Sinopse - "Escócia, 1766. Condenado à miséria e à escravidão nas brutais minas de carvão, Mack McAsh inveja os homens livres, mas nunca teve esperança de ser como eles. Até que um dia ele recebe a carta de um advogado londrino que lhe revela a ilegalidade da escravidão dos mineiros e um novo horizonte se abre aos seus olhos. Porém, para realizar seu sonho, Mack precisará enfrentar todo tipo de opressão das autoridades que não estão acostumadas a serem questionadas. Já na idealizada Londres, ele reencontra uma amiga de infância, Lizzie Hallim, agora casada com Jay Jamisson, membro da família que tanto o atormentara na Escócia. Lizzie não se conforma em viver submetida aos caprichos dos homens e constantemente escandaliza a sociedade com seu comportamento e suas ideias não convencionais. Quando Mack é acusado injustamente de um crime, ela quebra protocolos e sai em sua defesa, mas o amigo é deportado para a América. Mack logo descobre que se trata de uma mera mudança de continente, não de ares sociais, pois a colônia também vive momentos de tensão: se na Inglaterra os trabalhadores não desejam mais ser explorados pela elite, ali os colonos preparam o caminho que os levará à independência do jugo inglês. Nesta saga repleta de suspense e paixão, Ken Follett delineia uma época de revoltas contra a injustiça com uma escrita enérgica e sedutora." 


Minha opinião - É impossível ler um livro de Ken Follet e não se emocionar. Em "Um lugar chamado liberdade" , temos um protagonista que fará de tudo para encontrar a sua liberdade. Mack MacAsh nasceu e cresceu no vilarejo de Heugh onde o desde nascimento "pertence" ao dono das minas de carvão Sir George Jamisson. Conforme a sinopse explica, Mack não se conforma por ser uma propriedade e após alguns acontecimentos ele vai para Londres a procura de uma vida melhor. O livro é dividido em três partes, onde cada parte irá se focar em um determinado acontecimento.
Infelizmente Londres não é o paraíso que ele esperava. Lá ele ainda encontra muitas injustiças e guiado pelo seu coração, Mack irá lutar por aquilo que acredita.
Além de se envolver com essas novas lutas, o passado retorna para assombrá-lo: Lizzie Hallim, uma amiga de sua infância casou-se com um Jamisson que fará tudo para conseguir Mack como sua propriedade novamente.
O livro fala sobre diversos tipos de liberdade, mas também fala de amor e de superação. Como sempre a escrita de Ken Follet é excepcional.



"- Eles querem que vocês assustem essas pessoas da camada média com violência e baderna. Isso fará com que elas comecem a se preocupar com a manutenção da ordem e parem de pensar na liberdade de expressão. Assim, quando o Exército marchar pelas ruas, haverá um suspiro de alívio coletivo em vez de um rugido de indignação." (p. 192)

22 Comentários

  1. Que história emocionante. Já fiquei empolgada só lendo a sinopse. E pelo que vi na resenha, muita emoção me aguarda. Foi bom conhecer esse livro. Já vou deixar anotado aqui na minha lista. Assim poderei procurar pra ler depois.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Lindo!! Me emocionei só de ler sua resenha.
    Adorei a premissa, envolve diversos assuntos, como liberdade, opressão, escravidão, racismo, patriarcalismo.
    Muito bom mesmo!!
    Com certeza, vou lê-lo.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Impossível mesmo não ler os livros do Ken Follett e não se emocionar, e ainda mais com essa escrita excelente dele, esse ainda não li mas vai pra minha lista sem pensar duas vezes. Ótima resenha!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Oiiii,
    Eu ainda não tinha ouvido falar do livro, mas ele parece ser bom, gostei da resenha, só que não pretendo ler ele por enquanto, quem sabe mais para frente.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Oi Ka,
    Não sei se vou amar esse livro =(
    Com a bela Londres servindo de palco para injustiças, não é prioridade para mim, mas pretendo lê-lo, parece ser linda a história, afinal, fiquei curiosa com a escrita excepcional do autor.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ká. A liberdade é essencial e todo ser humano necessita dela de forma ardente. Acredito que gostaria do livro, ainda mais pela narrativa envolvente do autor

    ResponderExcluir
  7. Nuna li nada do Follent mas sempre tive vontade, creio que adoraria esse livro, principalmente pelo tema liberdade, que é uma coisa tão essencial pra gente.

    ResponderExcluir
  8. Confesso que não me interesso pelas obras do Ken. Sempre vi ele como um dos escritores que varios blogueiros amam e idolatram, porém, o tipo de narrativa/tema não me atraio muito. Quem sabe num futuro? Eu nunca digo nunca. :p

    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  9. Hey, Ká!
    Bem, a história parece mesmo ser emocionante... Mas, aqui com a gente, ele não vai encontrar um lugar sequer que não tenha injustiças, né? :/ [mesmo eu não sabendo a que tipo de injustiças ele se referiu].
    Acho que a leitura pode ser sim bem emocionante!!

    Abs

    ResponderExcluir
  10. Muitoo lindaa a historia o titulo entao e perfeito, tbm podemos tirar liçoes de vida nesse livro, por pensar que outros lugares sera melhor que o nosso ou seja la o que for e quando chegamos nao e isso tudo que pensavamos, mto bom o livroo..

    ResponderExcluir
  11. Acho que fico a cada dia mais curiosa para ler algo do Ken Follet, nunca vi alguém falar dele que não tenha gostado da escrita, enredo e personagens. Vou deixar anotado aqui a dica :)

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  12. Oi! Já percebi que terá um romance no ar. Amigos de infância são sempre prováveis amores no futuro. Gostei desse livro, além de ter uma capa encantadora a história também me chamou atenção, a busca pela liberdade é um charme a mais para a história, é bom ver um personagem forte e determinado.

    ResponderExcluir
  13. Oi Ka!
    Ainda não li nada desse autor, mas só ouço comentários positivos sobre os livros dele... Gosto de história, então acho que iria aproveitar bastante a leitura, vou deixar anotado entre os que quero ler =]
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Gente, não li nenhum livro do autor ainda =(
    Mas os comentários positivos são tantos, que é claro que estão nos meus desejados.
    Parece ser um livro bem emocionante.

    ResponderExcluir
  15. Nossa!! Que história emocionante!! Me senti super envolvida com a sinopse e as observações feitas por vc.. Quero ler!!

    Parece ser uma história bastante comovente, devido a temática abordada!

    ResponderExcluir
  16. Ká!
    Liberdade é o maior bem que temos e imagino tudo que Mack MacAsh passou para tentar reconquistar sua vida livre...
    Os livros do Ken Follet são maravilhosos! Nos faz refletir sobre muitos aspectos.
    Aproveite o feriadão com moderação e amor no coração!
    Carnaval com leitura!!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Acho tão lindo histórias como esta.
    A guerra e também o modo em que os personagens são tão fortes. Nunca li nada do autor e me sinto ruim por isso. Parece incrível, fora a sua escrita. E com certeza, a trilogia estará em compras daqui 2 meses.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Acredita que ainda não li nada do Ken Follet....Sempre que leio resenhas sobre os livros dele, fico super interessada em conferir, mas acabo esquecendo de comprar os livros... kkkkk.Adorei sua resenha, e vou tentar anotar e comprar desta vez.

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Esse não é o primeiro livro que leio de Ken e a cada livro que leio, vou me sentido mais envolvido. A escrita do autor é excepcional, envolve o leitor do começo ao fim. Um drama que nos choca e nos deixa revoltados com a injustiça não só de um país, mas do mundo em geral. As passagens do livro, tiveram uma dinâmica surpreendente. Super indico essa extraordinária história de Ken!

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Esse não é o primeiro livro que leio de Ken e a cada livro que leio, vou me sentido mais envolvido. A escrita do autor é excepcional, envolve o leitor do começo ao fim. Um drama que nos choca e nos deixa revoltados com a injustiça não só de um país, mas do mundo em geral. As passagens do livro, tiveram uma dinâmica surpreendente. Super indico essa extraordinária história de Ken!

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Esse não é o primeiro livro que leio de Ken e a cada livro que leio, vou me sentido mais envolvido. A escrita do autor é excepcional, envolve o leitor do começo ao fim. Um drama que nos choca e nos deixa revoltados com a injustiça não só de um país, mas do mundo em geral. As passagens do livro, tiveram uma dinâmica surpreendente. Super indico essa extraordinária história de Ken!

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Esse não é o primeiro livro que leio de Ken e a cada livro que leio, vou me sentido mais envolvido. A escrita do autor é excepcional, envolve o leitor do começo ao fim. Um drama que nos choca e nos deixa revoltados com a injustiça não só de um país, mas do mundo em geral. As passagens do livro, tiveram uma dinâmica surpreendente. Super indico essa extraordinária história de Ken!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.