Fênix: A Ilha


Sinopse - Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?


Minha opinião - Mais uma resenha de um livro da Novo Conceito e mais um livro que eu não sabia muito bem o que esperar dele. Carl é um personagem que vive se envolvendo em brigas e confusões, mas sempre para defender alguém mais fraco ou para se proteger. O problema é que com uma lista tão longa de brigas, ele ainda acaba se metendo em uma ainda maior, onde ele acaba batendo em alguns jogadores de futebol da escola.
Então um juiz manda Carl para Fênix, uma ilha em que não se sabe a localização exata, e que funciona como uma escola militar para os delinquentes juvenis. Carl começa a desconfiar de algumas coisas e investiga o funcionamento da ilha.
O livro é bem legal pessoal, e para quem não leu, vale a pena dar uma conferida. Não vou falar mais sobre a ilha, que é o grande mistério do primeiro livro, porque senão vou acabar entregando partes importantes da história. 
Eu gostei bastante do modo como o autor criou toda a história e Carl também agradou. Em alguns momentos enquanto estava lendo, quis bater em algumas pessoas conforme elas aprontavam com o Carl.
A capa é linda e se destaca bastante. Nem preciso falar, mas vou falar do mesmo jeito. A Novo Conceito realizou um trabalho impecável nesse livro.
Bom pessoal, é isso. Espero que tenham gostado e que comentem na resenha.

Deixe um comentário

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.