso, que tem conquistado legiões de admiradores ao redor do mundo. Foi ganhador do Prêmio Camões em 1997 por sua contribuição inestimável para a literatura de língua portuguesa.

Ficha Técnica
Título:A geração da utopia
Formato: 16x23
Nº de Páginas: 392
Preço: R$ 49,90


Título: Mayombe
Formato: 16x23
Nº de Páginas: 248
Preço: R$ 44,90


Kara Crawford é uma advogada que sabe como guardar um segredo, ainda mais depois de ter sido desprezada por um ex-namorado depois de revelar suas fantasias sexuais. Ela não esperava encontrar alguém que pudesse realizar seus desejos mais íntimos e extremos, até vivenciar uma das noites mais incríveis de sua vida ao lado de um homem que há muito admirava.
O sexualmente dominante Dante de Matteo conhecia Kara dos tempos do colégio e jamais havia imaginado que as fantasias mais sombrias de uma mulher pudessem ser tão compatíveis com as suas. Mas nenhum dos dois acreditava que aquela paixão pudesse passar de uma noite. Quando Dante é contratado pelo escritório onde Kara trabalha, os dois são confrontados diariamente com as faíscas daquela química explosiva e não sabem como lidar com isso. À medida que o desejo intenso os aproxima, temores bem profundos ameaçam separá-los e eles precisam aprender a abraçar da mesma maneira o medo e o prazer do amor. Vão conseguir?

No Limiar do Desejo é o segundo livro de uma trilogia que teve como início Luxúria, um romance que alcançou grande sucesso internacional, inclusive no Brasil. Se você leu Luxúria, não vai querer perder No Limiar do Desejo. Se você não leu, vai querer ler agora.

Ficha Técnica
Título: No limiar do Desejo
Editora: Quinta Essência

Autor: Eve Berlin
Nº de páginas: 224
Preço: R$ 34,90

Sobre o autor - EVE BERLIN vive em Hollywood onde escreve romances eróticos repletos de volúpia e sensualidade, mas com um ligeiro toque de perversidade. Quando não está escrevendo ou lendo vorazmente ela dá aulas de Pilates, o que a tira de casa e a ajuda a inspirar-se ainda mais para escrever seus romances.
Ela ainda tem algumas outras obsessões: sapatos, pinturas, reality shows, gatos e, é claro, livros. Eve Berlin é autora de Luxúria, o primeiro livro de uma trilogia erótica de sucesso mundial.

E então leitores, o que acharam das novidades de hoje? Espero que tenham gostado tanto quanto eu!
Beijos
Carol

Um Comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.