Em 1701, no Japão medieval, um heroico grupo de guerreiros samurais parte em uma jornada a fim de vingar a morte de seu mestre, ainda que para isso seja necessário desafiar ordens do poderoso xógum. A incrível saga destes 47 homens, rebaixados à condição de ronins (samurais sem mestre), se tornará uma das mais belas e famosas lendas da história japonesa. Em um complexo jogo de lealdade e honra, o código samurai é levado a seu limite, mostrando que existem missões maiores que a própria vida.






O livro nos conta sobre uma lenda verdadeira Japonesa onde nos apresenta Samurais e diversos conflitos vivenciados que podem mudar todo um pensar e atitudes de pessoas ensinadas através de cultura, códigos de honras e tradições ao longo da história! Claro que o livro é um misto de fantasia e realidade. A Lealdade desse povo para com os seus e seus ensinamentos são incrivelmente retratados nas páginas do livro através de personagens bem delineados e sagazes! Particularmente admiro muito o povo japonês e ler 47 Ronins foi no mínimo interessante!

Kai é um mestiço que vive em Ako desde a infância sob a proteção de Asano, porém o jovem jamais foi aceito pelo chefe dos Samurais (Oishi). Em determinado momento Xógum visita Ako juntamente com lorde Kira que possui um pacto secreto com uma feiticeira, ambas estão planejando algo grande e acaba que Oishi  é acusado de suas tramas maléficas sendo desonrado e rebaixado. Quando Mika, filha de Asano está prestes a se casar com Kira, Oishi toma uma atitude para então lavar sua honra procurando Kai que é apaixonado por Mika e obviamente o leva em consideração. Ambos unem-se aos 45 Ronin que são samurais sem mestres para a maior luta pela honra e código de caráter e bravura!

Estou encantada pelo livro e curti muito cada página virada! Foi lido em uma única sentada!
Fiquei bastante curiosa pelo pelo filme que tem em seu elenco Keanu Reeves!

Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.