Sinopse  - "Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos". 









Minha opinião – Eu terminei a leitura de “Como viver eternamente” já faz alguns dias, mas precisei refletir sobre como iria escrever uma resenha sobre um livro tão delicado e ao mesmo tempo tão impactante.
Ao iniciarmos o livro, nos deparamos com a primeira lista de Sam:

“Lista nº 1 – Cinco fatos a meu respeito:
1. Meu nome é Sam.
2. Tenho onze anos.
3. Coleciono histórias e fatos fantásticos.
4. Tenho leucemia.
5. Quando você estiver lendo isso, provavelmente estarei morto”.

Sam é um garoto de 11 anos que está ciente que tem os dias contados. Seu melhor amigo, Félix, tem 13 anos e também está doente. São dois jovens que tentar enfrentar os dias com o máximo de normalidade possível. Durante as aulas da Sra. Willis (ela dá aula particular aos dois em casa), Sam é incentivado a escrever, e a partir desse momento, somos transportados para a vida de Sam. Quanto mais eu avançava na leitura, mais imersa na vida de Sam eu fiquei. Esqueci-me completamente de que esse livro não foi escrito por ele, pois os capítulos curtos, as emoções e devaneios demonstrados em “Como viver eternamente” fizeram com que o Sam se tornasse muito real. Do começo ao fim do livro, Sam e Félix arrancaram risadas e lágrimas.
Com personagens cativantes e uma visão da vida direta, algumas vezes alegre e outras tristes, são alguns dos ingredientes que tornam esse livro uma leitura essencial.
Quanto à diagramação, layout e revisão, a editora está de parabéns. O modo como as listas do Sam aparecem, dão veracidade a trama, fazendo que o leitor acredite que realmente está lendo uma lista sua. Os desenhos, comentários e observações feitas nas páginas dão a impressão de que o livro é o diário de um jovem, o que complementou de forma magistral a história.
Espero que tenham gostado da resenha.
Beijos               
Carol 

Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.