Após um grave acidente, Elle sofre um trauma cerebral irreversível, mas em seu ventre cresce uma vida. Apesar da fragilidade da situação, há uma possibilidade de ela dar à luz o tão aguardado filho. No entanto, com a mesma força com que desejou um filho, Elle se opunha a manter uma vida artificialmente. Se ela pudesse decidir, o que falaria mais alto? Escrito com sensibilidade e compaixão, Um pedido às estrelas é uma emocionante história que levanta profundas reflexões sobre vida e morte, fé e ciência, e ilumina o poder do amor para ferir... e curar.




Edição: 1
Editora: Benvirá
ISBN: 9788582400586
Ano: 2013
Páginas: 320
Tradutor: Sulamita Pen



Com uma capa linda Priscille Sibley já me ganhou antes mesmo de eu ler a sinopse, e ao ler a mesma pensei: “preciso desse livro"! 
Pois é.. Foi amor à primeira vista e assim que o mesmo chegou em minha casa comecei a ler e não consegui mais parar até que a última página tivesse sido virada!

Uma história que envolve sentimentos contraditórios, perdas, dúvidas, medo, raiva, amor e uma esperança que alcança o leitor fazendo com que nos conectemos a toda dor e angustia vivenciada por Matt. 
Ele vive um casamento confortável ao lado de sua adorável Elle, mesmo com as muitas lutas que enfrentam para ter um filho, eles se amam e sabem que aconteça o que acontecer sempre estarão juntos para apoiar um ao outro. Porém o mundo de Matt é completamente destroçado quando sua esposa dá entrada no hospital onde trabalha com um trauma irreversível transformando sua Elle em um ser inanimado, sendo detectada a morte cerebral. 
Quando Elle ainda era muito jovem, sua mãe sofreu  muito vivendo com ajuda de aparelhos. Elle amadureceu rápido demais, pois com um pai alcoólatra e um irmão caçula, teve que assumir as responsabilidade de um lar e também lhe dar com a doença de sua mãe, as descobertas de uma adolescente com seu primeiro amor e todo o trauma que essa situação lhe causou. Com isso, a única certeza de Elle é que jamais quer viver desta forma e com isso ela deixa claro para todos ao seu redor seu desejo de que ao ser detectado que ela não poderá se recuperar que a deixem partir. 
Matt está pronto para cumprir com o desejo de Elle mesmo que isso o parte em mil pedaços, até que descobrem que Elle está grávida e que mesmo após a cirurgia de emergência a qual é acometida o bebê ainda vive em seu ventre! Isso traz a Matt, uma série de questionamentos que lhe perturba e lhe tira a paz.. uma coisa ele sabe, não poderá deixar Elle partir.. Não ainda! Porém sua mãe foi designada por Elle como a responsável por tomar decisões em casos como esse, e querendo respeitar o desejo de Elle a mãe de Matt, trava uma luta contra ele. Ambos vão para a justiça e nisso a família se divide em opiniões diversas.. Só o que Matt tem é esperança de que seu filho (a) nasça e seja um pedacinho de Elle. 
No início ele não tem certeza de porque quer isso, e seus questionamentos são vários ao longo da história..  

Há esperança para Elle ou para seu filho?
Poderá um milagre lhe dar tudo aquilo que ele precisa?

Um pedido às estrelas é uma história de amor, vida, morte e principalmente de esperança e fé!



Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.