Sinopse - Queda de gigantes é o novo épico de Ken Follett. O primeiro romance desta trilogia segue o destino de cinco famílias durante a Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa. Aos 13 anos de idade, Billy Williams entra em um mundo de homens nos poços de mineração da Gália. Gus Dewar, um estudante de direito norte-americano sem sorte no amor, encontra uma carreira nova e surpreendente. Dois irmãos órfãos russos, Grigori e Lev Peshkov, embarcam em caminhos radicalmente diferentes separados por metade do mundo quando seus planos de emigrar para os Estados Unidos falham por causa da guerra e da revolução. Estes e muitos outros personagens têm suas vidas intimamente entrelaçadas em uma saga que se desdobra em drama intrigante e complexo. Queda de gigantes vai de Washington à São Petersburgo, da sujeira e do perigo de uma mina de carvão aos candelabros brilhantes de um palácio, dos corredores do poder para os quartos dos poderosos. Como sempre acontece com Ken Follett, o contexto histórico pesquisado é brilhante e a ação processada em movimentos rápidos. Os personagens são ricos em nuances e emoção. Está nascendo um novo clássico.


Sinopse - 'Inverno do mundo' retoma a história do ponto exato em que termina o primeiro livro. As cinco famílias - americana, alemã, russa, inglesa e galesa - que tiveram seus destinos entrelaçados no alvorecer do século XX embarcam agora no turbilhão social, político e econômico que começa com a ascensão do Terceiro Reich. A nova geração terá de enfrentar o drama da Guerra Civil Espanhola e da Segunda Guerra Mundial, culminando com a explosão das bombas atômicas. A vida de Carla von Ulrich, filha de pai alemão e mãe inglesa, sofre uma reviravolta com a subida dos nazistas ao poder, o que a leva a cometer um ato de extrema coragem. Woody e Chuck Dewar, dois irmãos americanos cada qual com seu segredo, seguem caminhos distintos que levam a eventos decisivos - um em Washington, o outro nas selvas sangrentas do Pacífico. Em meio ao horror da Guerra Civil Espanhola, o universitário inglês Lloyd Williams descobre que tanto o comunismo quanto o fascismo têm de ser combatidos com o mesmo fervor. A jovem e ambiciosa americana Daisy Peshkov só se preocupa com status e popularidade até a guerra transformar sua vida mais de uma vez. Enquanto isso, na URSS, seu primo Volodya consegue um cargo na inteligência do Exército Vermelho que irá afetar não apenas o conflito em curso, como também o que está por vir.

Sinopse - Durante toda a trilogia O Século, Ken Follett narrou a saga de cinco famílias americana, alemã, russa, inglesa e galesa. Agora seus personagens vivem uma das épocas mais tumultuadas da história, a enorme turbulência social, política e econômica entre as décadas de 1960 e 1980, com a luta pelos direitos civis, assassinatos, movimentos políticos de massa, a guerra do Vietnã, o Muro de Berlim, a Crise dos Mísseis de Cuba, impeachment presidencial, revolução... e rock and roll! Na Alemanha Oriental, a professora Rebecca Hoffman descobre que durante anos foi espionada pela polícia secreta e comete um ato impulsivo que afetará sua família para o resto de suas vidas. George Jakes, filho de um casal mestiço, abre de mão de uma brilhante carreira de advogado para trabalhar no Departamento de Justiça de Robert F. Kennedy e acaba se vendo não só no meio do turbilhão da luta pelos direitos civis, como também numa batalha pessoal. Cameron Dewar, neto de um senador, aproveita a chance de fazer espionagem oficial e extraoficial para uma causa em que acredita, mas logo descobre que o mundo é um lugar muito mais perigoso do que havia imaginado. Dimka Dvorkin, jovem assessor de Nikita Khruschev, torna-se um agente primordial no Kremlim, tanto para o bem quanto para o mal, à medida que os Estados Unidos e a União Soviética fazem sua corrida armamentista que deixará o mundo à beira de uma guerra nuclear. Enquanto isso, as ações de sua irmã gêmea, Tanya, a farão partir de Moscou para Cuba, Praga Varsóvia e para a história. Como sempre acontece nos livros de Ken Follett, o contexto histórico é brilhantemente pesquisado, a ação é rápida, os personagens são ricos em nuances e emoção. Com a mão de um mestre, ele nos leva a um mundo que pensávamos conhecer, mas que nunca mais vai nos parecer o mesmo.


Minha opinião - É muito difícil falar de uma trilogia tão rica e complexa como a Trilogia O Século. Ken Follet escreveu de maneira fabulosa os acontecimentos marcantes da história da humanidade, conseguindo romancear, através de personagens tão complexos e imperfeitos, cada um desses eventos.
Inicialmente somos levados à Primeira Guerra Mundial e à Revolução Russa. Na Grã-Bretanha conhecemos a família Williams: o pai é um sindicalista, Ethel (a filha mais velha), trabalha na casa do conde Fitzherbert e o caçula Billy, trabalha em uma mina de carvão. Na família Fitzherbert, ganha destaque o Conde e suas crenças sobre a sociedade, sua esposa, a fria princesa russa e a irmã do conde, uma mulher que acredita nos direitos iguais. Em Moscou conhecemos Grigori Peshkov e seu irmão irresponsável Lev Peshkov. Grigori acaba pagando pelos erros do irmão, que consegue se dar bem. Da Alemanha, temos Walter von Ulrich, um jovem idealista, que vai entender da maneira mais difícil o impacto e as consequências da guerra.
No segundo livro temos a Segunda Guerra Mundial, representada por personagens da Rússia, Alemanha, Estados Unidos, País de Gales e Inglaterra. Cada local/personagem irá nos apresentar os impactos pós-guerras, as perdas e dores. 
O autor finaliza a história falando do Comunismo e as intervenções norte-americanas em diversos locais do globo. Para aqueles que acompanharam com tanto carinho as famílias, o desfecho é agridoce, pois é triste se despedir de personagens que estiveram nos acompanhando por tanto tempo.
Para os fãs da história mundial, a trilogia é essencial. Os detalhes, as informações históricas, o cuidado que o autor teve ao descrever cada ação, cada situação é simplesmente impecável.
É uma trilogia que faz com que o leitor reflita sobre a maldade existente no mundo e de como somos tão autodestrutivos. 

13 Comentários

  1. Ká!
    O Ken Folett é um dos melhores escritores na minha opinião, principalmente porque dá para perceber que pesquisa muito para ambientar seus livros e isso me fascina porque podemos descobrir detalhes de épocas que não vivemos.
    Essa trilogia me atrai muito porque é ambientada nas guerras mundiais, assunto que procuro sempre ler, justamente porque nos dá uma visão das atrocidades que os povos viveram naquela época e nos faz agradecer por não termos vivenciado tanta crueldade e maldade.
    Quero muito ler essa série.
    Uma semana e início de mês carregadinhos de paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma trilogia que me interessa muito ler. Um romance que aborda tantos fatos importantes da história da humanidade deve ser fantástico!

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
  3. Já vi falar muito bem dessa série, mas não é exatamente o meu gosto literário... Interessante que ele tenha inserido a história mundial com o enredo do livro, mas não sei se eu aproveitaria o livro tanto quanto é necessário assim como não sei se conseguiria ler todos...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  4. Já dei o primeiro volume de presente uma vez, essa trilogia era justamente o tipo de leitura preferido da pessoa. E depois ela me falou que amou <3 Desde então eu fico pensando se leio ou não, mas como adoro personagens bem construídos e livros que tenham um cuidado com a história provavelmente irei ler assim que der.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  5. Gosto de histórias de guerras e o autor parece ser bem cheio de conhecimento, não é fácil fazer obras dessa temática, as capas são bem feias confesso, mas nada que atrapalhe o grande conteúdo. As obras trazem uma grande sabedoria sobre guerras e mais do mundo passado.
    Beijos Ka, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ka.

    Primeira resenha que leio dessa Trilogia, sempre vi as capas desses livros e nem sabia do que se tratava. Tenho interesse por história e acho que essa trilogia é uma boa pedida. Adoro autores que tomam cuidado com seus livros para ficarem bem fieis. *-*

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já vi muitas vezes as capas desses livros, mas como não me chamou atenção sempre deixei por último, agora estou louca aqui ao saber que retrata estrondosos conflitos do século 20, na verdade, verdadeiros massacres. Mesmo sendo guerras tão cruéis, são interessantes ao serem abordadas, exatamente por terem sido algo abominável, resultado de tanto sofrimento, é difícil saber que tudo isso é verdade, que isso não foi fictício e que a maldade se fez presente.
    Com certeza lerei.

    ResponderExcluir
  8. estou no fim do segundo livro (O inverno do Mundo), já estou louco para ler o terceiro livro, pois sei que será uma leitura deliciosamente emocionante!

    ResponderExcluir
  9. Já li a trilogia há algum tempo!
    E comecei a ler novamente! Me fascina a riqueza de detalhes!
    Ótimos livros e autor excepcional!

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha conseguido ler livros volumosos, mas a trilogia O Século me encantou e o primeiro volume eu li em 10 dias. Agora estou quase terminando o segundo e louca para iniciar o terceiro. Realmente, muito envolvente.

    ResponderExcluir
  11. Já li há algum tempo a trilogia, me encantou a riqueza de detalhes dá história, mto interessante, de fato é um excelente palpite pra um presente...

    ResponderExcluir
  12. Já li há algum tempo a trilogia, me encantou a riqueza de detalhes dá história, mto interessante, de fato é um excelente palpite pra um presente...

    ResponderExcluir
  13. Li os 3 em 3 semanas. Muito bons!!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.