Bom dia Leitores do Acordei! Vamos conhecer nesse sábado um pouco mais a autora Carina Rissi?


BiografiaCarina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião.  Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista.

Seu primeiro livro, Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo, foi traduzido e publicado na Alemanha, onde entrou para as listas de mais vendidos. Procura-se um marido é seu segundo livro.





Sinopse - "Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos..."






Sinopse - "Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha."





Sinopse - "Não informado. Lançamento em 2013/14. Continuação da história do livro Perdida - Carina Rissi. Capa e títulos provisórios. "... Estou trabalhando mesmo na sequência que ainda não tem título, nem data para ficar pronto, por enquanto ficou como Perdida 2 mesmo rsrs. Eu tinha que escrever ou a Sofia não ia me deixar em paz. Meus personagens são muitos reais pra mim, como amigos imaginários. Imagine então sua amiga imaginária, vestida com roupas do século 19 e All Star vermelho, com os cabelos eriçados, que fala sem parar, aparecendo de madrugada para atazanar você para que escreva mais sobre ela. É assim que a Sofia age comigo..." Carina Rissi (Fonte: Clique aqui) "



Olá Carina, tudo bem? Agradeço por ceder essa entrevista.
Carina – “Oi, Ká! Tudo ótimo! Eu que agradeço pelo convite! =)”

Conte um pouquinho sobre você. Quem você é? O que faz? Quando foi que decidiu ser escritora?
Carina – “Bom, eu sou casada, mãe de uma princesa e escritora. Não decidi de forma consciente ser escritora. Foi meio ao acaso. Eu comecei escrever a história da Sofia só pra ver o que acontecia, sabe? Depois percebi que aquele texto enorme se parecia com um livro. Rsrs Meu marido foi quem me convenceu a tentar publicar Perdida. Eu fui me deixando levar”.

Diante da dificuldade de publicar um livro hoje, como foi para você receber a notícia que seu livro seria publicado pela Verus?
Carina – “Foi absurdamente inacreditável! Eu estava namorando a Verus já tinha certo tempo, mas achei que demoraria muito mais para conseguir entrar numa editora desse calibre”.

Perdida é um livro apaixonante, uma mistura dos tempos antigos, com os tempos atuais, como foi que nasceu a inspiração para escrever esse livro?
Carina – “Eu queria ter uma história bacana pra contar, tipo... Eu estava em Londres, visitando um museu, quando de repente...
Mas a verdade é: Eu estava em casa, era hora do jantar, teve um apagão e eu simplesmente não sabia como aquecer a comida sem o microondas. Fiquei furiosa por não conseguir me virar sem ele. As pessoas sempre comeram, né? Bem antes da invenção do micro-ondas. Foi aí que nasceu a Sofia. Fiquei pensando nessa menina do século 21 presa em uma época sem recursos e como isso se desenrolaria”.

Em Procura-se um marido, conhecemos Alicia, uma jovem que gosta de curtir a vida, e não quer pensar em se casar, você se inspirou em alguém para escrever essa personagem?
Carina – “Não, em ninguém. Meus personagens são vivos e muito reais. Eles existem de verdade para mim. A Alicia veio com tudo, me atropelando como um rolo compressor. Mas a ela é assim, e é uma das razões de eu amá-la tanto”.

Tanto a capa de Perdida e Procura-se um marido, tem uma menina vestida de noiva com um tênis, é você que escolheu essas fotos? Por que?
Carina – “No Perdida, a escolha da capa foi minha, sim. A imagem era exatamente o que eu tinha pensado para a capa (apesar de ter dado um pouco de trabalho para ser encontrada). Já na de Procura-se Um Marido o mérito é todo da Verus. Quando me mostraram a imagem e eu vi o olhar (furioso, perdido, contrariado, a maquiagem borrada) daquela menina eu soube que tinha encontrado a Alicia”.
De onde saiu inspiração para criar Ian (livro Perdida) e o Max (livro Procura-se um marido)?
Carina – “Eu acho que das obras de Jane Austen. Sou fã de carteirinha dessa autora e é impossível não se inspirar com seus livros e personagens. Tanto que Ian recebeu o sobrenome Clarke por causa da família Clarke que às vezes figura os livros da Jane. O Max é minha versão de sr. Darcy. Bom... mais ou menos rsrs”.

Você ainda não sabe mais eu estou de ressaca literária por causa de Procura-se um marido, quero saber como nasceu essa história? Quanto tempo você demorou para escrevê-la?
Carina – “Hahahaha Tomara que passe logo!!
Minhas histórias normalmente nascem do meu cotidiano. O Procura-se um Marido nasceu num dia daqueles em que tudo deu errado. Eu tinha evento, minha empregada não apareceu, minha filha tinha prova e eu precisava ir buscá-la mais cedo, tinha acabado de fazer as unhas e enrolar o cabelo e tentava, sem muito sucesso, dar uma arrumada na cozinha onde parecia que uma bomba havia explodido. Então lá estava eu, equilibrando os bobes na cabeça, tentando não borrar as unhas e jurando que se um dia ficasse muito rica nunca mais pisaria na cozinha. Depois pensei que pior que isso seria alguém que sempre teve tudo ficasse sem nada e tivesse que aprender a se virar com um orçamento limitado. Eu me apaixonei pela Alicia assim que a vi pela primeira vez. Fiquei tão obcecada por ela que em cinco meses o livro estava concluído”.

Um dia desses você colocou um trecho de um novo livro na internet, fale um pouco dele para os leitores. 
Carina – “No Mundo da Luna é um projeto já quase finalizado. Estou atando as pontas soltas e completamente apaixonada pela personagem. O que eu posso falar sobre a história...? A Luna tem 24 anos, tomou um pé na bunda há pouco tempo, odeia o chefe com todas as forças (também pudera, o cara vive trocando o nome dela), acabou de sair da faculdade (jornalismo) e conseguiu emprego numa revista. Só que não era bem o que ela esperava. Ela acabou na coluna do horóscopo e não entende nada do assunto. Por conta disso ela vai se meter nas maiores confusões, sendo a maior delas se envolver com um cara que ela detesta”.

Fora esse livro tem mais livro escrito, compartilhe com a gente um pouco de cada.
Carina – “Eu tenho dois livros finalizados. Meu conto de fadas é meu xodó. Ele nasceu como Luz na Escuridão, mas acabei mudando para Enquanto Você Não Vem. É um conto de fadas moderno, onde o novo e antigo se misturam, se entrelaçam e confundem. AMO essa história, só estou esperando o momento certo para publicá-lo.
O outro eu ainda não tenho certeza quanto ao título, mas conta a história da Mel, uma promotora de eventos que tinha tudo que pediu a Deus (emprego dos sonhos, namorado dos sonhos), mas que perde tudo depois que morre. Bom, ela não morre de verdade... é uma história um pouco complicada. Vocês vão conhecer a Mel no livro da Julia (ainda sem titulo), que é um spin-off de Procura-se Um Marido, onde o Marcus – irmão do Max - será o protagonista.
E em breve finalizo o Perdida 2. Já estou na metade e mal posso esperar saber como essa história vai terminar. A Sofia volta causando muito rsrsrs”.

Como é a sensação de entrar em uma livraria e ver seu livro exposto?
Carina – “É surreal! Sou rata de livraria e bibliotecas desde que consigo me lembrar. Ver um livro meu ali, no meio de tantas obras fantásticas... é como tocar em um sonho”.

Bate – rebate
Um livro: Carina – “Orgulho e Preconceito”.
Um autor: Carina – “Jane! Jane! Jane Austen!”
Deus: Carina – “amigo pra todas as horas”.
Uma musica: Carina – “varia muito. Hoje é Green eyes – Coldplay”.
Família: Carina – “meu mundo”.
Dinheiro: Carina – “não nos damos muito bem, não”.
Sonhos: Carina – “muitos. Um deles é conhecer a Casa Museu Jane Austen em Hampshire”.
Escrever: Carina – “é uma delícia!”

Obrigado pela entrevista Carina, agradeço muito mesmo e estou louca pelo próximo livro. Deixe um recadinho para os leitores do Acordei e os links de onde podemos te encontrar.
Carina – “Eu que agradeço, Ká! Me diverti muito nessa entrevista! ^^
Vocês podem me encontrar no Facebook clique aqui
Beijos, galera! Espero que tenham gostado!

Espero que tenham gostado da entrevista de hoje! Na próxima semana teremos mais um autor no Divã do Acordei.
Beijos
Carol

5 Comentários

  1. oi gostei da entrevista e de conhecer um pouco sobre a Carina, ainda não li seus livros, mas quero e sei que quando fizer isso irei amar.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. carina rissi é demais adoro os romances dela!!! quero muito ler perdida 2 no mundo da luna que ja vi algo sobre o livro na sredes sociais

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post de hoje.
    Li os livros da Carina e admiro muito o trabalho dela. É sempre muito legal sabermos mais sobre nossos autores nacionais prediletos!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Li perdida e me apaixonei ,depois disso passei a procurar seus livros,continue escrevendo amei tbm "procura-se um marido." . Você tem um talento incrível,bjs

    ResponderExcluir
  5. Amei perdida,devorei o livro em dois dias.
    estou com ressaca de perdida...quero mais!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.