Sinopse - "Jack tinha 16 anos e, a não ser pela cicatriz no peito e o remédio que tomava todos os dias, era um garoto normal. Até que se esquece de tomar o remédio e logo descobre a verdade: Jack é um dos últimos guerreiros Weirlind, uma sociedade secreta que está em guerra pelo poder, e terá de lutar para se defender de seu destino. Jack segurou com cuidado o punho da espada e a desembainhou, notando que o punho cabia em sua mão sem escorregar. A espada criou uma luz própria ao emergir, uma chama prateada que correu ao longo da lâmina. Tinha dois gumes, e o metal parecia ondulado de um jeito que indicava que havia sido dobrado e redobrado em reforço. Como Jack sabia disso, ele mesmo não saberia dizer. Após um século enterrada, não tinha nenhum traço de ferrugem. Parecia pronta pra ser usada. Will e Fitch, atraídos pela luz, olharam por cima do ombro de Jack. 
- Sinistro - murmurou Fitch. - Não - disse Jack. - Não tem nada de sinistro.
Jack ergueu a arma em frente ao corpo com as duas mãos e soube que ela pertencia a ele, embora houvesse sido forjada muito antes de ele ter nascido. Era mais leve do que imaginara, mais leve do que seria de esperar, considerando-se o tamanho dela.
- Sombra Assassina - sussurrou Jack, como se a arma falasse com ele.
E o poder na lâmina correu-lhe para as mãos e subiu-lhe pelos braços como se, de alguma maneira, a espada o estivesse segurando".


Minha opinião -  "O Herdeiro Guerreiro" é o primeiro livro da série "As Crônicas do Guerreiro" e apresenta ao leitor um mundo em que temos magos, guerreiros e torneios em meio as pessoas comuns.
O livro utiliza a Guerra das Duas Rosas como referência, explicando a importância dos magos e guerreiros nesse grande marco histórico (Para quem não recorda, a Guerra das Duas Rosas, foi uma série de lutas que ocorreram por 30 anos na Inglaterra entre a casa de York e a casa de Lancaster com motivações políticas. Uma das casas usava a rosa branca e a outra a rosa vermelha como símbolo). 
Inicialmente somos apresentados a alguns acontecimentos ocorridos em 1870 no condado de Coalton, Ohio.  Narrado em terceira pessoa, conhecemos Lee e sua família e a busca implacável de Wylie (um mago) por uma pessoa em especial.
Depois disso, temos um pulo de cem anos na história, onde conhecemos Jessamine Longbranch, uma maga sem escrúpulos e Linda Downey, uma encantadora. 
O início do livro é um pouco lento pois a autora precisa explicar várias situações em diversos períodos de tempo. É graças a essa construção minuciosa que ao conhecermos Jack e seus amigos, podemos entender o funcionamentos dessa sociedade diferenciada.
Quando conhecemos Jack temos a impressão de que ele é um adolescente típico, convivendo com seus dois melhores amigos Will Childers e Harmon Fitch, que tem uma ex-namorada megera, a Leesha e está interessado na nova garota da escola a Ellen Stephenson. Para quem conhece aquele ditado "as aparências enganam" devem ter percebido que é exatamente isso o que acontece por aqui...
Com seus fiéis amigos, uma tia atípica e uma comunidade forte, Jack irá enfrentar o desafio da sua vida ao descobrir que normalidade não será uma palavra utilizada para se referir a ele.
Para enfrentar o futuro Jack precisa entender o passado, então até quase a metade do livro temos um trabalho investigativo do adolescente e seus amigos. É nesse trabalho investigativo que o leitor tem a oportunidade de ir juntando algumas peças do cenário geral. 
O livro é muito bem delineado. Inicia-se com uma trama lenta e explicativa e conforme avança vai evoluindo, inserindo situações de aventura, ação e revelações.
A escrita da autora é de fácil entendimento e bem construída; existe uma lógica coerente para a história ser bem explicada no início e permitir que o leitor não se atrapalhe mais para a frente. 
Um livro infanto juvenil com direito a batalhas, traições e revelações. Os personagens são cativantes e intrigantes. Até mesmo os vilões possuem um carisma que faz com que o leitor queira conhecê-los melhor, descobrir mais sobre o seu passado. 
O primeiro livro da série "As Crônicas do Herdeiro" cumpre o que promete: uma boa história de aventura envolvendo magos e guerreiros na atualidade. O final foi surpreendente e deixa claro que os próximos livros trarão as consequências dos atos cometidos no primeiro livro.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é simples mas chama a atenção.

"- A sombra assassina é uma das Setes Grandes Espadas forjadas pelo feiticeiro Althis Mac, na Ravina do Corvo, há mais de cinco séculos. As outros seis foram perdidas.O corpo da espada é um pedaço da Cabeça do Corvo. Há um poder fortíssimo nela, e foi feita para a sua mão". (p. 204)

Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.