Sinopse - “Senti-me fraca com as palavras dela. Por um instante me arrependi de ter cavado esta história. Algumas vezes é melhor deixar as coisas com elas estão. Eu aprendi isso naquele momento. Porque eu sabia que independente do que ela fosse revelar, eu já estava destinada a ter que abandonar Thomas.” O que você faria tivesse que revelar segredos que envolvem o seu passado e a impedem de se entregar a um amor? Este é o dilema de Cathy, que precisa decidir entre quebrar as barreiras do passado e confiar em Thomas ou aceitar que seus segredos são fortes o suficiente para impedi-la de amá-lo. Quando um segredo é capaz de destruir tudo o que você deseja, ele pode ser revelado? Thomas possui um segredo com este poder, e agora ele precisa escolher entre contar a Cathy e correr o risco de perdê-la ou não contar, e desta forma nunca conquistar a sua confiança. Que segredos são fortes o suficiente para impedir um amor? Cathy e Thomas viverão esta história e terão que enfrentar os seus segredos para tornar este amor possível, mas é possível um amor resistir a segredos? "

Minha opinião -  No seu livro de estreia, a autora Tatiana Amaral me surpreendeu com um enredo apaixonante. O livro começa falando de Cathy, uma jovem que não teve uma infância realmente feliz:

"Eu sou filha única. Meu pai nem queria filhos, mas minha mãe engravidou em uma tentativa de segurar o casamento, ou o que ela achava que era um casamento. Tinha me deixado tão jovem ainda. Eu tinha apenas 12 anos, e fiquei no mundo sozinha, com  parentes que nunca se preocuparam realmente comigo, mas com o que o meu pai, que nunca quis ser pai, poderia lhes proporcionar..... Nossa relação nunca foi difícil, ao menos não com a minha tia, irmã mais velha da minha mãe, mas eu me senti aliviada por estar indo para a faculdade em Los Angeles e não precisar mais ser um peso em suas costas". (pág 08)

Dá para perceber que Cathy é uma pessoa independente, que teve que se preocupar com muitas situações ainda cedo. Ela é jovem, bonita, até mesmo confiante e tem como amiga/irmã a Mia, uma amiga muito fofa. Tudo está dando certo para ela, que consegue o emprego dos sonhos: fazer parte da equipe de Thomas, um ator americano famoso, jovem (25 anos) e com uma reputação com as mulheres quilométrica. É claro que Cathy suspira por Thomas, pelo menos pela imagem que ele passa aos fãs (quem nunca suspirou por um ator ou atriz lindo que atire a primeira pedra!).
Como eu disse antes, Thomas é jovem, bonito e famoso, então é claro que ele irá aproveitar suas "qualidades" para se divertir, aproveitar a juventude e dormir com diversas mulheres.
Na noite anterior a mudança de Cathy (que vivia com quatro amigas - Mia Baker, Daphne Hill, Anna Moore e Stella Adams), as garotas decidem sair para comemorar o novo emprego da Cathy e imaginem quem elas irão encontrar? Thomas (e o restante de sua equipe). A atração entre Thomas e Cathy é imediata, mas ela sabendo que iria trabalhar com ele (ele não sabia porque não havia sido ele que a contratou), não permite que aconteça nada.
Vocês conseguem imaginar o que vai acontecer quando os dois começarem a trabalhar lado a lado? Faíscas para uma grande combustão vão ser geradas. Tudo seria lindo e maravilhoso se não houvesse segredos de ambos os lados. A insegurança de Cathy (ela é confiante, mas lidar com um astro que tem qualquer mulher que queira é um pouco demais para ela), a necessidade de Thomas de não compartilhar algumas informações, nos mostram que as vezes podemos por tudo a perder por não confiar em quem gostamos.
O interessante do livro é que os capítulos alternam entre a visão da Cathy e a do Thomas nas situações, então podemos entender o que eles sentem durante os acontecimentos. Conforme li o livro, em alguns momentos fiquei muito frustrada com algumas reações da Cathy e do próprio Thomas, principalmente por saber o que ambos sentiam. Sabe quando você começa a falar sozinha "Ah, faça-me o favor!", "Como você é tonta"... pois é, eu fiz isso durante a leitura de "Segredos". É claro que os personagens secundários roubam algumas cenas, como a Helen, que foi a pessoa que contratou a Cathy e faz o tipo mãezona do grupo, o Dyo Green, que vai se tornar um grande amigo dela e faz parte da equipe. É claro que nem todos os personagens são fofos, e temos personagens invejosos, e uma ex totalmente sem noção (Lauren). 
Achei a capa linda, intrigante, combinando perfeitamente com a temática do livro. Durante a leitura, encontrei alguns errinhos de digitação, mas nada que dificultasse a leitura ou prejudicasse a trama. 
O que eu achei do livro da Tatiana? Envolvente. Do momento em que iniciei a leitura, não consegui largar o livro até terminá-lo. Deixo aqui meus parabéns à autora e não vejo a hora de ler suas próximas obras!
Beijos
Carol

2 Comentários

  1. Adorei o seu post parabéns.Vamos ser parceria? Obrigada pela atenção.
    http://iamlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.