Apesar de apaixonada pela arte e pelas cores de Veneza, cidade onde vive, a jovem restauradora Elena Volpe tem seu coração como uma tela em branco, pois nunca viveu uma grande paixão. Com 29 anos, a protagonista de "Eu Te Vejo" tem a sua vida transformada com a chegada de Leonardo Ferrante, um famoso chef de cozinha e o mais novo inquilino do palácio onde trabalha na restauração de um afresco. O encontro com Leonardo abala suas certezas, abrindo as portas de um paraíso inexplorado. O chef sabe que o prazer é uma conquista para todos os sentidos – tem uma forma, um odor, um sabor – e guiará Elena até os limites mais doces e extremos do sexo, mas sob uma condição: nunca deverá se apaixonar por ele. A jovem aceita a proposta e deixa- se seduzir por este homem de passado misterioso, que parece fugir de seu desejo de prendê-lo a ela para sempre. Em "Eu Te Vejo", Irene Cao revela uma trama de escrita suave, como o pincelar cuidadoso de uma restauração, e saborosa, como a gastronomia italiana. Tendo como cenário a exuberante cidade de Veneza, o primeiro volume da primeira trilogia erótica italiana traz todos os sentidos envolvidos na paixão entre Elena, uma mulher que não conhece o amor, e Leonardo, um homem que só conheceu o lado mais obscuro desse sentimento.

Para os curiosos, confiram o primeiro capítulo do livro: Clique aqui

Pré-venda - Clique aqui

Para os blogs parceiros que estão na expectativa para realizar a leitura do primeiro livro da trilogia, a Suma de Letras enviou um mimo super fofo (pena que o meu veio quebrado snif):






Nua, de Raine Miller. A trilogia foi lançada em e-book pela Suma e, agora, será lançada em impresso, respectivamente em março, abril e maio. O quarto livro ainda não tem data, já que foi lançado nos EUA só em dezembro.

Quando o bem-sucedido empresário Ethan Blackstone compra um retrato de Brynne Bennett, ele quer possuir mais do que uma imagem emoldurada: ele a quer nua em sua cama. Depois de uma experiência traumática, a modelo americana deixou tudo pra trás em busca de um recomeço. Está fazendo pós-graduação na Universidade de Londres e, para se sustentar, faz ensaios fotográficos de nus artísticos. Bem longe de casa, tenta colocar a vida nos eixos, mas a aproximação de Blackstone vai abalar o equilíbrio recém-conquistado. Aos poucos a jovem vai se deixando seduzir, até que não consegue mais resistir ao charme do inglês. No início, é a natureza dominadora de Ethan que a atrai. O que ela não sabe é se o desejo que sentem irá despertar ou dissipar os demônios que carrega dentro de si. Ethan poderá apagar as cicatrizes de Brynne para que ela possa se entregar verdadeiramente a ele? Ou será que as sombras do passado de Ethan vão destruir a chance de serem felizes?  Nua, primeiro volume da série O caso Blackstone, é a inesquecível história sobre o que acontece quando uma mulher com segredos dolorosos conhece um homem poderoso o suficiente para despi-la de todas as suas defesas, deixando-a perfeitamente nua diante dele.



Nua - março de 2014.
Entrega Total - abril de 2014.
Olhos nos Olhos - maio de 2014.






“Cada um de seus livros é muito mais que a soma das partes... Connelly escreve ficção autêntica sobre o crime real.” – New York Times

“Graças a Deus existe Michael Connelly... Ele não perdeu seus dons jornalísticos, seu olhar para o detalhe é preciso. Reunidos, seus 22 livros formam uma crônica indispensável e empolgante de Los Angeles.” –  Los Angeles Times

As aventuras do veterano detetive Harry Bosch ganha mais um episódio em A queda. Prestes a se aposentar, a carreira de Bosch no Departamento de Polícia de Los Angeles está perto do fim, e o investigador não quer deixar a atividade sem antes solucionar novos casos.

 Numa manhã, ele recebe dois novos crimes para investigar, em parceria com David Chu. No primeiro, uma prova de DNA, encontrada no pescoço de uma vítima de um crime cometido há 20 anos, indica que o criminoso era uma criança de apenas oito anos.  As evidências levam Bosch a se perguntar se o caso apontaria para uma criança assassina ou se houve uma falha do laboratório de análises criminais.

O segundo crime investigado na trama é não menos instigante: um delito que tem, certamente, caráter político. O filho do vereador Irvin Irving – um antigo inimigo de Bosch – pulou ou foi empurrado da janela de um hotel de luxo. O mais surpreendente é que foi o próprio Irving  quem solicitou ao Departamento de Polícia que a investigação fosse conduzida por Bosch.

                Em A queda, Connely mantém a narrativa perspicaz e repleta de reviravoltas. Na trama, o detetive protagonista busca descobrir os indícios para solucionar os dois casos. Afinal, há três décadas, um assassino opera secretamente na cidade e uma conspiração política age no departamento de polícia corrompendo a instituição.

Sobre o autor


Michael Connelly é autor de best-sellers como A quinta testemunha, Reviravolta, O veredicto de chumbo e Echo Park, e também o criador do detetive Harry Bosch. Connelly trabalhou em jornais como repórter, e recebeu inúmeros prêmios por seus livros e reportagens. Ele divide seu tempo entre Califórnia e Flórida.

Finalizando o post, a Suma de Letras tem uma perguntinha para os leitores. Que tal conferir, responder e ajudá-los? https://pt.surveymonkey.com/s/XK2BHZ5
E então leitores do Acordei, o que acharam das novidades?
Aguardo os comentários.
Beijos
Carol


Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.