RESENHA RECOMENDADA PARA MAIORES DE 18 ANOS


Sinopse - "Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista apaixonado pelo que faz. Além do sucesso inquestionável na carreira jurídica, também usufrui do impacto devastador que provoca nas mulheres a sua volta. E com a sua nova estagiária Maria Clara não seria diferente. Recém-chegada de uma temporada fora do país, quando acompanhou o então namorado e cantor pop Dereck Mayer em turnê pelo mundo, a estudante de Direito está determinada a cumprir as horas de estágio para finalmente ganhar o diploma, nem que para isso tenha de resistir aos hipnotizantes olhos azuis do dr. Ferraz. Assim como o seu chefe, a jovem leva uma vida descompromissada, curtindo o sexo oposto sem romantismo ou grandes demonstrações de afeto. O amor não tem leis traz a arrebatadora história de um homem e uma mulher que buscam, acima de tudo, o prazer, mas que quando colocados frente a frente terão de aprender a lidar com sentimentos até então desconhecidos para eles. O que esperar desses dois? O amor será capaz de transformá-los?"

Minha opinião - Narrado em primeira pessoa, alternando os capítulos entre os protagonistas, a duologia apresenta aos leitores Alexandre Ferraz e Clara. 

Clara largou a faculdade de Direito por um ano e para se formar precisa de um estágio. Sua amiga é irmã do Alexandre e graças a isso Clara consegue uma entrevista com o dr. Ferraz. A atração entre os dois é instantânea. 

Clara é uma jovem de 23 anos, um espírito livre que não quer relacionamentos. Alexandre Mendes Ferraz é um homem de 35 anos, um advogado criminalista que sabe o que quer tanto na área pessoal quanto profissional e não aceita "não" como resposta.

No escritório ainda temos o irmão mais novo de Alexandre, o Diego. Diego é tão bonito quanto o Alexandre, mas é mais gentil e menos intenso. 

Temos também dois estagiários na empresa que tem um grande papel a desempenhar: o fofo do Nando e a megera da Patrícia.

Clara tem os seus traumas e é emocionalmente confusa. Alexandre é um pouco cabeça dura, dificilmente cede e gosta de tudo feito do seu jeito. Claro que ele também é um mulherengo e o seu histórico aparece para atormentar, como sua ex, a promotora pública, Lana.

O livro é repleto de cenas sensuais e linguagem explícita, e não são poucas. A trama é bem desenvolvida, os diálogos são fortes e bem estruturados e a escrita da autora Camila Moreira é viciante.

O final do primeiro livro faz com que o leitor prenda o fôlego e fique na expectativa para ler o segundo livro.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é sensual, porém não trouxe nenhuma informação referente ao enredo.


Sinopse - "O destino mais uma vez afasta Maria Clara de seu grande amor. Um trágico acontecimento obriga a jovem a abandonar Alexandre Ferraz no momento em que ele mais precisa dela. Sentindo-se culpada pelo acidente que pode ter tirado a vida de Diego, irmão de Alexandre, Maria Clara não vê outra alternativa a não ser fugir e buscar consolo nos braços de Derek Mayer, o ex-namorado. Desesperado, Ferraz não consegue entender como ela teve coragem de desaparecer. Com a tragédia que atingiu o irmão, ele descobrirá que o que sente por sua menina é mais forte do que imaginava. Em O amor não tem leis: O julgamento final, o dr. Alexandre Ferraz tem em mãos o caso mais difícil de sua vida: conquistar o amor de uma mulher determinada a não amar."


Minha opinião - Após o acidente envolvendo Clara e Diego, a protagonista resolve fugir e acaba indo direto para os braços do seu ex.

Alexandre fica devastado, e a sua dor se transforma em raiva. Clara está extremamente confusa e começa a analisar o seu passado. Ela precisa entender seus medos e saber como seguir em frente.

Mesmo entendendo o passado de Clara, ficou difícil apoiá-la em inúmeras situações. Em muitas cenas ficamos irritados com ela. Tudo bem que a mocinha está fazendo um acompanhamento psicológico e tentando lidar com seus problemas, mas mesmo assim é uma personagem frustrante.

Quem se destaca nessa continuação é o seu ex Derek e o Diego. Derek claramente é apaixonado por Clara e é um bom homem, capaz de mover montanhas para fazê-la feliz.

Diego é um sinônimo de superação. Após passar por tantas dificuldades, ele tem uma atitude positiva e ainda torce pela felicidade do irmão.

Temos também os momentos engraçados, que ficam por conta do novo casal Laís e Bruno. Eles simplesmente roubam as cenas e uma bela festa à fantasia é capaz de deixar sorrisos nos rostos dos leitores.

Nessa conclusão da história, temos uma lição de redenção e de perdão. O livro fala de superação e de amor, não apenas o amor romântico, mas também o fraternal.

10 Comentários

  1. Eu estava louca por esses livros, mas agora fiquei com um pé atrás, porque não gosto muito de 'mimins' e já vi que Clara ''da as suas ratiadas.'' Odeio quando os personagens começam a não saber o que querem da vida. Mas, como eu não sei o que aconteceu pra ela ficar confusa, não posso julga-la completamente. Tomara que eu esteja errada e ela não seja mais uma daquelas personagens que eu estou começando a odiar.
    E é com advogado... Assim eu não resisto mesmo!kkk. Amo advogados, são quentes demais!kkk

    PS: Já estou pedindo aos amigos para me darem de presente de Natal, vou esperar que algum que não seja 'pão puro' me dê. kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, tudo bem?
      Realmente tem algumas coisas acontecendo na história da Clara, então você precisa tirar as conclusões quando realizar a leitura.
      Ps: fique de olho, pois teremos promo desse livro no blog.
      Bjkas

      Excluir
  2. Respostas
    1. rsrs.. ok....ganhou dispensa nos comentários..
      Bjkas

      Excluir
  3. Já li livro erótico apesar de eu ter menos de 18 anos, e o que eu li não tinha nada de tão chocante ou pesado, mas esse já não me atraiu, achei a história bem...fraca.

    Beijos
    ummundochamadolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo, tudo bem?
      Existem livros que são recomendados para maiores de 18 anos que tem um enredo mais "leve", outros tem um linguajar mais pesado, tudo depende do autor.
      Bjkas

      Excluir
  4. Nossa esses livros eroticos sei la me parecem todos iguais hahahaha sempre com as msm historias e tal... mais pra quem gosta e um prato cheio neh bjooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellen, tudo bem?
      Alguns livros eróticos tem premissas bem parecidas mesmo. Acho que chega um momento em que o leitor fica saturado rs
      Bjkas

      Excluir
  5. Por que os autores estão se voltando tanto para o teor erótico da Literatura ? Eu tenho menos de 18 anos, então não li esses livros, mas ainda assim a "fórmula" me parece clara. Uma protagonista insegura e um mocinho metido a "bad-boy" controlador . Não criei um interesse em literatura desse tipo, talvez por isso essa história tenha me parecido tão batida e eu não tenha criado nenhum interesse.
    Nesse livro a protagonista me pareceu ainda mais chata, sem ações definidas e fraca de personalidade, uma pena =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joicy, tudo bem?
      Acho que houve um boom após o grande sucesso de 50 tons, mas em breve outro gênero ganha destaque. É temporal, tivemos grandes repercussões com as distopias nos últimos tempos também, e em breve um novo gênero ganhará destaque.
      Bjkas

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.