Sinopse - "No ano de 1992, no dia 29 de fevereiro, duas crianças predestinadas nascem: Layla e Victor. Layla passa por todo tipo de sofrimento, pessoas queridas morrem em acidentes bizarros e, a cada morte, uma nova cicatriz aparece em seu corpo. Victor ao contrário, tem uma vida perfeita, um garoto que nasceu incapaz de sofrer. Victor e Layla se encontram e se apaixonam, um amor sem limites. O romance tinha um destino certo, à felicidade, mas eles não sabiam que eram peças de um complexo jogo entre o bem e o mal chamado: Algoritmos Sagrados"


Minha opinião -  "Almas Seladas" é o primeiro livro da série Algoritmos Sagrados e traz nos seus 24 capítulos + prefácio uma discussão interessante: será que o nosso livre arbítrio é apenas uma fachada? Será que realmente temos escolha e podemos mudar a nossa vida? Narrado em primeira e em terceira pessoa, o leitor acompanha a vida de dois jovens desde o momento de seu nascimento Layla e Victor.
No dia 29 de fevereiro de 1992 o leitor começa a acompanhar três cenários diferentes: Cláudia, uma mãe em trabalho de parto no sétimo mês de gestação em São Paulo; Rogério, o chefe do departamento do centro de lançamento em Alcântara e Maria Helena, uma mãe também em trabalho de parto no nono mês de gestação no Rio de Janeiro.
O leitor acompanha durante os anos a vida desses dois jovens: Layla, uma garota que cresceu sem amor e que vive aos cuidados da avó Fayoula que só fornece o essencial. Em 2008, aos 16 anos, a jovem e a sua única amiga Carol irão conhecer Victor. 
Carol representa a inocência do livro. Sempre acreditando no melhor e na bondade das pessoas é a luz que tenta trazer um pouco de paz na vida de Layla.
É possível se emocionar com a história de Layla: vemos uma jovem que veste uma armadura para tentar enfrentar um mundo que é cruel com ela. Seu corpo tem diversas cicatrizes, mas sua alma possui milhões. Uma vida vivida sem afeto, amor e carinho. Observamos uma jovem que não tem perspectivas sobre o futuro e que apenas sobrevive ao presente.
Victor é um jovem que tem tudo do bom e do melhor e além disso conta com o amor incondicional de seus pais. Poderia ter se tornado um jovem egocêntrico como sua prima Catarina, mas é exatamente o oposto: generoso, gentil e bondoso.
O melhor amigo de Victor, o Carlão, é o personagem que traz humor nos momentos mais inusitados. Sempre querendo se divertir, Carlão poderia ser considerado apenas mais um boa vida, mas mostra-se um ótimo amigo, disposto a ajudar sempre que necessário.
Rogério é um personagem misterioso. Sabemos que ele está investigando, mas não sabemos o que é exatamente e qual é o objetivo dele.
Quando os caminhos dos dois protagonistas se cruzam eles percebem que existe algo mais do que uma simples atração, mesmo sem conseguirem entender o que ocorre exatamente.
O primeiro livro da trama traz um enredo promissor e um final de tirar o fôlego do leitor.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. Existem detalhes na parte interna do livro que enriquecem a obra, e os erros de digitação e gramaticais encontrados não atrapalharam o entendimento da história. A capa é intrigante e desperta a atenção. 

"A partir de 22 de Dezembro de 2012, os Maias acreditavam que o mundo seria controlado pela força feminina, a era da mulher, das mães, da sensibilidade". (p. 47)



SkoobClique aqui








Biografia do escritorMarcelo Lacerda Pontes, nasceu em São Paulo Capital. Quando pequeno, se mudou para Taubaté, terra de José Bento Renato Monteiro Lobato onde, na “Chácara do Visconde”, conheceu as obras deste gênio da literatura que encantou-o com a magia de seus livros infantis. Entre seus amigos, se destacou trocando as brincadeiras de rua pelo amor as artes: músico, pintor, escultor e escritor, desenvolvendo seus primeiros trabalhos artísticos ainda jovem.Influenciado pela cultura literária dos RPGs no início dos anos 90, começou a escrever seus primeiros contos e, no ano de 1997, já possuía sua primeira obra publicada, sendo um dos percursores deste gênero no mercado brasileiro. Após passar por dificuldades financeiras, um quadro triste vivido pelos artistas brasileiros, decidiu largar sua paixão pelas artes e se dedicar ao curso de Nutrição, onde se formou pela Universidade de Taubaté.Entretanto, seu hobby pela arte nunca foi esquecido e, sendo um leitor dedicado à pesquisa de grandes obras de simbologia e profecia, durante seus estudos entre as aulas mestradas no campus, decidiu escrever umas das mais intrigantes sagas que, em sua linguagem simples, vem se inovando na literatura, conquistando seus leitores e apresentando uma nova linha de livros para jovens.

Um Comentário

  1. Pratinha tem...
    Projeto Mãos Amigas, recebeu do Marcelo Pontes uma doação de Almas Seladas.
    Eu li e gostei muito. Fiquei pensando até onde somos donos de nosso destino.
    O sofrimento trás amadurecimento

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.