cover_d083d466-b2af-4f78-84ff-8d71fcddc134
Sinopse: A ambiciosa policial Heather Kennedy está em seu trabalho mais difícil: seus métodos de investigação são criticados e ela está sendo assediada por colegas rancorosos porque não lhes dá atenção. Até que lhe é atribuída o que parece ser uma investigação de rotina, sobre a morte acidental de um professor da Faculdade Prince Regent, mas a autópsia deste caso volta com algumas descobertas incomuns: o inquérito vincula a morte deste professor às de outros historiadores que trabalharam juntos em um obscuro projeto sobre um manuscrito do início da Era Cristã. Em seu escritório, Kennedy segue com sua investigação e logo se preocupa com o rumo para onde está sendo levada. Mas ela não está sozinha em sua apreensão. O ex-mercenário Leo Tillman — seu futuro parceiro — também tem angustiantes informações sobre estes crimes. E sobre a misteriosa organização mundial a que os crimes se relacionam… Escondido entre os pergaminhos do Mar Morto, um códice mortal pretende desvendar os segredos que envolvem a morte de Jesus Cristo. Entre um terrível acidente de avião no deserto americano, um brutal assassinato na Universidade de Londres e uma cidade-fantasma no México, Manuscritos do Mar Morto é o mais emocionante thriller desde O código Da Vinci.

Sobre o livro

Título Original: The Dead Sea Deception Autor: Adam Blake Páginas: 480 Editora: Novo Conceito Ano de Lançamento: 2013

Minha resenha

Vou confessar que não gostei desse livro pessoal, acho que temos que ser sinceros né? Então estou sendo sincera aqui, e espero que me entendam.

O livro em vários momentos me deixou confusa, não conseguiu me prender de maneira alguma, quando eu focava uma coisa eu me perdia em outra, então não achei uma leitura produtiva.

No livro conhecemos a policial Heather Kennedy, ela está investigando a morte do professor universitário Barlow, e acaba descobrindo que o professor tentava traduzir um código de um livro antigo com passagens da bíblia. Nesses textos eles acreditam que Judas não traiu Jesus. Para quem gostou de Código da Vinci pode ser um livro atrativo. A policial consegue chegar em uma testemunha, que ajudou o tal professor a desvendar o código, mas não fica por ai. Os tais seguidores de Judas não querem  que ninguém atrapalhe seus caminhos, e quem entrar na frente vão ser assassinados.

Como eu não gostei muito, e não tive uma leitura agradável assim dizendo, não posso contar muitos detalhes do livro. O que eu achei que o autor não soube mostrar bem os fatos, achei os personagens estranhos e a escrita do autor fria, sem um foco. Bem é isso gente, o autor não conseguiu prender a minha atenção.

 Se alguém leu o livro e gostou, fale pra gente, os comentários está aberto para isso.
Beijos

Ká Guimarães 

2 Comentários

  1. O importante é a sinceridade. Nem sempre as histórias nos conquistam e acredito que ponto de vista é muito pessoal, então sem dúvida muitos podem gostar. Bjs, Isabela.

    ResponderExcluir
  2. Amo livros policiais e de suspense, mas devo reconhecer que só são bons se te prende, caso contrário deve-se largar a leitura imediatamente porque tudo fica muito maçante. No entanto, li algumas resenhas positivas sobre ele. Se houver oportunidade, lerei para tirar minhas próprias conclusões.

    http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.