Sinopse
- "O que poderia ser uma versão da Bela Adormecida transforma-se em um profundo registro de amor e de perda. A história inspirada no conto de fadas resgata os tons sombrios dos dramas e conflitos humanos contados pelas tradições orais. No labirinto de Kadmirra, onde tudo acontece, enquanto Sofia permanecer desacordada, todos devem dormir, pois até mesmo a morte foi desobrigada de levá-los antes de seu tempo".







Minha opinião - "Labirinto de mil corações mudos" é narrado em terceira pessoa e traz personagens apaixonantes. O livro é dividido em doze capítulos, onde cada capítulo representa uma hora e apresenta a história de um dos protagonistas.
No primeiro capítulo "Primeira hora - Véus e Corações" conhecemos Licaeus, um ser etéreo, o vento. Uma de suas responsabilidades é observar véus. Licaeus é uma entidade muito antiga, e graças a isso, tem uma rica história onde teve erros e acertos. Em determinados momentos de sua existência, ele escuta uma "voz", que o deixa em dúvida de sua sanidade. Como seria possível escutar algo com um intervalo tão grande de anos? 
Em "Segunda Hora - O círculo de Ísis" o leitor é levado ao Palácio Escarlate do rei de Kadmirra, onde o casal real, Baltazar e Magdala, finalmente realizam o sonho de se tornarem pais, graças ao nascimento da pequena Sofia.
Sofia é um bebê especial. Tão especial que Saboni, a alta sacerdotisa da Ordem do Círculo de Ísis vai pessoalmente conhecê-la e afirma que a criança terá um papel importante a ser desenvolvido na Ordem.
Vinte anos se passam e Sofia é uma linda jovem prestes a ingressar na Ordem do Círculo de Ísis. Enquanto isso, vive no castelo com os seus pais e também com o Senhor Lao, um astrólogo do reino e explorador dos mistérios do Universo.
Em "Terceira Hora - A canção de Sibila" somos apresentados a um dos ventos mais antigos do mundo, a Brisa da Terra Sagrada, Sibila. É ela que irá conversar com Licaeus e contar sobre as lendas que envolvem tudo o que é mais antigo.
A partir desse momento no livro, as histórias começam a se cruzar e a desenvolver uma trama incrível. João, o revelador é o guardião das vidas no labirinto. Um homem que tem uma história triste e ao mesmo tempo apresenta uma pitada de esperança pelas segundas chances. 
Descobrimos o papel importante que os espíritos das florestas assumem ao se envolver com os protagonistas, assim como Cipriano, um viajante e Salomão, um brilhante arquiteto.
A obra é ricamente preenchida com personagens extraordinários e interessantes, como as Dakinis e seu papel no equilíbrio da história da humanidade.
O autor conseguiu criar um enredo onde cada personagem é importante e suas ações tem um grande peso nos acontecimentos seguintes. 
A escrita é ritmada e até mesmo melódica. A maneira como a trama foi dividida, as reflexões e ensinamentos passados, tudo enriquece o conteúdo.
Uma história com uma pitada de fábula, mas que fala do encontro de almas, romance, de perdão e de assumir responsabilidade pelos seus atos. 
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um ótimo trabalho. No texto existem lindas figuras que combinam com as descrições dos personagens e de momentos da trama.

"Aquele que conhece o desejo da alma, conhece, também, o código para decifrar os símbolos da vida. A chave que te trará de volta do caminho tortuoso que percorreste está ao teu alcance, aguardando o teu despertar". (p. 63)




As imagens foram copiadas do site do autor. Para conferir mais, acesse.

2 Comentários

  1. Oiee
    Eu não conhecia esse livro e ele também não é o que eu costumo ler diariamente.
    Mesmo assim consegui me envolver com a história,mas com personagens tão bem construídos é impossível isso não acontecer né?.
    Adoro leituras fluidas,reflexivas e que tem prendem do inicio ao fim.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esses livros que tem temáticas de contos de fadas mas com novas criações, sabes?
    Ler sobre essa nova versão seria bem diferente e envolvente, e gosto disso, gosto de contos de fadas diferentes kkkkkkkkkkk gostei do livro... me interessei com certeza.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.