Sinopse - "Se eu te contasse que existe um clube secreto, cujos membros pertencem à classe mais poderosa da sociedade – banqueiros, milionários, magnatas da mídia, CEO’s, advogados, autoridades, traficantes de armas, militares condecorados, políticos, oficiais do governo e até mesmo o alto clero da Igreja Católica –, você acreditaria? Este clube se reúne sem regularidade, em um local secreto. Às vezes em locais distantes e às vezes escondidos. Mas jamais duas vezes no mesmo lugar. Normalmente, nem mesmo duas vezes no mesmo fuso horário. E esses encontros, essas pessoas... não vamos enrolar, vamos chamá-las do que são, os Mestres do Universo. Ou o Braço Executivo do Sistema Solar. Então, essas pessoas, os Executivos, usam os encontros como uma válvula de escape do cansativo e estressante negócio de estragar ainda mais o mundo e criar novas maneiras sádicas e diabólicas de torturar, escravizar e empobrecer a população. E o que eles fazem em seu tempo livre, quando querem relaxar? Deveria ser óbvio. Eles fazem sexo".
RESENHA COM CONTEÚDO RECOMENDADO PARA MAIORES DE 18 ANOS.

Minha opinião - Com uma sinopse que promete uma trama sensual e misteriosa e uma publicidade maciça, "Juliette Society" é um livro que deixa a desejar. A protagonista Catherine, uma estudante de cinema, pensa exclusivamente em sexo. Durante a aula, está pensando em sexo e fantasiando com o professor, assistindo a um filme tem devaneios sexuais, em casa fica o tempo todo sexualizando tudo, o que deixa o livro sem conteúdo. A famosa sociedade secreta é citada durante o livro uma e outra vez, mas não é o foco principal. 
O namorado de Catherine, Jack tem um papel banal. A namorada fica oferecendo sexo o tempo todo e ele só quer saber de estudar e trabalhar, e quando chega em casa dormir.
"Jack, meu namorado, trabalha em seu comitê de campanha. Além de estudar Economia. Ou seja: não sobra muito tempo para ficarmos juntos e assim que o dia termina, ele está tão cansado que adormece no sofá logo que tira os sapatos. Pela manhã ele já está de pé de novo para ir à aula e normalmente não sobra tempo nem para uma rapidinha". (p.13)
Se existe aquele ditado popular "quem não dá assistência, abre concorrência" Jack é o perfeito exemplo. Sentindo-se frustrada, Catherine conhece sua colega de sala Anna, que mostra a ela todo um "novo mundo" e é nesse instante que a garota realmente enlouquece (como se não tivesse maluca por sexo antes).
"A Juliette Society é um grupo de pessoas unidas por uma ideia, uma filosofia compartilhada, todas dedicadas à busca pelo prazer sublime. Nós temos interesses comunitários, objetivos em comuns e meios ilimitados". (p.219)

Nem mesmo as discussões sobre os clássicos do cinema salvam o livro.
Em relação a revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa sem dúvida chama a atenção.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol

3 Comentários

  1. Oi, Carol.
    Realmente o livro deixou a desejar!
    Fiquei esperando muito mais do tal grupo secreto e tudo o que vi foram os devaneios de uma garota meio sem noção! Não curti mesmo!
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila, tudo bem?
    Pois é, concordo totalmente com você. Eu terminei o livro decepcionada com a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Concordo que o livro tb deixou a desejar. Tambem fiz uma resenha no meu blog. Se quiser ler: http://sublimando77.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.