ESSA RESENHA É RECOMENDADA PARA MAIORES DE 18 ANOS.
Sinopse - "A decisão de Cláudia em não amar de novo está prestes a ser posta à prova quando seu destino cruza por acaso com o do belo desconhecido... Uma primeira visão no rio, como antecipação de um mundo de sensações e descobrimentos. Do meio da tempestade surge aquele homem, a quem Cláudia decide chamar de Paul, e que mudará sua vida, abrindo novas portas para a sensibilidade, as relações, o sexo e as surpresas que a vida esconde até que a verdade se mostre. Buscar sua verdadeira identidade é ao mesmo tempo algo que se impõe e que a deixa insegura. Ela teme que, descoberto o segredo daquele jovem, a aventura prazerosa se desmanche no ar, como uma bolha de sabão numa tarde de verão. Entre novas aventuras e possibilidades, esse romance mudará a sua visão sobre o amor e o sexo. O desconhecido chegou para romper todos os tabus".


Minha opinião -  "O desconhecido" escrito pela autora Portia da Costa e publicado no Brasil pela editora Planeta tem como protagonista Cláudia, uma mulher que com 42 anos encontra-se viúva há 08 meses e mora em um casarão em Oxfordshire, que fica à 90km de Londres. Seu falecido marido, Gerald, a deixou financeiramente despreocupada e com isso ela passa os dias passeando pela sua propriedade, até que um dia, ela encontra um homem tomando banho na lagoa de sua propriedade.
"Sentado em uma pedra, onde muitas vezes ela mesmo se sentara para balançar os pés na lagoa, estava um homem nu, balançando os pés na água. Alto e parecendo jovem , tinha cabelo castanho comprimido e encaracolado, e estava olhando atentamente para baixo, para a área tranquila da água em torno de seus tornozelos". (p. 10)
Esse homem, alega estar com amnésia e Cláudia permite que fique em sua casa. A partir daí, o livro é repleto de cenas e jogos sexuais.
Apesar da literatura hot estar ganhando cada vez mais fãs, o livro "O desconhecido" deixa a desejar. A trama é cheia de potencial, onde a autora poderia desenvolver diversas subtramas, como a história do desconhecido, seu passado, a história dos dois sócios do falecido marido de Cláudia, Richard e Tristan Van Dissel, o casamento de Melody e até mesmo o casamento de Cláudia (já que autora deixa no ar sobre algumas preferências de Gerald), mas nada disso foi destacado. O livro baseia-se 90% em devaneios sexuais de Cláudia com o desconhecido e com todos que cruzam seu caminho após tê-lo conhecido, inclusive sua amiga de longa data Melody e Beatrice Quine.
"Melody Treubridge era um amiga que, com extrema bondade, tinha arrancado Cláudia dos primeiros momentos de sua viuvez precoce e agora estava tentando persuadi-la a reencontrar as alegrias da vida". (p. 52)
Em termos de enredo o livro é praticamente nulo. São descrições e descrições de fantasias sexuais, cenas de sexo e situações que beiram a coerção (vide cena de Cláudia e Tristan).
A editora realizou um ótimo trabalho em relação a revisão, diagramação e layout e a capa é totalmente sexy sem ser vulgar. Apesar de todos esforços, o fundamental de um bom livro, que é ter uma trama bem desenvolvida, não aconteceu.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol 


2 Comentários

  1. Oiiiiiiiiiii
    eu achei super sexy a capa!
    Poxa, então a autora errou na mão e n desenvolveu legal a história né?!

    Bjooooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uma pena o enredo ser tão raso assim :( Fiquei curiosa com o fato da protagonista beirar os 45 anos, eu quase não leio livros com protagonistas nessa faixa etária. Quem sabe mais a frente eu leia ele.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.