Sinopse - "Ele é um empresário bem-sucedido, exemplo de pai e, pelo menos até então, fiel à sua esposa – uma vida aparentemente segura e sob controle. Ela, uma jovem extremamente atraente e sensual, que tem uma vida tranquila em uma cidade do interior. Toda essa normalidade é posta à prova quando os dois se conhecem e passam a se encontrar. O estilo de vida e a diferença de idade entre eles – Vítor é 34 anos mais velho que Sarah – não os impedem de se relacionarem e desfrutarem de suas fantasias sexuais mais secretas. Porém, esta paixão proibida deixa rastros incalculáveis no caminho de ambos. Além disso, ele nem imagina que está se envolvendo em um perigoso jogo de sedução."





Minha opinião - A trama é narrada em terceira pessoa e conta a história de João Vítor Albuquerque Crevalare, um homem de 56 anos que é presidente da fábrica Sonora Calçados em São Paulo. Casado com a devotada Caroline e pai de Kelly, uma jovem de 24 anos, ele é um homem que tem tudo o que se poderia imaginar.
Graças a sua visibilidade como um homem de dinheiro, ele passa um tempo em um refúgio no circuito de águas do sul de Minas, onde conhece uma jovem de 22 anos, chamada Sarah. A partir desse momento, os dois se envolvem em um caso obsessivo (por parte dele), que causa grande devastação.
A história é interessante e tem um enredo que prende a atenção do leitor. A maneira como a trama foi desenvolvida acaba passando a impressão de que o próprio João Vítor é a vítima principal da história. A trama foi construída de uma maneira que, mesmo o leitor não concordando com isso (foi o meu caso) ainda consegue se prender à história.
Apesar de discordar de algumas atitudes dos personagens (como a eterna devoção de Caroline), o livro faz com que o leitor reflita sobre muitos valores que atualmente são banalizados: a fidelidade, o casamento e a honra.
Existe ainda uma subtrama com direito à complôs e armações.
Para os fãs do gênero, vale a pena conferir.

16 Comentários

  1. Adoro quando os personagens tem bastante diferença de idade, não sei porquê.kkkk. Não é meu gênero, mas gostei da trama, parece ser cheia de armações, intigas e infidelidade. E é na terceira pessoa!!!kkk. Adoro essa narrativa, faz tempo que não leio um livro nesse estilo.
    Já está na minha meta de leitura pra 2015, isso é certo!

    PS: Não sei porque exatamente, mas lendo a resenha, esse livro me lembrou da novela 'Império'. kkkk


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, tudo bem?
      A narrativa em terceira pessoa nesse tipo de obra acaba agilizando a trama. Como diz a Karini aqui do blog, não tem "mi mi mi", nem enrolação rs
      Bjkas

      Excluir
  2. Concordo plenamente que os valores casamento, fidelidade e honra andam bem banalizados nos tempos de hoje. Fiquei com vontade de ler a obra só para ver como ela termina, torcendo para o João Vítor pagar no final por seus atos.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laplace, tudo bem?
      Eu também fico torcendo quando faço leituras em que tem algum traidor para que o personagem sofra até o final do livro (modo malvada on kkk).
      Bjkas

      Excluir
  3. Adorei a resenha. Eu gostei bastante da proposta do livro, que quer tirar esse preconceito de idades em um relacionamento, e eu acho que falta mais livros com essas propostas.
    Fiquei muito curioso com o livro e vou pensar se o adiciono a minha Wishlist

    Beijos
    ummundochamadolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo, tudo bem?
      Espero que realize a leitura e venha nos deixar sua opinião.
      Bjkas

      Excluir
  4. Carol!
    Por vezes sinto que os valores morais estão cada vez se perdendo, não apenas nos livros, mas na vida real mesmo, sabe?
    O interessante em ler um livro com essa premissa e poder analisar o lado psicológico de toda a trama.
    Uma semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, tudo bem?
      Concordo plenamente com você. No cotidiano observo que muitos dos valores com os quais cresci estão sendo banalizados. Casamentos que não tem respeito mútuo, falta de honra, de senso de responsabilidade e muito mais.
      Bjkas

      Excluir
  5. Interessante essa historia em deixar bem claro as idades dos personagen e dificil vc ler alguma leitura do tipo, sempre sao com casais jovens e bonitos, gostei muito de ter tocado nesse assunto que apesar de tudo acontece muito em nosso meio.. ele é uma historia adulto maduro foge um pouco dos que mais vemos hj em dia desses romances chick lits gostei muitoo.. bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellen, é um pouco mais adulto mesmo. Espero que goste da leitura.
      Bjkas

      Excluir
  6. Gostei da resenha. Vou adicionar na lista e depois de ler volto aqui para falar se gostei ou nao. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois venha nos contar o que achou do livro ;)
      Bjkas

      Excluir
  7. Não consigo gostar de livros assim. Não compreendo a devoção da Caroline nem um motivo bom o bastante para explicar a traição, muito menos o motivo que iria me fazer parecer que o João Vitor é uma vítima.
    Os valores estão deturpados e banalizados, mas não é por isso que devemos mudar o que há de bom em nós. Eu mudaria minha opinião sobre o livro se ele mostrasse que a traição é errada, não sei se é o que ocorre, por isso não lerei o livro, não me agrada essa temática.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joicy, tudo bem?
      Tenho uma opinião parecida com a sua. Talvez por isso o livro não tenha me agradado =\
      Bjkas

      Excluir
  8. Eu li o livro e achei fascinante. A história é envolvente, misteriosa e leva a um final surpreendente. Fique fã do Jorge Lemos e espero novas obras dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm, acabei de ler o livro e amei... Não conseguia para de ler! Adorei as histórias de segundo plano. A responsavel pelo crime parece óbvia na metade do livro, mas da vontade a todo momento d ir até o fim para saber o que Vitor ia fazer com Sarah. O final foi melancólico, uma despedida seria linda...
      Mas adorei :)

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.