Bom dia Leitores do Acordei! Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a autora Cristiane Broca e a sua obra "Cinco Anos".


Biografia - Cristiane Broca nasceu em 9 de junho de 1984 na cidade de Aparecida, interior de São Paulo. Apesar de seu amore pela literatura, manifestado desde a adolescência, formou-se em Tecnologia da Informação. Em 2009 iniciou Cinco Anos, seu primeiro romance, e desde então não parou mais de escrever. Participa do grupo Ases da Literatura e reside atualmente em Guaraginguetá - SP com o marido e o filho.

Oi Cristiane, tudo bem? Conte um pouquinho sobre você. Quem você é? O que faz? Quando foi que decidiu ser escritora?
Cristiane Broca – “Meu nome é Cristiane Diniz de Siqueira Broca. Eu nasci em Aparecida, interior de São Paulo, cidade onde se passa a maior parte da trama de Cinco Anos. Sempre desejei ser escritora, mas não persisti no sonho porque acreditava ser algo muito difícil e além da minha realidade. Formei-me em Tecnologia da Informação, e desde 2009, quando iniciei Cinco Anos e retomei esse sonho antigo, venho distribuindo meu tempo entre o trabalho na área de informática e a literatura. Comecei a escrever porque senti uma grande necessidade de fazê-lo, mas a princípio não pensava em publicar, só pensava em me divertir. Mas em algum ponto no caminho decidi que queria escrever profissionalmente. Estou muito feliz por ter tomado tal decisão”.

Quais são os seus autores favoritos?
Cristiane Broca – “Sidney Sheldon, David Nicholls, Nicholas Sparks, John Green, Sophie Kinsela, Rachel Gibson, Daniele Steel, Lycia Barros, Samanta Holtz, Adriana Brazil, Carina Rissi, Maud Epascolato, Robson Gundim, Mateus Atalaia, Vanessa Bosso. Também sou fã de vários autores do grupo Ases da Literatura que ainda não publicaram suas obras individuais, mas já mostraram seus talentos nas duas antologias publicadas”.

E os seus livros favoritos?
Cristiane Broca – “Um dia, Se houver amanhã, Trilogia Uma herança de amor, O pássaro, Final de Verão, A culpa é das estrelas, O segredo de Emma Corrigan, Sem clima para o amor, Procura-se um marido, Série Foi assim que eu te amei”.

Conte um pouco sobre o processo de publicação do seu livro. Fale-nos da sua experiência.
Cristiane Broca – “Registrei Cinco Anos na Biblioteca Nacional durante a Bienal de São Paulo, em 2012. Na época enviei o original para algumas editoras e alguns meses depois eu recebi algumas respostas. Avaliei minhas opções e decidi publicar pelo selo Ases da Literatura porque foi a opção que mais atingiu as minhas expectativas. Assim pude participar de todo o processo de preparação da obra desde a capa, até a escolha do tamanho do livro, cor das folhas, diagramação... E o mais importante, eu queria um livro que ficasse bonito e ao mesmo tempo tivesse um valor acessível no fim. Estou muito feliz com minha escolha, e os feedbacks têm sido muito positivos”.

Como você vê o mercado literário nacional atualmente?
Cristiane Broca – “O mercado literário nacional está crescendo rápido. Há pouco tempo era difícil vermos livros e autores nacionais em destaque. Hoje temos alguns autores consagrados, e vários que já são bem conhecidos. A literatura nacional está ganhando cada vez mais força, e mesmo algumas editoras mais fechadas já estão começando a abrir espaço para as obras criadas em território nacional. Ainda há muito a ser feito, mas chegaremos lá”.

Para um autor brasileiro, o que é mais difícil? Encontrar uma editora ou leitores? O que você acha dos leitores?
Cristiane Broca – “Os dois. É difícil encontrar editoras dispostas a investir em obras nacionais. As que abrem algum espaço, geralmente o fazem quando o autor já tem algum reconhecimento e popularidade, adquiridas por seu próprio esforço. No fundo, elas têm medo de perder dinheiro por conta do grande preconceito que ainda existe em torno de obras nacionais. É aí que entram os leitores. Muitos estão enraizados naquele pensamento antiquado e errôneo de que tudo que existe no Brasil não presta. Os que têm se arriscado a conhecer estas obras tem se surpreendido de forma positiva. E quem ajuda muito nessa questão são os blogs literários que apostam em nacionais e estão sempre motivando os leitores a lerem boas obras, independente da nacionalidade das mesmas”.

Você tem alguma dica ou conselho para aqueles que querem publicar os seus livros?
Cristiane Broca – “Saibam identificar qual o seu público leitor e as editoras que publicam o seu tipo de livro. Depois, invistam. Invistam tempo, energia e dinheiro para tornar suas obras boas para serem publicadas. E quem tiver pouco dinheiro para investir, dobre em energia. Porque no começo tudo é mais difícil. Vocês precisarão se dedicar para serem lidos, e assim, indicados para outros leitores. Corram atrás e saibam avaliar o que é melhor para vocês e suas obras. Por último e o mais importante: tenham paciência. Não será do dia para a noite que vocês chegarão ao topo. Todos os grandes escritores começaram por baixo e foram evoluindo aos poucos. Acho que é isso. Boa sorte a todos!!!”

Quando começou essa paixão pela literatura? Você tem alguma mania que sempre faz quando está escrevendo?
Cristiane Broca – “Foi no início da adolescência. Escrevi algumas histórias de aventura e romance em cadernos, e aos 15 anos comecei a escrever crônicas de amor. Escrever sempre foi meio que uma necessidade para mim. Mas ao invés de diários, eu preferia criar coisas novas baseadas nos sentimentos tão comuns e intensos dessa fase da vida. Eu tenho várias manias. Acho que a pior delas é reescrever demais. Não tenho muita paciência para ficar arrumando trechos que não estão me agradando, então, muitas vezes, reescrevo um capítulo todo ao invés de arrumá-lo. Sou viciada em revisão. Também gosto de escrever com música, especialmente em alguns trechos da história, mas na maior parte das vezes prefiro escrever em silêncio absoluto, pois me distraio com facilidade”.

Fale um pouco sobre o “Ases da Literatura”.
Cristiane Broca – “O “Ases da Literatura” foi um projeto criado pela escritora Lycia Barros. Tínhamos um grupo de alunos e estávamos sempre trocando figurinhas, ajudando uns aos outros. Foi quando ela teve a ideia de fazer uma antologia de contos e criou o selo Ases da Literatura. Foi muito bom, lançamos a antologia O último dia antes do fim do mundo e tivemos nosso primeiro momento como autores. Também aprendemos muito sobre mercado literário e fizemos amizades. O selo já lançou uma segunda antologia, Amores Impossíveis, e agora está lançando também obras solo. Começou com Cinco Anos, mas já tem algumas obras no forno”.

O que os leitores podem esperar em “Cinco Anos”?
Cristiane Broca – “Eles podem esperar uma história cheia de amor e emoção, temperada com generosas pitadas de humor e personagens tão reais, com suas qualidades, defeitos e medos, que é impossível não se apaixonar por eles. Acredito que eles podem esperar por uma história que não servirá apenas para entretê-los, mas que trará algumas reflexões positivas para suas vidas”.

Qual foi sua inspiração para compor a Ângela e o Marcos?
Cristiane Broca – “Quando fui compor a Ângela, queria que ela fosse alguém como eu, de cidade pequena, que enfrentasse dificuldades e tivesse muita riqueza emocional. Assim como ela, eu perdi minha mãe na adolescência e sei o peso que isso traz para uma jovem em formação. Então quando criei o universo dela, sabia exatamente como ela se sentia. Eu também perdi o meu pai muito cedo, aos 10 anos, e apesar do pouco tempo que tivemos de convivência, éramos muito apegados um com o outro. Assim, quando decidi que a Ângela teria um pai que seria o seu companheiro, peguei parte desse amor guardado em mim e transportei para a realidade deles. E o resultado ficou excelente, porque o amor dos dois é como uma rocha sólida e impenetrável. Também peguei alguns defeitos meus, como a desorganização, e qualidades de amigas minhas que cuidam da família com amor e dedicação, e tudo isso virou a Ângela, uma menina linda que cativa a todos. Quanto ao Marcos, posso dizer que ele já veio pronto. Eu tive um sonho com esse casal e no sonho ele já era assim: charmoso, seguro de si, aparentemente despreocupado e, é claro, solteiro convicto. Mas inseri nele uma profundidade que você não vê num primeiro momento. No fundo, ele é um cara legal. Agora, se ele será legal com ela, só lendo para saber rs”.

O que o futuro reserva para Cristiane Broca? Já existe um novo projeto em andamento? Você pode falar um pouco dele?
Cristiane Broca – “Eu costumo brincar que o meu livro trata da pergunta: Onde você se imagina daqui a cinco anos? E há cinco anos eu nem sonhava que estaria realizando o grande sonho de me tornar uma escritora profissional. Agora só posso esperar que os próximos cinco anos, e os posteriores, sejam de muito trabalho, alegrias e sucesso, com obras que emocionem os leitores. Atualmente estou trabalhando em meu segundo romance. Assim como Cinco Anos, será uma história de amor repleta de bloqueios, com uma passagem de tempo e o amadurecimento dos personagens. Estou preparando uma bela surpresa para este romance e espero que todos gostem!”

Bate – Rebate
Um livro: "Um dia".
Um sonho: "Ser consagrada como autora de romances".
Um autor: "Sidney Sheldon".
Deus: "O centro de tudo".
Família: "O alicerce mais importante".
Amigos: "Irmãos do coração".
Escrever: "Faz parte de mim".
Sonhar: "É imprescindível, mas lutar pelos sonhos é ainda melhor".

Cristiane, muito obrigada por nos conceder a entrevista. Você gostaria de deixar uma mensagem para os leitores do blog Acordei com Vontade de Ler?
Cristiane Broca – “Foi uma alegria imensa fazer parceria com este blog. Só tenho a agradecer a Carolina Durães e a Ká Guimarães por este espaço. Para os leitores deixo uma frase que gosto muito: “Nunca deixe o medo de errar impedir que você jogue”. (É do filme A nova Cinderela, e tem tudo a ver comigo e com o que estou fazendo, me lançando na literatura) Peço para os leitores que se lancem também, que apoiem a literatura nacional e aproveitem a alegria de estar em contato com os autores com a facilidade que você não encontra em outro lugar. Eu mesma adoro quando leio um nacional de que gosto e vou correndo falar com o autor. Um beijão a todos!!!!”

Para os leitores que ainda não leram a resenha: Clique aqui

Para saber mais sobre a escritora: Clique aqui

Aguardo comentários.
Beijos
Carol

4 Comentários

  1. Adorei a entrevista. Mostra uma escritora focada e inteligente. Parabéns a Cristiane Broca pela obra linda, e vou garantir o meu na bienal. Fiquei muito emocionada por ter mencionado meu nome na entrevista. Parabéns também à Carolina pelas perguntas e pela parceria. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Conheci a Cristiane quando estávamos embarcando nos Ases da Literatura, e foi um encontro inesquecível, pois pude conhecer sua obra que ainda estava em fase, e da mesma maneira trocamos muitas dicas e aprendemos muito também. Hoje, vê-la finalmente no mercado, me enche de felicidades, e tenho certeza que a Cris irá muito longe! Parabéns pela entrevista, e também a Carolina por tamanha dedicação! =D

    ResponderExcluir
  3. Foi maravilhoso poder responder as perguntas enviadas pela Carol. A entrevista ficou linda e eu agradeço muito ao blog pela parceria!
    Beijão meninas!!!

    ResponderExcluir
  4. A entrevista ficou muito boa, parabéns a Cristiane pelo sucesso que está sendo Cinco Anos, o livro é o retrato fiel da pessoa maravilhosa que ela é. Ela é uma escritora que ainda vai conquistar o coração de diversos leitores em nosso país e fora dele.

    E parabéns ao blog Acordei com Vontade de Ler pela valorização da literatura nacional. É bom ver que temos companheiros nessa luta pela conquista de um espaço maior na estante dos leitores nacionais.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.