Bom dia Leitores do Acordei com Vontade de Ler! Vamos a mais uma entrevista no Divã?


BiografiaDaiane Coll sempre cultivou o hábito da leitura, em especial romances de ídolos como Nicholas Sparks, Meg Cabot e Nora Roberts, mas nunca imaginou escrevê-los. Irresistível nasceu no ano de 2009, do desejo de narrar às filhas uma das histórias que perambulavam em sua mente e incentivá-las a criarem suas próprias narrativas. O que era para ser um simples conto ganhou tantos detalhes que se transformou num livro escrito em dois meses, e que iniciou um novo hobby em sua vida. Daiane trabalha como policial civil em sua cidade natal, Curitiba, onde reside com o marido e os três filhos.



Sinopse - "Quando se muda para Curitiba a fim de cursar a faculdade de Direito, Laura Schumacher não poderia imaginar que se apaixonaria à primeira vista pelo envolvente advogado Alexsander Gheler. Apesar de comprometida com o apaixonado Guilherme Villar, e ciente dos perigos de envolver-se com Alex e sua misteriosa família, Laura prefere correr todos os riscos e viver seu grande amor. Mas as consequências dessa escolha cobrariam seu preço mais cedo do que eles gostariam".

Olá Daiane, tudo bem? Agradeço por ceder essa entrevista para nosso Blog. Conte um pouquinho sobre você. Quem você é? O que faz? Quando foi que decidiu ser escritora?
Daiane – “Oi. Meu nome de batismo é Daiane Colaço, tenho 37 anos, casada com o Julio há quase 17 anos e mãe da Isabela (15), da Giulia (12) e do Enzo (06). Nasci em Curitiba, mas passei a adolescência no interior do Paraná, mas especificamente em Dois Vizinhos e Pato Branco (sim, a terra da Bozena) onde casei. Há 15 anos voltei a residir em Curitiba, cidade que amo de paixão. Trabalho como Escrivã de Polícia Civil há doze anos e adoro! Apesar de viciada em leitura e sempre ter tido facilidade com a escrita, fosse em redações na escola ou nos depoimentos que minha profissão exige, nunca cogitei ser escritora. Só decidi que era isso que eu queria quando escrevi alguns romances e dei os manuscritos para algumas amigas lerem. Quando elas pediram mais entendi que deveria tentar”.

Irresistível é o seu primeiro romance publicado, nos conte um pouco da historia, como foi o processo de criação:
Daiane – “Uma noite, durante uma monótona aula do ultimo período do curso de Direito, estava lendo uma entrevista da Stephenie Meyer (na época estourada com Crepúsculo), quando ela disse que o livro nascera de um sonho. Na hora a lâmpada acima da minha cabeça se acendeu. Eu sonho demais. Sonhos nítidos que muitas vezes continuavam na minha cabeça por horas. Sem perder tempo resolvi inventar uma história em torno de um deles. Escrevi muito grotescamente dois ou três capítulos durante a aula mesmo e mandei por e-mail a minha amiga e colega de turma Andressa. Ela leu e exigiu mais, corrigindo erros, como concordância ou quando eu repetia gírias. Fui para casa e passei boa parte da madrugada escrevendo e mandando para ela que corrigia e pedia mais. Foi minha primeira fã e incentivadora.
Irresistível gira em torno da vida de Laura, uma garota certinha que aos dezoito anos sai de sua cidade natal (Dois Vizinhos) e se muda para Curitiba, cursar a faculdade de Direito. Durante as aulas conhecerá e fará amizade com Andressa e Amanda, as quais a ajudarão a superar a saudade da família, mas em especial do seu namorado Guilherme. Tudo sai dos eixos quando ela conhece o advogado Alex Gheler e acaba envolvida num triangulo amoroso. Depois de muitas idas e vindas ela acabará seguindo o seu coração, apesar de todos os perigos que sua escolha apresentará. E mais cedo do que imagina será cobrada por isso”.

Alex é incrível, você se inspirou em alguém para escrever esse personagem?
Daiane – “Todas as mulheres têm em mente o seu homem ideal. Você junta o corpo de um, a educação do outro, a devoção de um terceiro, o dinheiro de um quarto... E torce pra que um dia ele se materialize como no filme “Mulher Nota Mil”. Brincadeira a parte, fisicamente pensei no Reinaldo Gianechini na época em que ele fazia o personagem Paco, da novela “Da Cor do Pecado””.

Diante das criticas, como você se sai quando uma pessoa fala que não gostou do seu livro e como fica quando alguém amou?
Daiane – “Por sorte (ou porque as pessoas não querem me magoar) nunca ninguém disse que não gostou do livro. Já recebi críticas referentes a erros ortográficos que eu sinceramente acreditava ser obrigação da editora corrigir (nunca mais cometo esse erro). Agora quando as pessoas dizem que adoraram fico nas nuvens, e motivada a escrever mais e mais”.

Bem como sou abelhuda eu já sei que vai ter o segundo livro, tem como contar um pouco dele, e deixar um pedacinho para o publico?
Daiane – “Claro! No segundo livro, provisoriamente intitulado “Inesperado”, veremos uma Laura mais madura (alguns anos se passarão). Ela e Alex continuarão apaixonados como nunca, e isso será fundamental para ajuda-la a superar novos dramas que se apresentarão. Por conta desses problemas Guilherme voltará para sua vida e dúvidas que ela acreditava não mais existirem, voltarão para assombrá-la. Para alguns que já leram, é mais intenso do que Irresistível”.

A busca de uma boa editora é difícil? Conte-nos como foi esse processo:
Daiane – “Na verdade acabei publicando com a primeira Editora que procurei. Gostei da proposta apresentada e amei o resultado final. Claro que não foi tudo um mar de flores e agora é correr atrás para publicar os próximos”.

O que você acha que está faltando no mercado da literatura nacional?
Daiane – “Incentivo. Há excelentes escritores nacionais pipocando por aí, mas para terem lugar ao sol acabam tendo de investir. Muito. Seja para a publicação e depois para a divulgação. Infelizmente só com dinheiro para se destacar. E as empresas ainda não se interessam em investir nos escritores nacionais. Sejam leitores ou escritores, todos acabam perdendo”.

Você acha que as Editoras estão fazendo um bom trabalho em relação a literatura nacional?
Daiane – “A literatura nacional simplesmente estourou. Obviamente as editoras tiveram seu papel, abrindo oportunidade aos escritores nacionais, caprichando na qualidade dos livros e na divulgação. Pena que a maioria ainda cobre (e bem) por tudo isso”.

Bate – Rebate
Um livro: Meu Pé de Laranja Lima
Deus: Salvação
Um autor: J. K. Rowling
Amigos: apoio incondicional
Inspiração: vida
Escrever: satisfação
Sonhar: manifestação dos desejos
Família: a base de tudo

Daiane, agradeço por responder as perguntas, agora peço que deixe um recadinho para o pessoal do blog e também os links de onde podemos te encontrar.
Daiane – “Agradeço primeiramente a você Ká, pela oportunidade e pelo apoio. Como escritora iniciante, essas atitudes fazem toda a diferença.
Aos leitores do blog também agradeço a atenção e os convido a ler Irresistível. Aqueles que gostarem de ler no computador, estão disponíveis no meu Blog - dois romances de minha autoria: Diana e Patrícia. Desde já agradeço críticas e sugestões. Bjs!

Facebook - Acesse aqui
twitter: @Daianecoll
Espero que tenham gostado da entrevista de hoje! Semana que vem teremos mais um autor no Divã do Acordei!
Beijos
Carol


3 Comentários

  1. Adoreei a entrevista! Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, e achei super legal a sinopse, me incentivou bastante a ler! *-*

    xx carol

    ResponderExcluir
  2. Adoro entrevistas e nao conhecia a escritora


    bjos Ka ^^

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.