Sinopse - "Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo".


Minha opinião -  É impossível ler Julia Quinn e não se apaixonar por sua escrita cativante e personagens bem construídos. Para os leitores que acompanham a série sabem que Penelope é uma personagem que nos outros livros é vista como sem graça e até mesmo sofreu com alguns comentários nas "Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown".
Penelope é aquela personagem com quem muitos leitores se identificam. Ela é inteligente, leal e extremamente passional. Apesar de ser desdenhada por seus familiares e pela sociedade, Penelope tenta não se abalar. Amiga pessoal dos Bridgertons, sua presença é constante na casa e na vida dessa família peculiar.
Colin é o queridinho da sociedade. Sempre sorrindo, educado, brincalhão e ainda por cima solteiro. Isso que é bom partido! O que a maioria das pessoas não percebem é que falta um propósito em sua vida que se traduz em uma inquietação que o leva à viajar constantemente. 
Em um de seus retornos, Colin começa a realmente enxergar Penelope, e a interação entre os dois ganha novas dimensões.
Os diálogos entre os dois são engraçados e repletos de companheirismo antes mesmo de Colin perceber seus sentimentos. A maneira como Penelope rebate suas brincadeiras e ao mesmo tempo consegue arrancar sorrisos é fantástica.

"- Ora, Penelope, não vá começar você também. Minha mãe, Anthony, Eloise e Daphne já fazem com que eu me sinta bastante culpado.
- E Benedict, não?
Ela não conseguiu evitar o gracejo. Ele lhe lançou um olhar bem divertido.
- Está viajando.
- Ah, bem isso explica o seu silêncio.
Colin estreitou os olhos e cruzou os braços.
- Você sempre foi insolente, sabia?
- Eu disfarço bem - retrucou ela, modesta". (p. 39)


Uma das características marcantes da autora nessa série é a construção dos personagens femininos. Diferente daqueles que estamos acostumados a ler, onde as mocinhas choram, suspiram e esperam pelo resgate, na série Família Bridgerton temos mulheres desafiadoras, inteligentes e até mesmo um pouco teimosas. 
Até mesmo na sociedade londrina tão cheia de mesuras e regras, observamos que os personagens marcantes são femininos: como não se encantar e rir com a infame Lady Danbury, que faz todos a sua volta fugirem com sua honestidade crua?

"- Lady Danbury - falou enfim, com cautela -, aprecio muito o seu gesto... e o sentimento... mas a senhora sabe que não sou sua responsabilidade.
- É claro que sei - zombou Lady Danbury, - Não tenha medo, não me sinto responsável por você. Se sentisse, isso não seria tão divertido". (p. 145)

E é claro que também temos a resolução do maior mistério da série. Finalmente descobriremos a identidade de Lady Whistledown, que por tantos anos escreve o jornal mais comentado na sociedade.
Uma história de amor, mas que também fala de lealdade, família, amizade e principalmente, de correr atrás de seus sonhos.

8 Comentários

  1. Gente do céu, não vejo a hora de pegar o meu exemplar e descobrir de uma vez por todas quem é a misteriosa fofoqueira de plantão!!!
    Eu amo esta série e estes Bridgertons maravilhosos!!!

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, eu amei esse livro.
      Acho que já estava na hora de revelarem esse segredo kkk
      Bjkas

      Excluir
  2. Todos falam tão bem dessa série, não sei a causa da minha mornidão em não comprar o primeiro volume já haha

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É normal Jhey, às vezes alguns livros simplesmente não despertam o interesse =\
      Bjkas

      Excluir
  3. Vou começar a ficar de mal com quem elogiar os livros da Julia Quinn. Parece que só eu, na blogosfera literária inteira, que não li nenhum ainda. Meu, preciso ler este livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lissandro, tudo bem?
      Eu particularmente gosto muito dessa série porque as mocinhas não são aquelas bobinhas de romance históricos que não tem personalidade. Além disso, os irmãos se provocam bastante e causam algumas confusões, tornando a história bem engraçada.
      Bjkas

      Excluir
  4. Apesar de saber que os personagens são cativantes, não gostei deste livro. Achei a capa boazinha, mas nada incrivel. É isso...

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.