Livro: Preces e mentiras                                     Autor:Sherri Wood Emmons                               Editora:Novo Conceito (parceira do blog)                                   Páginas:360                                                           Sinopse - "Quando Bethany, de 7 anos, conhece sua prima de 6 anos, Reana Mae, é o começo de uma relação desajeitada que salva ambas de uma solidão profunda. Todo verão, Bethany e sua família vão de Indianapolis para West Virginia’s Coal River Valley. Para a mãe de Bethany, essas viagens até lá a lembram de sua infância pobre e composta por minas de carvão, um lugar do qual ela desejou escapar. Mas seus amados familiares e a amizade de Bethany e Reana Mae continuavam trazendo lembranças. Mas conforme Bethany cresce, ela percebe que a vida nessa comunidade pequena e unida não é tão simples quanto pensava... que as cabanas na beira do rio, que guardam muito da história de sua família, também geram fofocas escandalosas... e aqueles mais próximos a ela guardam segredos inimagináveis. No meio das florestas densas e da beleza silenciosa do vale, esses segredos estão finalmente sendo revelados, com uma força suficientemente devastadora para acabar com vidas, fé, e a conexão que Bethany pensou que duraria para sempre".


Minha opinião - Primeiramente, tenho que confessar que não esperava um livro tão tenso e com tantas cenas de violência. Quando eu digo violência, não estou falando só da parte física, mas também da parte psicológica.
Vamos ao livro: A trama vai contar a história de duas primas que tem quase a mesma idade: Bethany e Rae Mae, duas crianças que além dos laços familiares não tem muito em comum – Bethany é inocente, na verdade durante todo o livro traz com ela um lado puro da vida, e Rae Mae, devido as circunstâncias da vida, teve que crescer muito cedo. Bethany tem a típica família americana: bons pais, três irmãs, uma boa condição econômica, uma família bem estruturada, pelo menos na superfície. Rae Mae por outro lado, têm pais que não deveriam ser pais, condições financeiras não muito boas e para algumas pessoas da cidade onde mora, uma garota de dar pena. O livro vai mostrar a vida das duas garotas em paralelo, intercalando com situações não diretamente relacionadas a elas. Enquanto que Bethany cresce confortavelmente, Rae Mae sofre para sobreviver, mas isso não impede que as duas troquem cartas, se comuniquem e passem juntas os verões. Um personagem que me marcou bastante foi uma das irmãs de Bethany, a Tracy, que desde o primeiro instante implica com Rae Mae e com o passar dos anos, suas atitudes se tornam insuportáveis. E mesmo assim, seus pais, principalmente o seu pai, finge não ver os problemas. O desfecho para a história de Tracy foi triste e ao mesmo tempo emocionante. Apesar de amar a pureza e inocência de Bethany, foi Rae Mae quem se destacou na história durante a leitura. Os percalços colocados em seu caminho, o modo com que ela foi precocemente amadurecendo, foi totalmente chocante. Eu chorei pela personagem, pela pureza que foi roubada dela. Ao ler sobre a Rae Mae mulher, eu sofri pela criança.
O livro é tenso, chocante, emocionante. Os temas abordados: violência, tanto física quanto psicológica, a dor, o perdão, o amor e a fé foram muito bem delineados pela autora. Ao terminar a leitura, precisei parar por um momento para absorver a intensidade da história. É o primeiro livro da autora que eu leio, e mesmo apesar da forte temática, me convenceu que eu devo ler os próximos.
Espero que tenham gostado da resenha.
Beijos
Carol







4 Comentários

  1. Sua resenha me fez ver que eu via esse livro de uma forma totalmente diferente.
    E confesso: essa outra visão me fez me interessar muito mais pelo livro.
    Eu gosto mais desse tipo de drama com violência psicológica, dor e amadurecimento. Não curto muito livros de dramas que os protagonistas ficam de mimimi o tempo todo, acho que a gente tem que crescer e arrumar um jeito de sair dos problemas (não sei nem se o livro tem isso, mas pela resenha imaginei assim).
    Se antes eu não dei muita atenção para o livro, agora estou super ansiosa para ler, tinha até me esquecido dele (quando o vi um tempo atrás)

    ResponderExcluir
  2. Um livro diferente que aborda a violência, a dor, o amor e o perdão. Bem interessante e ótima resenha!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha!
    Pois passou de forma clara sobre o que é o livro mas sem spoilers, e também passou o que você sentiu, já que parece ser um livro bem forte, com temática pesada - já pela capa dá para perceber isso.
    Espero muito um dia lê-lo, pois gosto de obras assim.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é incrível, um dos melhores lançados ano passado. Pena que a
    atenção sobre ele foi pouca e quase ninguem se interessou. A única coisa
    que eu não curti muito foi o final, mas isso não tira de forma alguma a
    intensidade da histór

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.