Sinopse“A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières. Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração”.

Minha opinião -  Um livro emocionante, escrito com delicadeza por uma autora que consegue mesclar histórias de tempos diferentes, com lições de vida semelhantes.
Na história “atual”, temos Emilie, uma veterinária que é descendente de uma família de importante nome na França. Infelizmente, Emilie não teve uma boa infância. Emilie me encantou apesar da insegurança que ela demonstra. Acredito que eu me solidarizei com ela pelo modo que ela era tratada pelos seus familiares, em alguns momentos eu quis deixá-la escondida, em segurança. Alex foi uma surpresa. No início do livro, eu não sabia o que achar dele, se estava sendo sincero ou não, se eu ou a Emilie poderíamos confiar nele. Sebastian fez o caminho inverso comigo – eu inicio o livro com uma opinião formada, que vai sendo moldada conforme eu avancei na leitura. A autora conseguiu trabalhar muito bem as personalidades dos personagens.
Falk me deu nojo do começo ao fim do livro e Frederick roubou meu coração. Além disso, temos mulheres fortes nesse livro – Constance e Venetia passam por situações horríveis e continuam em frente, além da Sarah e da própria Sophie, que precisou perder a inocência de mocinha da sociedade para poder sobreviver.
A autora Lucinda Riley me encantou com uma história que mescla passado e futuro, amor, dor e perdão. A revisão e a diagramação estão de parabéns. A leitura dessa história é simplesmente mágica.
Espero que tenham gostado da resenha.                         
Beijos
Carol

4 Comentários

  1. Gostei muito do primeiro livro dela que foi lançado aqui. Esse também tenho vontade de vê, mais fico com um certo receio de ser parecido com o outro.
    Já vi alguns comentários a esse respeito.
    Mesmo assim, a escrita dela me agradou bastante e pretendo ler o livro.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. estou doida pra ler esse livro, Lucinda escreve muito, sou fã dela e esse com certeza é um sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Gosto de livros com mulheres fortes. Admiro mulheres assim. Adoro a capa desse livro. Ainda não li, mas quero ler.

    http://meuslivrosesonhos.blogspot.com.br/2013/03/blog-post.html
    *Estou seguindo! Ficarei feliz com uma visita ao meu blog!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Minha mãe leu o Casa das Orquídeas e adorou. Comprei esse segundo livro para ela. O estranho é que descobri que na verdade esse é o terceiro livro. Tem um livro no meio dos dois...
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.