Sinopse - "Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles. Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições. Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, frequentando aulas diferentes de tudo o que já viu. Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la. O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam..."


Minha opinião -  "Golfinhos e Tubarões o outro mundo" tem como protagonista Vic, uma jovem que não tem memórias do seu passado e foi adotada por um casal bem sucedido. Sua vida seria considerada normal até que em um determinado momento de sua adolescência, algumas mudanças começam a acontecer e ela não consegue ter controle sobre elas. A partir daí, Vic irá entrar em um mundo totalmente novo.... A premissa do livro é muito boa e a escritora nacional Tais Cortez cumpre o prometido.
"Segundo meus pais adotivos, Ana e Greg, o orfanato do qual fui tirada os informou que meus pais biológicos haviam morrido de uma doença misteriosa quando eu tinha cinco anos. Apesar da idade, não me lembrava de nada a respeito deles. Suas vozes, feições ou mesmo seus nomes. Nossos momentos juntos eram uma lacuna em branco na minha memória". (p. 09)
Vic será encaminhada a uma escola especial, onde irá aprender a desenvolver e controlar suas habilidades. Cada jovem na escola possui uma habilidade diferente, sendo herdada pelos pais ou desenvolvida de modo espontâneo. Foi esse ponto da trama que deixou um pouco a desejar, pois não houve muitas explicações sobre as habilidades e a sua origem, assim como a explicação para diversos dons diferentes. Além das pessoas com habilidades especiais, temos também vampiros na trama. 
"Olhei fixamente a construção próxima a mim. Era um enorme castelo, como sempre imaginei que fossem os dos contos que lia quando pequena. Havia um extenso gramado ao redor da enorme construção de pedra escura. O castelo era comprido e levemente arredondado. Cinco torres o compunham, as duas da extremidade tinham formato triangular no topo e as outras eram planas. Havia inúmeras janelas e eu me perguntei quantas pessoas viviam ali". (p. 19)
O livro é narrado através da perspectiva da protagonista, que desde o início se encanta com os colegas de classe.Os jovens apresentados na trama possuem personalidades fortes e carismáticas, assim como os professores que parecem ser um pouco excêntricos. É difícil para o leitor não se apaixonar por Aprendum e torcer para que um dia desses seja convocado, mesmo que isso implique voar em um avião tão pequeno e com um piloto meio maluquinho como o Heitor.Alex começa o livro sendo bem misterioso, distante mas totalmente preocupado com Vic. Sua história é explicada e demonstra ao leitor que o amor verdadeiro não tem o tempo como barreira.
Em Aprendum Vic ainda aprenderá o valor da verdadeira família e que nem sempre família é aquela com quem dividimos laços sanguíneos. Penélope, Ben, Ana, Verônica, Thiago, Jasper, Alice, Pedro e Marcos, além dos professores, irão cuidar dela e um dos outros. Nem sempre serão personagens que tomam decisões das mais corretas, mas no final, percebe-se que são essencialmente bons (vocês devem ter percebido os nomes né?). E é disso que trata a trama: o que torna você bom ou ruim?Foi impossível não perceber o amor da escritora pelos X-men, assim como pela saga Crepúsculo e por Hogwarts, a trama tem um ar que mistura os três elementos: jovens com habilidades, um amor cheio de obstáculos e uma escola mágica.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um ótimo trabalho. A capa é simples mas chama muito a atenção.
"Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos". (p. 31)

Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol


6 Comentários

  1. Gostei muito da resenha! não conhecia o livro mas gostei do enredo, fiquei curiosa
    um abraço!
    Pandora
    http://pansmind.blogspot.com.br
    www.punkystore.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela resenha, Carol!
    Fico feliz q tenha gostado!
    Obrigada por td e sucesso ao blog!
    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Tinha visto esse livro pelo Skoob. A proposta parece interessante, o título é bastante curioso e a princípio não me parecia ter relação com vampiros, rsrs...
    Infelizmente já estou lotado de leituras futuras, mas quem sabe. Vou anotar na listinha que já está com alguns metros....

    ResponderExcluir
  4. A julgar pela resenha, gostei bastante desse livro; pois, tem elementos diversos que combinados ficam ótimos, e com boas influências.
    Só não gostei da capa e do título.

    ResponderExcluir
  5. Conforme fui lendo a resenha, comecei a fazer uns links, mas quando li a parte que você falou do amor por "X-Men", "Crepúsculo" e "Harry Potter", tive a certeza. Gosto bastante de "X-Men" e "Harry Potter", mas "Crepúsculo" não me agrada em nada. Quem sabe lerei algum dia, né?!?!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Eu já tenho vontade de ler, ainda com essa resenha... ainnnn que tentação Carol! <3

    Beijos, Mari Scotti

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.