Sinopse - Quanto tempo você precisa para saber que está apaixonado? Uma semana? Um mês? Um ano? Line e Teo só precisaram de três dias. E, em três dias, eles vivem uma paixão que, pela sua vontade, duraria para sempre. Line mora sozinha no Rio, ainda juntando os cacos depois que o seu noivo a abandonou no dia do casamento. Sem um emprego decente, sem um amigo sequer e sem coragem de voltar para a sua cidadezinha natal, ela vê os dias passarem enquanto aguarda algum sinal do destino sobre qual caminho seguir. No ônibus ela conhece o brasiliense Teo, que está na cidade a passeio, curtindo o verão mais escaldante dos últimos mil anos. Olhares trocados, mensagens de texto e uma vontade incontrolável de se ver mais uma vez... É assim que começam as paixões mais gostosas. Para Line, poderia ser apenas uma distração (maravilhosa) para as noites quentes de Copacabana, seja nos barzinhos junto com a galera ou na (quase) privacidade do apê onde Teo está hospedado. O problema é que um coração cansado de sofrer se preenche com a maior facilidade e Teo não pode ir embora sem saber que mudou a vida dela para sempre.


Minha resenha - Gente, eu nem sei mito bem como escrever a resenha desse livro. Gosto muito dos livros nacionais, e dos lançamentos da editora Novo Conceito, mas "Três dias para sempre" não conseguiu me conquistar. Não foi apenas um único detalhe, foi quase todo o livro que não me deixou com um sorriso.

Conforme foi explicado na sinopse, o livro conta a história de Line e Teo. Line veio para o Rio para construir uma vida com o noivo, que a dispensou logo após chegarem. Então, para sobreviver, ela trabalha em um hotel, levando os hóspedes do hotel para o aeroporto e do aeroporto para o hotel. Até que um dia ela conhece Theo e seu amigo no ônibus, trocam o contato e entram de cabeça em um grande amor.

A verdade é que os personagens não tiveram química o suficiente e os diálogos foram bem fraquinhos. Fica difícil de acreditar na intensidade dos sentimentos da Line, ainda mais depois de ter sido dispensada pelo noivo daquela forma.

Não tenho motivo para me alongar na resenha, para não estragar a história para os leitores que se interessaram pelo livro. Então, é isso pessoal.

Ah, o trabalho da editora está ótimo como sempre, foi a história que não me encantou. 

4 Comentários

  1. Ká!
    Tem livros que não conquistam mesmo...
    Já li um outro livro da autora e gostei muito.
    Devo ler esse daqui uns dias, depois digo o que achei.
    “A verdadeira páscoa está no exemplo de entrega que Jesus nos deixou”. (Jader Amadi)
    Semaninha esplendorosa com o verdadeiro sentido da Páscoa!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ká!
    Que pena que o livro não te conquistou... Eu gostei da sinopse e já li uma resenha positiva, então estou curiosa, mas não vou criar muitas expectativas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Não gostei da sinopse do livro simplesmente não me conquistou e lendo a resenha ajudou a confirmar o que eu já estava esperando a historia da Line e do Theo me pareceu muito rápido e acabou faltando algo!!!

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito fã de livros nacionais e já li alguns. Livros que não conseguem me fazer acreditar na história já dou 1 estrelinha mentalmente. Pq o q vale uma história se ela não te convence? :/ Claro q as pessoas sabem que é uma ficção... Mas ler um livro inteiro sem conseguir acreditar nos próprios personagens, deve virar uma história beeem arrastada. De qualquer forma, obrigada por apresentar o livro.

    Abs

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.