As cores do entardecer
Sinopse - A sonhadora Isabelle e o determinado Robert desejavam, com todas as suas forças, se entregar à paixão que os unia. Mas uma jovem branca e um rapaz negro não poderiam cometer tamanha ousadia em plena década de 30, em uma das regiões mais intolerantes dos Estados Unidos, sem pagar um preço muito alto.
Diante dos ouvidos atentos da cabeleireira Dorrie, a história do amor trágico e proibido se desdobra, enquanto mudanças profundas se instalam em sua própria vida.
Com personagens humanos e, por isso mesmo, memoráveis, As Cores do Entardecer mostra que as relações afetivas muitas vezes são mais profundas que os laços de sangue. A cada etapa da viagem de Isabelle e Dorrie, as lições sobre otimismo e fé se multiplicam.







Mais um romance dramático publicado pela Editora Novo Conceito que me deixou com lágrimas nos olhos. A história se passa na década de 30, quando a jovem Isabelle, de apenas 17 anos, levava um ótima vida, principalmente com o amor do seu pai, que a ensinava mais do que ela podia aprender na escola. Sua melhor amiga é filha da empregada da casa. Ambas tinham uma grande cumplicidade e ignoravam as diferenças. Para Isabelle, a cor da pele nunca foi importante. Pena que o mundo não pensava a mesma coisa.
Acontecem várias situações durante a vida de Isabelle, até que ao entrar em uma grande enrascada ela é resgatada por Robert, irmão de sua melhor amiga.
Robert é um jovem correto, inteligente e honrado e não demora muito para que eles se vejam perdidamente apaixonados um pelo outro. A escolha para encontrar a felicidade é casar-se no Estado vizinho, onde o casamento inter-racial é legalizado. Uma jornada que terá um desenrolar espetacular....
Não tenho como continuar a contar a história sem entregar pontos importante, mas o que posso dizer é que o livro é surpreendente e emocionante. 





5 Comentários

  1. Ká!
    O livro será o próximo que irei ler, mas já sei que o drama e preconceito são grandes.
    Que aproveitar cada minuto a leitura desse livro...
    Semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sabia que esse livro prometia, também com esse mote, só poderia ser bom.
    Livros que abordam o preconceito, nos sensibilizam muito, já que não conseguimos compreender tamanha ignorância...

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho este livro nos meus desejados, mas ainda não deu pra comprar $$$ rs.
    Que bom que vocÊ gostou da leitura, parece ser um livro romântico com um drama envolvido,
    pretendo le lo ainda, so falta o dindin mesmo rs,
    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ai deve ser realmente emocionante a história de amor entre duas pessoas que lutam acima de tudo pelo seus sentimentos. Se já tinha vontade de ler agora fiquei com mais vontade ainda, visto que amo dramas. Acho que ja disse isso um monte de vezes né?!

    ResponderExcluir
  5. Oi Ká!
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e nem sabia sobre o que tratava a história. Parece ser lindo e emocionante, mas eu estou tentando dar uma pausa com os dramas, mesmo assim anoto a dica para depois...
    Bjs

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.