Sinopse - "Depois de Brilho, a saga nas estrelas continua… Após uma fuga desesperada da nave inimiga, Waverly e as outras meninas sequestradas conseguiram voltar para a Empyrean. Mas o clima por ali não poderia estar pior. Kieran, o menino gentil e sonhador que Waverly amava, assumiu o posto de capitão e passou a agir como um tirano de sangue-frio, deixando a Empyrean sob uma tensão sinistra. Seth Ardvale, líder brilhante e arqui-inimigo de Kieran, foi trancafiado na prisão, sem julgamento. As crianças prodígios que mantêm a nave funcionando estão revoltadas com o autoritarismo do líder. Para completar, uma explosão faz soar o alarme de mais uma ameaça. Eles não estão sozinhos. A tripulação aterrorizada terá que lidar com um inimigo pior do que a New Horizon, ou o delírio de Kieran. Seth descobre um passageiro clandestino na nave, que se move silenciosamente, deixando rastros de sangue por onde passa. O criminoso quer vingança. E só Waverly é a chave para entender seu ódio e impedir que ele detone sua bomba-relógio."

Minha opinião - "Centelha" é o segundo livro da série Em Busca de Um novo Mundo e tem início no trecho seguinte ao final de Brilho.
Dividido em quatro partes e narrado em terceira pessoa, o livro apresenta pontos de vistas alternados sobre a nova situação. 
Muitos dizem que com o poder as pessoas se tornam irreconhecíveis e foi o que aconteceu aqui com Kieran, que ao tornar-se líder começa a impor sua opinião e enfrentar aqueles que não o apoiam ou o questionam, inclusive Waverly.
Após o sequestro Waverly começa a ter ideias e dúvidas, questionando assim tudo o que conhece. Fica claro que a situação entre Kieran e Waverly está bem diferente.
E é claro, que temos Seth com um grande papel não só na trama principal mas na situação triângulo amoroso. 
O amadurecimento dos personagens é palpável, mas mais do que isso, o leitor começa a observar as peculiaridades de cada um deles. 
Uma história de muita emoção, aventura e intrigas. Foi surpreendente acompanhar os acontecimentos e perceber que a autora conseguiu manter e até mesmo melhorar a qualidade da trama quando comparada ao primeiro livro.

"Ele voltou-se para ela. Sabia que seu rosto estava mostrando coisas demais, que ela poderia ver tudo o que ele estava sentindo bem ali no formato dos seus lábios". (p. 150)

4 Comentários

  1. Ká!
    Nossa! Resenha bem objetiva e com poucas palavras conseguiu transmitir todo o conteúdo.
    Bom quando percebemos o crescimento e amadurecimento das personagens de um livro para outro, dá mais veracidade a série.
    Realmente dê poder para alguém e verá a mudança.
    Interessada pela leitura da série.
    Boa semana!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Mais um livro que ainda não li o primeiro volume rs é muito livro pra pouco dinheiro hahaha
    Vou procurar o primeiro volume para poder ler.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  3. A capa de Centelha não me agradou muito, deveria ter ficado parecido com o Brilho - Em busca de um Novo Mundo. Mas, livro é livro. Amo, amo, amo
    Não cheguei a ler nem um e nem outro, mas há meses que ando dando uma olhada em o Brilho, mesmo assim fico feliz em saber que há continuação e que é melhor que o primeiro kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Adorei o livro, simplesmente otima, quero ler logo o primeiro livro e depois ler Centelha, gostei muito mesmo!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.