Vermelho Como O SangueNo congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue. Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos. Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios. Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.


Resenha

Esse livro conta a história de Lumikki, que estuda artes e mora longe de sua família. Lumikki não gosta de ser tocada, ela é uma garota um pouco estranha, não gosta de contato sabe.


Quando Lumikki entra no laboratório de fotografia e encontra um monte de cédulas respigadas de sangue, ela fica com medo, mas não para até descobrir que o dinheiro está ligado a três alunos.

Bem pessoal não tenho muito para contar desse livro por que não gostei mesmo, sou chata quando o livro não me prende. Pelo que entendi a história era para ser uma releitura de Branca de neve, mas não foi o caso aqui.

O que mais me agradou nesse livro foi a capa, ela é muito linda mesmo, gostei, a diagramação como sempre perfeita. E encontrei só alguns erros o livros, mas coisa bobas como a falta de alguns r e s só.

Bem pessoal, posso não ter gostado do livro, mas para quem curte um thriller policial, tenho certeza que vai gostar.

Beijos

5 Comentários

  1. Obrigada, primeiramente, a Deus pelas resenhas existirem. Não entendi bulufas de nada da sinopse. Fiquei bem perdida. Também não achei nada a ver com Branca de neve. Cheguei a essa conclusão lendo a sinopse... Achei uma pena você não ter gostado, mas a história realmente não parece ter nada de surpreendente.

    abs

    ResponderExcluir
  2. Oi Ká,
    Quando vi esse livro realmente pensei que seria uma releitura da Branca de Neve, mas isso não acontece, mesmo você não tendo gostado do livro, por ser um thriller policial eu vou arriscar.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  3. Ká!
    Li e gostei, mas não amei!
    Realmente é um livro policial com mistério e algum suspense, porém é um livro mais adolescente, sem muita técnica para desvendar o assassinato e o porque do dinheiro respingado de sangue.
    Na verdade a questão da Branca de Neve é porque o nome Lumikki traduzido é Branca de neve, só isso.
    Ainda assim, vale a pena a leitura. E é uma série, espero poder ler os outros livros.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Oi Ká!
    Eu já tinha lido algumas resenhas negativas sobre o livro, então não estou muito interessada na leitura. Também sou chata quando a história não me prende e nem esse estilo de livro é o que mais gosto... A capa é mesmo bem bonita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Não entendi a releitura da "Branca de Neve" não achei nada que me apontasse pra esse lavo, já li outras resenhas desse livro e não gostei muito da historia então esse eu vou passar!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.