Sinopse - "Por décadas, Clive Cussler vem deleitando leitores com romances repletos de suspense, ação e pura audácia. Agora, ele faz isso novamente, em um dos mais loucos e estimulantes thrillers de época dos últimos anos. O governo norte-americano contrata a renomada Agência de Detetives Van Dorn e seu agente igualmente renomado, Isaac Bell, para capturar um lendário ladrão de bancos conhecido como Assaltante Açougueiro. Este assassinara homens, mulheres e crianças, sem deixar nenhuma pista nem testemunhas. O detetive Bell lidera a busca e finalmente descobre a verdadeira identidade do Assaltante Açougueiro. E nesse momento inicia-se a verdadeira caçada. Com um enredo intrincado, dois vilões extraordinários e a assinatura de Cussler em reviravoltas surpreendentes, A Caçada é o trabalho de um mestre no auge de seu talento".


Minha opinião - O livro é muito bom! A narrativa do autor é envolvente e a trama é muito bem delineada, de modo que o leitor não consegue abandonar a leitura até chegar ao desfecho da história.
O livro começa em Montana, no ano de 1950, onde uma barcaça recupera a até então naufragada locomotiva a vapor número 3025, construída pela Fábrica de Locomotivas Baldwin da Filadélfia, Pensilvânia.  Dentro dela três corpos perdidos pelo tempo e uma história fantástica...
A verdadeira história tem início em 1906, com um temível bandido a solta. O assaltante açougueiro é um bandido altamente sofisticado, com planos perfeitamente executados. Sem deixar rastros. Sem cometer erros. Sem deixar testemunhas. Em cada cidade assaltada, mais vítimas são feitas, mas não se tem pistas de sua identidade. Apesar de ter matado mais de 38 pessoas, entre homens, mulheres e crianças,  o assaltante açougueiro não sentia nenhum remorso.
Os crimes ocorrem em diversos locais: desde Placerville, Califórnia, no oeste até Terlíngua, Texas, no leste. De Bisbee, Arizona, no sul, até Bozeman, Montana, no norte. 
O Coronel Henry Danzler, diretor do Departamento de Investigação Criminal do governo dos Estados Unidos entra em contato com Joseph Van Dorn, dono da agência de Detetives Van Dorn para pedir ajuda para descobrir a identidade desse assassino. Van Dorn indica o seu melhor investigador para a tarefa, Isaac Bell,  um homem de olhos azuis com toques de violeta muito perspicaz. Com a ajuda de mais dois investigadores da agência, Curtis e Irvine, Issac Bell começará uma caçada implacável atrás do criminoso.
Um detalhe interessante nesse livro foi a classificação do criminoso como sociopata (levando em conta que a trama acontece em 1906).
Com personagens envolventes e uma escrita apaixonante, Clive Clussler conquista os leitores do gênero com uma trama repleta de ação, mistério e romance.
Em relação a revisão, diagramação e layout a editora está de parabéns. A capa combina com os demais livros da série já publicados pela Novo Conceito e dão um ar de filme antigo de espião.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol.

2 Comentários

  1. Que capa linda, está ai uma história que me prenderia fácil, fácil, já fiquei louca de vontade de ler, meu gênero favorito, adorei sua resenha!



    Estandy Books - A Estante Da Andy

    ResponderExcluir
  2. Eu já li esse livro, lembro que adorei, as histórias policiais são sempre incríveis!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.