Sinopse - "A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial".


Minha opinião -  Fantástico! É assim que eu classifico o livro. Eu havia lido o livro anterior publicado pela Novo Conceito (Viva para contar) e a D. D. Warren já havia me cativado. Nesse livro, eu simplesmente não consegui fechá-lo até chegar ao final da trama. Não só pelos já conhecidos personagens, como também pela personagem Tessa Leoni. A mulher é uma camaleoa. Em um momento da leitura ela é fria e calculista, no outro ela é dócil e depois é a vítima perfeita. Totalmente perfeito! Os capítulos alternam entre a vida pessoal da D. D. Warren, o acontecimento presente (o assassinato de Brian Darby) e o início da vida do casal: Tessa e Brian. 
D. D. começa o livro analisando o seu relacionamento com Alex, que ensina análise de cena de crimes. O relacionamento pode ser classificado como casual, até que novos eventos irão entrar na vida de D. D. 
Conforme a sinopse explica, a trama principal começa com Tessa cheia de hematomas e o corpo do seu marido próximo. 
Bian Darby é um marinheiro mercante, que embarcava por 60 dias por vez (60 dias trabalhando e 60 dias em casa). Tem 1.78m; 105 ou 110Kg, musculoso. Sua esposa: a trooper Leoni tem 1.60m e 60 Kg. Seria um caso de violência doméstica e Tessa apenas se defendeu? Se esse é o caso, onde está Sophie?


Alerta Âmbar para Sophie Leoni, de seis anos, cabelos castanhos, olhos azuis, com cerca de 1.15m de altura, pesando 23 quilos e com os dois dentes da frente de cima faltando.  (p.24)

D. D. terá que investigar esse caso com Bobby e ainda enfrentar o cordão azul realizado pelos colegas de Tessa. 


"Um ex-atirador de longa distância, Bobby ainda se movia com a economia de movimentos que vinha de passar longas horas completamente imóvel. Como a maioria dos atiradores, ele era um sujeito pequeno com uma constituição forte e rija que combinava com a expressão dura do rosto. Ninguém o descreveria como bonito, mas muitas mulheres o consideravam atraente. Fazia muito tempo, D. D. tinha sido uma dessas mulheres. Eles começaram como amantes, mas descobriram que funcionavam melhor como amigos. Depois, dois anos atrás Bobby conheceu e se casou com Annabelle Granger. D. D. não aceitara bem o casamento: o nascimento da filha deles foi como um segundo golpe". (p. 71)

Conforme D. D. e a sua equipe avançam nas investigações, vão descobrindo que existe algo muito mais sério acontecendo, e que Tessa é muito mais ardilosa do que parece. A equipe de apoio da D. D. é formada por Phil e Neil:


Seu primeiro colega de esquadrão, Phil, era o típico homem de família, casado com a namorada do Ensino Médio e criando quatro filhos. O outro colega de esquadrão, Neil, era um ruivo esguio que trabalhara como socorrista antes de entrar para o DPB. Ele tinha a tendência de cuidar das autópsias para a equipe, passava tanto tempo no morgue que estava namorando o legista, Ben Whitley". (p.85)
D. D. continua sarcástica e desconfiada de tudo e de todos. Um livro cheio de reviravoltas, tensão e mentiras. Uma trama policial muito bem desenvolvida. A principal questão do livro baseia-se em amor: "Quem você ama?" A resposta para essa pergunta pode levar D. D. a respostas que ela não imaginava encontrar.
Em relação a diagramação, revisão e layout a editora está de parabéns. A única coisa que me incomodou um pouco foi a tradução do título do livro, que perdeu um pouco da coerência com a trama.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol

4 Comentários

  1. Nossa Com tanto entusiasmo ... impossivel não querer ler esse livro.. hehehe Vou deixar na minha lista de leituras.

    Se puder, passa lá no meu novo blog e me segue?
    Beijoos
    Bell
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oieee!! Boa noite, eu tenho um blog e gostaria mto que vc me seguisse.Estou seguindo o seu!!!AMEI SEU BLOG e a postagem,parabéns!!
    meu blog é http://hopefullyy.blogspot.com.br/
    Aaaa e aproveito para comunicar que o livro ELAS SÃO GÊMEAS já está a venda na editora Baraúna,na Saraiva ,LIVRARIA DA TRAVESSA ,com uma promoção especial no site da editora.Aproveite!!!
    O link do livro no skoob tb caso tenha :
    http://www.skoob.com.br/livro/312875

    Obrigada pela atenção .bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, já ouvi muito falar desses livros, ótima resenha e agora fiquei mais curiosa ainda! mais um pra listinha de leitura rs
    Beijos, Silvia
    Hangover at 16 - hangoverat16.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Ganhei um exemplar de Viva Para Contar numa promoção e estou ansiosa para ler. Se gostar com certeza vou querer ler esse livro também!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.