Sinopse - "Ilusionismo, ciência e magia negra. Uma combinação improvável, com resultados eletrizantes. Ao investigar um polêmico centro de pesquisa neurológica para seu programa televisivo, o ex-ilusionista Jevin Banks descobre uma conspiração envolvendo o Pentágono e uma das maiores companhias farmacêuticas do mundo. Jevin está atrás de respostas, não apenas sobre o duvidoso programa de comunicação telepática e o que está por trás dele, mas também para a tragédia familiar que ele sofreu. Placebo explora os limites da ciência, da consciência e da fé. Este livro leva o leitor a uma jornada intensa, em um mundo onde homens de negócios, políticos e militares atuam por trás dos panos o tempo todo, e nada é o que parece ser! "


Minha opinião - "Placebo" é o primeiro livro da nova série de Steven James, publicado no Brasil pela Companhia Editora Nacional.
O livro é narrado em primeira e terceira pessoa e apresenta como protagonista Jevin Banks, um homem de 33 anos de idade que perdeu sua esposa e seus filhos, Andrew e Anthony, gêmeos de cinco anos de idade, em uma situação arrasadora.
Inicialmente observamos essa perda e alguns momentos de como era a vida de palco de Jevin, fazendo apresentações de muito sucesso e fama. 
13 meses se passam e Jevin abandonou os palcos. As luzes já não mais o atraem e a "magia" dos novos truques não o empolgam.
Agora ele e sua equipe possuem um programa de televisão onde o principal objetivo é desmascarar as farsas de videntes, pastores de televisão, golpistas. Aqueles que se aproveitam das dores de terceiros para conseguir enriquecer. 
A equipe é formada por Jevin e mais três pessoas: Xavier Wray, Fionna McClury e Charlene. Todos eles já trabalham com o protagonista antes dele perder a família, então são todos amigos e respeitam seus limites.

"Ele mora em um trailer, adora explodir coisas, não acredita que pousamos na Lua, aca que Bush foi responsável pelo 11 de Setembro e ainda insiste que a certião de nascimento do Obama foi falsificada." (p. 17)

O autor conseguiu montar uma equipe bem "excêntrica" e divertida. A composição de cada um desses personagens deixa bem claro que o leitor irá rir ao mesmo tempo que desvenda a grande conspiração do primeiro livro.

"Fionna McClury, que faz o trabalho de logística e "recolhimento de informações" para nós, é uma mãe solteira que educa seus quatro filhos em casa e trabalha de casa como consultora de cibersegurança para pagar as contas. Empresas da Fortune 500 a contratam para tentar invadir seus sistemas de segurança e testar seus firewalls. Ela consegue em nove de cada dez vezes". (p. 18)


O tema central de "Placebo" é bem intrigante, pois é uma mistura de fatos científicos com um pouco de sobrenatural. Essa junção, que já foi utilizada em outros livros anteriormente, permite ao leitor viajar em uma história que beira ao assustador pela capacidade das pessoas envolvidas cometerem atos hediondos.
É discutido algumas características médicas na obra, como a definição de psicopatas e a sua "indiferença" e uma ligação bem forte entre gêmeos. Existem personagens que representam a cobiça e a falta de limites para conseguirem o que desejam e é claro, tudo isso enrolado em uma conspiração que envolve pessoas poderosas e o próprio governo com seus projetos secretos.
Todas essas características são representadas em personagens cativantes, pois mesmo tendo a clara noção de que nenhum deles é o mocinho da história, eles de alguma maneira despertam a empatia do leitor.
Um dos exemplos disso é a Riah Colette, doutora em neurofisiologia. Uma mulher de 34 anos com uma infância extremamente brutal, que atualmente é uma mulher bem sucedida, inteligente, mas que esconde um grande segredo.
"Placebo" é uma 
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. Foram encontrados alguns errinhos de digitação, como nas páginas 124, 200, 213, 356, mas nada que interferisse na compreensão ou leitura da obra. 

"Ela manteve os olhos abertos, analisando seu rosto enquanto ele pressionava os lábios contra os dela. Apesar dela ter aprendido com os anos a beijar de um jeito que excitava os homens, fazer isso não a fez sentir nada - nenhuma atração, nenhuma repulsa, nenhuma excitação. Era como se se Cyrus fosse um objeto para ela, uma cobaia de laboratório". (p. 52)

13 Comentários

  1. Oi, Carol.
    Ainda não conhecia esse autor, mas anotei aqui para pesquisar mais.
    A história pareceu bem interessante!!!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem?
      Eu gostei bastante do livro.
      Bjkas

      Excluir
  2. Adoreeei! Fiquei completamente curiosa, quero esse livro pra já! *-*

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, tudo bem?
      Quando realizar a leitura, me conte o que achou ok?
      Bjkas

      Excluir
  3. Estava querendo justamente uma opinião sobre esse livro. Sabe quando você olha pra capa e pensa que o livro vai ser terrível? Ansiosa pra ler!
    Sei que não é normal, mas será que vc podia ler minha Web Novela e resenhar, dizer o que achou e tal....? Agradeceria muuuuuuuuuito!
    Kisses!♥
    http://mardecliches.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaysa, sei sim.. Quando vi a capa, não sabia muito o que esperar dele, mas amei!!
      Bjkas

      Excluir
  4. Gostei muito, li a sinopse dele como se eu tivesse vendo um trailer de um filme. Muito bom!!! Gostei muito da história. Muito legal essa mistura de ilusionismo, ciência e magia negra. Gostei mesmo!!! Otimo!!!!

    ResponderExcluir
  5. Me lembrou o filme Truque de Mestre em que um antigo mágico ganha vida desvendando segredos dos outros mágicos e não consegue acompanhar um grupo de mágicos um tanto talentosos e cheios de váriosss truques haha genial, irei ler assim que der.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jhey, eu sei de que filme está falando e de certa forma, lembra um pouquinho mesmo rs
      Bjkas

      Excluir
  6. Não conhecia nenhuma obra do Steven, mas se o restartantes dos livros publicados por ele, forem tão bons quanto esse que você resenhou, vou querer lê-los também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lissandro, tudo bem?
      Tem uma série dele, de 6 livros, publicados pela mesma editora que é muito bom! Dê uma pesquisada. As resenhas dessa série já estão no Acordei.
      Bjkas

      Excluir
  7. Afinal. O acidente relatado no início do livro fica sem explicação não é mesmo? O fato de terem gêmeos dentro do carro induziria alguma coisa?

    Ka

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.