Sinopse - "Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são. “Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.” – Publishers Weekly A história que sua mãe conta é como nenhuma outra já ouvida por elas antes — uma história de amor cativante e misteriosa que dura mais de sessenta anos e parte da Leningrad congelada e devastada pela guerra até o Alasca, nos dias atuais. A obsessão de Nina por esconder a verdade as levará a uma inesperada jornada ao passado de sua mãe, onde descobrirão um segredo tão chocante, que abala a estrutura da família e muda quem elas acreditam ser".


Minha opinião - Esse livro foi uma leitura imprevisível. Achei que não iria gostar do livro, e fui surpreendida de tal modo, que terminei o livro com lágrimas nos olhos.
Meredith e Nina são criadas por um pai amoroso e uma mãe totalmente fria e indiferente. Os únicos momentos em que Anya se aproximava das filhas era na hora de contar histórias e mesmo assim mantinha um distanciamento emocional. Agora Meredith e Nina são adultas, e estranhas entre si, pois Meredith ficou em casa, formou família e cuida dos negócios do pai, e Nina passou a vida em meio a conflitos pelo mundo, como uma fotógrafa famosa. Quando o seu pai falece, as duas vão poder conhecer a verdadeira história da mãe.
O interessante desse livro é que ao avançarmos na leitura, vamos conhecendo o passado de Anya e todos os horrores e devastação que uma guerra é capaz de causar. A autora consegue extrair sentimentos contraditórios do leitor. Eu me emocionei, me irritei, chorei e gritei de frustração durante a leitura.
A escrita da autora é coerente, leve e ao mesmo tempo realista. Existem momentos em que me senti dentro do livro, desesperada para sair daquele caos que a guerra criou.
Foi impossível não me apaixonar pelo livro, que acabou se tornando um dos meus favoritos em 2013.
Em relação a revisão, diagramação e layout, a editora Novo Conceito está de parabéns pelo trabalho. A capa está totalmente relacionada com a trama, inclusive incluíram a borboleta. Uma capa simples e ao mesmo tempo emocionante.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol


2 Comentários

  1. Já ouvi falar do livro. Gostei dele e parabéns pela resenha, adorei!

    Abraços, Gustavo
    http://blogjovensleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carol.
    Outro dia encontrei esse livro num sebo e quase comprei. Tava baratinho... hehehe
    Mas eu li a sinopse e achei que não fosse gostar. Não sei porque, mas o livro não me encantou de maneira nenhuma! rs...
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.