Sinopse - "O ano é o 90 da Era Apocalíptica, e uma rebelião se inicia em Sentel York, a última cidade remanescente na face da Terra. Liderados por Eric, um ex-Major da extinta Força Especial da Salvação, os rebeldes tentam fazer frente aos denominados "generais", fiéis servidores do Imperador Bu que, com a morte de seus grandes rivais, o Imperador Chacal e o Imperador M, se auto-proclamou o senhor de Sentel York. Em meio a esse confronto eminente, uma menina pode ser a chave para a salvação da humanidade, a pequena Safira, que estava sobre a proteção dos rebeldes, mas acaba sendo sequestrada por Cássius, um "ex-general" renegado, que perdeu a mulher que amava e pretende usar a menina como moeda de troca para obter sua vingança. Escolha seu lado, pois a batalha começou e todos terão que lutar! Sentel York: A Batalha Pelo Amanhecer é o segundo volume da trilogia Sentel York. Nesta obra o autor mistura ação inteligente com cenas de combate homem a homem, em meio a um suspensa sublime que interliga personagens numa trama envolvente e misteriosa. Tudo acontece num planeta Terra pós-apocalíptico, onde impera a crueldade e barbárie. "


Minha opinião - O segundo livro da trilogia Sentel York é composto de prólogo + 23 capítulos. Após os acontecimentos do primeiro livro, o grupo de resistência liderado por Eric, o "Andarilho" aumentou. Com uma equipe de 31 homens em treinamento, mais uns 43 iniciantes, além de mulheres e crianças, o grupo virou uma comunidade, onde a prioridade é proteger os indefesos e esconder Safira. 
Infelizmente Eric encontra-se gravemente ferido e Noah precisa tomar decisões difíceis.

"As vidas de Noah e dos demais se diferenciavam por antes e depois de Eric. Ele sozinho tinha treinado aqueles homens, os ensinado a arte da guerra, como lutar, como atirar, tinha lhes dado um motivo para viver. E acima de tudo, viver em liberdade." (p. 13)

O segundo livro é apresentado com capítulos ágeis e flashbacks que apresentam diversos personagens de núcleos variados.
O leitor irá acompanhar a história de Stein, um ex-escravo de M e Alana, a sua esposa. Eles representam os indefesos que precisam lutar para sobreviver após a morte de um dos três governadores no primeiro livro.
Temos também Calina, uma escrava de Bu, que usa de artimanhas para conseguir o que quer, mesmo que destrua outra pessoa. É egocêntrica e até mesmo um pouco mimada, que acredita ser irresistível.
Outro personagem que surpreende é Cassius, um dos braços direito de Bu, que começa a enxergar a verdadeira face de seu líder. Cassius segue um código de honra próprio, mas consegue demonstrar bondade e até mesmo generosidade.
E é claro, temos a inocente Safira e seus mistérios, que vão sendo explicados conforme avançamos na leitura.
Uma extraordinária história de ação e luta de um pequeno grupo contra os imperadores.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um ótimo trabalho. Foi encontrado um único erro de digitação (p. 41), mas nada que interferisse na leitura. A capa combina não apenas com a trama, mas com o primeiro livro.

Para quem não leu a resenha do primeiro livro, clique aqui.


8 Comentários

  1. Gostei muito do livro, mais uma vez os autores nacionais estão arrasando. Só achei que a capa que está na resenha está um pouco embaçada, nada d+.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruno, a capa ficou embaçada mesmo =\
      Bjkas

      Excluir
  2. Mais uma continuação??? Onde eu moro que não conheço esses nacionais hein?! Hahaha Vou deixar o link guardado para ler a primeira resenha.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Jhey, mais uma continuação!
      Espero que curta a resenha do primeiro livro.
      Bjkas

      Excluir
  3. Carol!
    Gosto de livros do gênero, e gostei da inovação em colocar os escravos em destaque, bem como uma inocente e pura, Safira.
    São tantas séries, nem dá para acompanhar todas, né?
    cheirinhos
    Rud

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Rudy, nem me fala. Quando lançam continuações fico tão agoniada.. você não faz ideia.
      Bjkas

      Excluir
  4. Esses brasileiros estão arrasando ein, cada livro com gêneros típicos de estrangeiros.
    Estou amando as dicas, amando cada livro aqui *---*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz Lissandro em ver que está gostando das dicas.
      Os autores brasileiros estão arrasando.
      Bjkas

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.