Sinopse - "Juliana achou que suas férias em João Pessoa renderiam apenas fotos e boas lembranças, mas não foi assim que as coisas se desenrolaram. Uma gravidez inesperada alterou toda a sua vida e, para se comunicar com o pai do bebê, as cartas foram a melhor escolha. Um livro emocionante e envolvente, sobre amores e a formação de uma nova vida".


Minha opinião -  "Cartas para um pai" é um livro repleto de sensibilidade e emoção.Narrado em primeira pessoa, o leitor observa através da perspectiva de Juliana o desenvolver de uma gravidez não planejada.
Juliana é uma jovem no início dos 20 anos, que está terminando a faculdade, trabalha, é independente e resolve tirar umas férias na Paraíba. Aproveitando o descanso, conhecendo as maravilhas locais, Juliana tem um "amor de férias", onde vive intensamente uma paixão movida à luxúria com Anderson.
Como todo romance de férias, esse chega ao fim e o que deveria ser uma lembrança no tempo e no espaço da vida de Juliana, torna-se uma gravidez inesperada. Determinada a criar esse bebê sozinha, Juliana vai sempre informando o Anderson da situação. E é através de suas cartas que o leitor acompanha a sua vida, a gestação, os problemas financeiros, emocionais e familiares que Juliana passa.
Um dos pontos de maior destaque do livro é o fato de que a escritora conta a trama totalmente do ponto de vista da Juliana. Todas as impressões, sensações e descrições são resultados do modo como Juliana vê o mundo. Juliana é impulsiva, emotiva ao extremo e um pouco exagerada em alguns momentos. Então não é possível o leitor saber com veracidade como as pessoas em volta dela realmente são ou reagem ao saber de sua gravidez. Anderson não aparece no livro como um personagem ativo, então não temos como saber exatamente o que ele acha da gravidez ou da opção de Juliana em criar o bebê sozinha. Sabemos algumas informações das respostas das cartas deles, mas não vemos o seu lado da história.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é simples e ao mesmo tempo chama a atenção. A editora está de parabéns pelo trabalho. As páginas são todas trabalhadas, o início de cada capítulo é destacado e a troca de fonte nos momentos em que lemos as cartas tornou ainda mais "real" a sensação que o leitor têm ao realizar a leitura.
Um livro delicado, sensível e de extrema complexidade. Uma leitura gostosa, com um texto fluido e dinâmico, que emociona o leitor. Uma história que fala de amor, amadurecimento e expectativas.

"Eu conseguiria ou não ter esse pequeno alien sozinha? Era realmente essa a minha vontade? Eu estava sendo justa de verdade ou apenas egoísta". (p.37)

2 Comentários

  1. Esse livro parece ser bom.
    Adorei seu blog.
    Beijos !

    http://bestsdamoda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa nunca tinha ouvido falar desse livro mas paree ser bom!!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.