Sinopse - Liz Valchar sempre teve tudo o que poderia desejar. Dinheiro, beleza, um namorado perfeito e, agora, uma festa de aniversário no iate particular, na companhia de seus cinco melhores amigos. Mas quando ela acorda no dia seguinte, percebe algo errado. Boiando na água, bem ali, entre o barco e o cais, está o corpo de uma adolescente. Ao observar melhor, Liz percebe, horrorizada, que aquele é o seu corpo. E que ela está morta. A única companhia dela é Alex, um menino que morreu um ano antes em um acidente de carro. Juntos, tentarão solucionar o mistério da morte dela, reconstruindo seus últimos dias de vida.
Minha resenha

Bem pessoal ter altas expectativas para ler um livro é bem ruim, foi isso que aconteceu comigo com Limiar. Quando vi a capa desse livro pela primeira vez me apaixonei e disse: PRECISO DESSE LIVRO. Bem eu gostei de Limiar, mais não tanto como gostaria.

Vamos ao que interessa. O livro conta a historia de Elizabeth Valchar, uma menina rica, mimada, linda, que namora o cara mais lindo da escola e para completar ele é completamente apaixonado por ela. Até esse ponto tudo bem né? O legal do livro é que os dois se conhecem desde bebes e começam a namorar quando estão na sétima série, posso dizer que o amor dos dois é lindo, eles são bem amigos mesmo e amantes.

Richie e eu estamos juntos há tanto tempo que quase não precisamos dizer nada um para o outro. Eu adorava ficar sozinha com ele, adorava o profundo e confortável silêncio entre nós que foi construído com tantos anos de conversa, de aprendizado de como ler as nuances na expressão do outro, em nossa linguagem corporal, em nossa respiração. Pg. 232

Só que ao completar 18 anos, Liz da uma festa em seu barco, só para os seus melhores amigos, e no meio da noite ela ouve alguma coisa batendo no casco do barco e quando vai investigar o que é vê seu corpo flutuando ao lado dele.

Achei o inicio da história ótima, bem explicada sabe, mas... sim sempre tem esse bendito mas... faltou alguma coisa. Liz não consegue se lembrar do que aconteceu com ela, e confesso que em alguns momentos eu achei ela irritante demais.

A sua sorte é que Alex, o fantasma de garoto que morreu a algum tem a ajuda, pois se não fosse por ele esse livro se tornaria chato demais. Alex ajuda Liz a recuperar sua memoria que está faltando, ela vai descobrir que o grupo com quem andava não era tão legais, e vai saber qual é o motivo de andar tão estranha alguns meses antes de sua morte.

"No primeiro dia depois que morri, tive que me concentrar muito para me levar a uma lembrança. E, quando estava assistindo a uma delas, ela parecia muito distanciada da minha consciência no presente". (p. 65)

Achei o livro bom em vários aspectos, por ser narrado em primeira pessoa por Liz da para entender bem onde a autora quer chegar, o problema são os Flashbacks que em alguns momentos me atrapalharam. O que me fez ir até o final do livro foi por que eu queria saber qual era a verdade escondida por trás da morte de Liz.

"Desde a minha morte, as pessoas comentam com frequência sobre o que ia querer para elas. Muitas dessas vezes se enganaram. ... Tudo o que eu quero é que vivam. Que sigam em frente com a compreensão de que cada momento é precioso, cada dia é uma benção. Que vejam a vida pelo que ela realmente é: uma série de possibilidades infinitas, não só de grandes sofrimentos, mas também de grandes alegrias". (p. 388)

Achei legal a autora usar um tema digamos que Tabu, pois quer ou não a ANOREXIA, ainda é um Tabu em nosso mundo. Os personagens são ótimos, a autora descreve cada um muito bem, gostei disso.

Para quem quer ler um livro leve, sem muito suspense, sobre fantasma eu recomendo muito Limiar. Espero que gostem da minha resenha.

Beijos

Ká Guimarães

7 Comentários

  1. Não conhecia o livro mais como tudo que a Galera Record lança me chama a atenção peguei a sinopse para ler e fiquei curiosa com o livro... Pela sua resenha a história traz algo sobrenatural mais ao mesmo tempo aborda temas bem reais...Acho que vale muito a pena a leitura.

    ResponderExcluir
  2. Achei que era mais um livro de fantasia e nem dei muito por ele... Mas enganei! Sua resenha me monstrou o que eu precisava saber: uma trama bem contada, com surpresas e que vai me deixar grudada até o final! Adoro quando as personagens são desnudadas aos poucos e ficamos refletindo sobre a natureza humana.

    ResponderExcluir
  3. Sabe que essa capa me deixa meio agoniada, com uma sensação de "não posso respirar", mas não fazia ideia que a trama girava em torno de fantasmas. Gostei muito porque esse enredo, com almas que têm pendências ou assuntos mal resolvidos, sempre dão boas histórias. Com certeza, um livro que já está na minha lista de prioridades.

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha só me fez querer ler mais , eu já queria ler a bom tempo. Adoro esse tipo de fantasia com vida pós morte e tudo mais, acho fantástico quem escreve isso e consegue passar de forma fantástica. Adorei sua resenha, sem dúvida ele ficou mais que confirmando para minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Acho que acabou rolando um spoiler ou não? Não li o livro, mas senti que o tabu chamado anorexia é uma revelação surpresa sobre como ela morreu.
    Bom, gosto de livros assim que tem um mistério envolvendo morte, mas não gosto de histórias com muitos flashbacks - me cansam!

    ResponderExcluir
  6. Confesso que essa capa me causa agonia. Não sou muito fã de capas em que tem alguém imerso na água. Fora isso, achei a trama bem interessante, principalmente por esse suspense sobre a morte da personagem que narra a trama. Se tiver oportunidade, lerei.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Parece bom esse negócio de descobrir como morreu, fiquei bem curiosa com sua resenha, ainda não sabia muito pouco sobre o livro e além de ser um suspense que adoro é bem leve.Amei o cote é uma coisa que todo mundo queria poder fazer né controlar um pouco as pessoas que amamos.
    Gostei muito dos cotes.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.