O beijo
Sinopse - "No quarto livro da série Bruxos e Bruxas, Whit e Wisty, agora membros do Conselho, estão tentando reconstruir a cidade depois de derrotar O Único Que É O Único, o vilão mais malvado do mundo. Quando tudo parece correr bem, surge uma nova ameaça, personificada na figura do cruel Rei da Montanha. Ele é um mago indestrutível, que deseja a todo custo dominar a cidade. Sem água e prestes a ficar sem alimentos, a população conta com os irmãos Allgood para sobreviver. A aventura e o suspense fazem o leitor prender a respiração a cada vez que um capítulo termina. Mas, com um título como esse, não poderia faltar romance no novo livro de James Patterson... Wisty está encantada pelo jovem Heath, que compreende tão bem os seus dilemas afinal, ele também é um bruxo. Talvez Wisty possa se unir a Heath na guerra contra o Rei da Montanha. Mas o que será que Whit acha disso? Se você ama romance, mistério e ação, O Beijo é o seu livro! Páginas muito intensas, desfechos surpreendentes... Mais uma prova de que James Patterson é o maior autor da sua geração".


Minha opinião - Era de se esperar que os irmãos Allgood tivessem uma folguinha após derrotar "O Único". Infelizmente, não é bem isso o que acontece em "O Beijo", quarto livro da série.
Estão todos felizes, comemorando a vitória, principalmente Wisty. Após todo o sofrimento passado, ela quer ser feliz. Mas, a cidade precisa de novas regras, de líderes que saibam o que estão fazendo e que sejam capazes de guiar a população para a segurança. Tentando criar um cenário imparcial, um conselho é criado, onde adultos e jovens são representados... mas como todos sabemos, a cobiça existe e a sede pelo poder também. A tal almejada paz pode estar mais longe do que todos imaginam, ainda mais se levarmos em consideração dois novos "probleminhas": crianças vem sendo sequestradas em plena luz do dia e ninguém tem ideia de quem é o mandante; e o fornecimento de água da cidade está sendo ameaçado, pois sua fonte vem das montanhas e o Rei da Montanha tem seus próprios planos.
O livro continua no mesmo ritmo dos anteriores: capítulos curtos, alternando os narradores e muitas reviravoltas. A principal delas é um possível romance de Wisty, que não é visto com bons olhos por seu irmã e nem por Byron. 
Além disso, o que realmente sabemos sobre Heath, além do fato dele ser extremamente carismático e de conseguir mexer com Wisty?
Uma leitura rápida e divertida, com direito a ação, magia e romance!

3 Comentários

  1. Não importa o quando me falem desta série, não vou gostar. Comprei o 1º volume e achei a leitura muito chata, não consegui ler. Sem fazer comercial nem nada, li um livro nacional chamado A Arma Escarlate e achei bem melhor que este. A leitura de AAE cativa o leitor.

    ResponderExcluir
  2. Quase desisto do primeiro volume dessa série, nunca imaginei que fosse detestar o livro e acabei empurrando com a barriga a leitura, porém, eu tenho vontade de continuar lendo a série e como já tenho o segundo e terceiro na estante voou continuar na corrida haha

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  3. Li apenas o primeiro livro, amei. Não entendo porque muita gente não gostou dele, é ótimo.
    Estou super animado para continuar a série, não vejo a hora de comprar O Dom

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.